Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#48131
Segundo o pensamento budista, o mundo está em constante mudança, não cabendo aos indivíduos se apegar a nada. Essa idealização, pode ser muito bem atribuída a pluralidade linguística existente no país, visto que, a língua, está em constante variação. Contudo, mesmo que o português brasileiro possua em sua identidade características advindas de outros idiomas, a ideia de uma pronúncia e escrita unicamente correta, em algumas regiões do Brasil, acarreta no preconceito com os outros dialetos existentes, tornando-se um problema eminente.
Em primeiro lugar, é importante salientar que, com a chegada dos portugueses ao Brasil, a convivência com as diversas tribos já existentes, possibilitou em uma junção entre a língua portuguesa e as características fonéticas dos nativos. Porém, atualmente, mesmo com a riqueza vocal que a sociedade brasileira conquistou em sua história, o preconceito pela forma oral do idioma de alguns lugares, passou a existir por parte de grupos pertencentes a regiões economicamente importantes do país. Dessa forma, o pensamento budista não se cumpri totalmente, pois com a supervalorização de uma língua purista oralmente, em detrimento dos outros dialetos nacionais, tenta-se anular a constante mudança do idioma.
Ademais, nesse quesito, a negligência do Estado, com uma má gestão sobre regiões historicamente marginalizadas, ajudou na sustentação de uma superioridade linguística e social, por regionalidades pertencentes ao sul e sudeste do país. Desse modo, os esteriótipos passaram a existir sobre as comunidades que não se encaixavam na norma padrão imposta pelos pólos economicamente dominantes do país. Visto isso, o surgimento de preconceitos propagou-se sobre a população comum, que passou a criar conflitos com as demais localidades do país.
Portanto, o preconceito linguístico deve ser superado. Mesmo que haja uma norma padrão na escrita do português brasileiro, sua pluralidade dialética deve ser legitimada. Para isso, o Governo, precisa, por meio do Ministério da Educação, criar um projeto de cunho sócio educacional, que vise abordar nas salas de aula as várias faces da língua brasileira, esse projeto poderá ser fixado em algum programa social já existente da União. Dessa forma, as futuras gerações passarão a conhecer e respeitar a diversidade vocal do país, que se formou em um processo legítimo cultural.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação previsível e apresenta domínio mediano do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Com essa pontuação, ou o tema da redação é desenvolvido adequadamente, porém de forma previsível, com pouco avanço em relação ao senso comum ou, embora o texto demonstre domínio adequado do tipo textual exigido, a progressão textual apresenta algum problema.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora, de forma mediana, pouco consistente, proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto.

A saude mental no brasil,muita das vezes e neglige[…]

@vittorzao Poderia me ajudar na correç&atil[…]

A partir da Revolução industrial, di[…]

VictorNoal gabszeyo Nada de redaç&atild[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM