Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#40955
Em “Psicologia de um vencido”, o poeta pré-modernista Augusto dos Anjos se autodeclara “profundissimamente hipocondríaco”, isto é, um indivíduo o qual, devido à crença de estar sempre doente, consome medicamentos de forma corriqueira. Além literatura, a automedicação referida por Augusto apresenta-se como um grave impasse na saúde pública brasileira, dado que, dentre seus resultados, há o desenvolvimento de superbactérias no paciente e a dependência química provocada em parte da população.

Em primeiro plano, a seleção de bactérias resistentes promovida pelos antibióticos é um dos fatores que tornam a automedicação um entrave no Brasil. Sobre isso, conforme uma pesquisa realizada pela Fundação Oswaldo Cruz em 2015, as superbactérias são a razão do óbito de aproximadamente 23 mil brasileiros por ano. Essa situação tem como principal causadora a simples ação de se automedicar, haja vista que, não havendo o auxílio profissional durante tal ato, o indivíduo não segue as prescrições necessárias para a utilização do antibiótico, o qual, quando ministrado incorretamente, provoca a seleção artificial das bactérias resistentes e dificulta o tratamento dos pacientes. Logo, a fatalidade portada pela automedicação é notável e, portanto, a hipocondria citada por Augusto dos Anjos deve ser combatida.

Em segundo plano, o vício em fármacos que acomete parcela do corpo social é outro fator comprovante da nocividade da automedicação. Acerca disso, na série televisa “O Bom Doutor”, é retratada a história de Kerry, paciente cuja adicção em analgésicos prejudicou todas as esferas de sua vida. Fora da trama, é possível enxergar cenário similar no Brasil, onde a dependência química se alastra não só em vitude do fácil acesso aos medicamentos – consoante o IBGE, existem 54 mil drogarias em todo o país –, como também da pouca discussão desse tópico, já que o vício dos cidadãos favorece financeiramente a indústria farmacêutica. Assim, a automedicação, além de facilitada, é ocultada, e, exponencialmente, cresce o número de adictos brasileiros afins à personagem Kerry.

Portanto, nota-se a necessidade de uma intervenção para solucionar a problemática da automedicação no Brasil. Urge, então, que o Ministério da Saúde, em consonância com o MEC, lance o projeto “Pare de tomar a pílula!”. Essa ação deve atingir, em simultâneo, as esferas da educação e da saúde. Na primeira, mediante verbas provenientes do desmontar de parte das farmácias, palestras devem ser ministradas por infectologistas, para que a comunidade conheça os riscos do consumo inadequado de remédios. Na segunda, por meio de fichas mensais, as farmácias devem catalogar quantas vezes uma mesma pessoa comprou determinado medicamento, a fim de mapear e, futuramente, combater os possíveis casos de dependência de fármacos nas regiões. Dessa maneira, a hipocondria citada na poesia de Augusto dos Anjos não mais será parte da sociedade brasileira.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 192

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 196

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#40985
Oi, @sixthero. Não vi problemas aparentes no seu texto e sobre gramática, ninguém melhor que você mesma. Portanto, seu texto está muito bom, excelente! Farei apenas alguns comentários a respeito de palavras que você "engoliu" ao escrever, mas acredito que foi por erros de digitação. São elas:

[...] Além da literatura, a automedicação referida por Augusto [...]

[...] é possível enxergar um cenário similar no Brasil [...]

De resto, sua redação é bem organizada, estruturada e argumentativa. Suas propostas de intervenção também estão bem elaboradas e possui cinco elementos... não tenho o que falar, parabéns! :D
Abandono paterno no Brasil

Na música "Somos como os nossos pais&q[…]

Os impactos na educação brasileira d[…]

Muito obrigada pela sua atenção 😘

Humanização da ciência

Segundo Dalai Lama, monge budista tibetano “[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM