#69704
Na Primeira Revolução Industrial, ocorrida inicialmente na Inglaterra no século 19, eram comuns as condições de trabalho serem desumanas com os empregados. Isto é, tal situação além de ser exaustiva poderia também colaborar para que o indivíduo sofresse acidentes irreparáveis o deixando à sua própria mercê. Para além desse viés, de maneira análoga, é possível encontrar semelhanças entre às condições trabalhistas do século 19 com a atualidade brasileira, haja visto que a incidência de desastres no local de trabalho acarrenta prejuízos para o funcionário como também para a empresa sendo uma circunstância comum pela falta de campanhas de segurança dentro dos órgãos corporativos.

Em primeiro lugar, é importante destacar que a ocorrência de desastre no âmbito laboral abala a vida do trabalhador provocando doenças físicas até a morte deste indivíduo. De acordo com os dados oficiais da Previdência Social mostram que ocorrem cerca de 300 mil acidentes de trabalhos anuais, sendo que 2.700 mil são de óbitos. Assim sendo, deduz-se que o investimento na prevenção de desastres no emprego traria benefícios não somente para os funcionários mas também para as empresas que não perderiam mão de obra e gastos com os incidentes.

Em segundo lugar, vale ressaltar o descaso do sistema corporativo no que diz respeito a implantação de campanhas de segurança nesses setores. Segundo o físico Albert Einstein "O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mau, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer". Nesse sentido, compreende-se a suma importância de se tomar uma atitude tal qual possa vim favorecer não somente o físico do empregado mais acima disso a sua garantia à vida.

É necessário, portanto, tomar medidas que possam alterar esse cenário. Nesse sentido cabe ao Ministério do Trabalho criar um projeto que englobe empresas do setor público e privado com a finalidade de elaborar campanhas políticas que vissem diminuir os acidentes entre os empregados. Assim como treinamento de primeiros socorros e situações de risco com os trabalhadores para que desta forma a gravidade e a preucação dessas entraves possa ser controlado para que desta forma as empresas possam ser um lugar seguro para a saúde e vida do funcionário, progredindo ambos juntos ao sucesso.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

HABILIDADES SOCIOEMOCIONAIS

Para o filósofo grego Aristóteles, q[…]

O peso de ser gentil

Cordialidade trata-se do bom recebimento e tratam[…]

A Constituição Federal, norma de mai[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM