• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#74409
A Constituição Federal de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê no artigo 6º, o direito à educação como inerente a todo cidadão brasileiro. Contudo, vê-se que tal direito tem sido contestado na prática no âmbito das cotas universitárias.
Primeiramente, as cotas universitárias são previstas pela Lei nº 12.711 que garante 50% das vagas em universidades públicas para pretos, pardos e indígenas. O cumprimento da mesma representa um avanço para a sociedade atual, visto que há um racismo estrutural sobre a população brasileira negra -- consequência de um pensamento proveniente da época de colonização do Brasil. O ingresso de negros, pardos e indígenas em instituições federais exalta a quebra do preconceito racial.
Ademais, é preciso ressaltar que, devido à desigualdade social brasileira, grande parte da população visada pelas cotas entram para áreas de criminalidade. Com maior acesso à educação, a probabilidade do número de crimes reduzirem são altas, proporcionando um mercado de trabalho mais justo e igualitário, além de gerar mudanças nos demais âmbitos da sociedade.
É evidente que o sistema de cotas para acesso à educação evidencia uma evolução na história do Brasil, e, para que isso fique claro, precisa-se que o Ministério da Educação faça investimentos em ações afirmativas e suas divulgações, a fim de que se tenha uma nação igualitária. Com mesmos direitos, deveres e oportunidades, independente de raça, gênero ou condição social.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 150

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#74893
❌❱𝐸𝑅𝑅𝒜𝒟𝒪
✅❱𝒫𝒜𝑅𝒜𝐵𝐸𝒩𝒮
📄❱𝑅𝐸𝐸𝒮𝒞𝑅𝐸𝒱𝐸𝑅
📝❱𝐹𝒜𝐿𝒯𝒪𝒰
😱❱ 𝒜𝒯𝐸𝒩𝒞𝒜𝒪

A Constituição Federal de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê no artigo 6º, o direito à educação como inerente a todo cidadão brasileiro. Contudo, vê-se que tal direito tem sido contestado na prática no âmbito das cotas universitárias.

  • 📝Tese


Primeiramente, as cotas universitárias são previstas pela Lei nº 12.711 que garante 50% das vagas em universidades públicas para pretos, pardos e indígenas. O cumprimento da mesma representa um avanço para a sociedade atual, visto que há um racismo estrutural sobre a população brasileira negra -- consequência de um pensamento proveniente da época de colonização do Brasil. O ingresso de negros, pardos e indígenas em instituições federais exalta a quebra do preconceito racial.

  • 📝Argumentação vaga
    📝Desfecho
    📝Tópico Frasal
    😱Escassez de conectivos


Ademais, é preciso ressaltar que, devido à desigualdade social brasileira, grande parte da população visada pelas cotas entram para áreas de criminalidade. Com maior acesso à educação, a probabilidade do número de crimes reduzirem são altas, proporcionando um mercado de trabalho mais justo e igualitário, além de gerar mudanças nos demais âmbitos da sociedade.

  • 📝Desfecho
    📝Repertório pertinente
    😱Conectivos


É evidente que o sistema de cotas para acesso à educação evidencia uma evolução na história do Brasil, e, para que isso fique claro, precisa-se que o Ministério da Educação faça investimentos em ações afirmativas e suas divulgações, a fim de que se tenha uma nação igualitária. Com mesmos direitos, deveres e oportunidades, independente de raça, gênero ou condição social.

  • 📝Detalhamento pouco
    📝Meio

Sobre seu texto: possui poucos erros gramaticais[…]

A Constituição Federal promulgada em[…]

Preconceito Linguístico

Conforme o poema "Pronominais" de Oswald[…]

Segundo dados do relatório Livre para Menst[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM