Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#50609
“O mais escandaloso dos escândalos é que nos habituamos a eles”. A afirmação, atribuída à filósofa francesa Simone de Beauvoir, pode ser facilmente aplicada ao vicio da tecnologia, já que mais escandalosa do que a ocorrência dessa problemática é o fato da população se habituar a essa realidade. De fato, ela estava certa, pois o revés é pertinente nos dias de hoje, devido não só a negligência estatal, mas também a desigualdade social. Desse modo, evidencia-se a necessidade de serem tomadas atitudes pelas autoridades competentes para resolver essa questão do vicio da tecnologia no País.
É importante ressaltar, de início, a ausência de ações governamentais como promotora do problema. De acordo com Nicolau Maquiavel, no livro “O Príncipe”, para se manter no poder, os governantes devem operar em busca do bem universal. No entanto, percebe-se que, no território nacional, há a ocorrência de obstáculos que atrapalham que atrapalha o desenvolvimento do combate ao vicio da tecnologia, já que o Estado, mesmo sendo responsável por prover instruções aos seus cidadãos, não cumpre o seu devido papel. Desse modo, é inadmissível que tal situação se perpetue, pois traz consequências gravíssimas, como o aumento do vicio da tecnologia.
Ademais, é fulcral dar ênfase à questão da discrepância social como um dos fatores que corroboram a perpetuação da adversidade existente no Brasil. Conforme Friedrich Nietzsche, a desigualdade dos direitos é a primeira condição para que haja direitos. Nesse contexto, os grupos mais vulneráveis socioeconomicamente sofrem por não terem capital suficiente para arcar com as despesas de remédios e tratamentos para combater o vicio da tecnologia. Sendo assim, é inaceitável que, em pleno século XXI, ainda exista desigualdade social que, além de submeter a população a condições desumanas, priva as pessoas do básico, a exemplo do combate ao vicio da tecnologia.
Depreende-se portanto, a urgência de novas medidas para reverter o impasse no Brasil. Para isso, a Globo deve criar um projeto que vise informar a população sobre os malefícios do vicio a tecnologia. Isso deve ocorrer por meio de propagandas televisivas e de reportagens, com a participação de profissionais competentes e membros da comunidade, a fim de mobilizar a população e, essencialmente, os profissionais da saúde. Feito isso, o problema poderá gradativamente ser minimizado no País.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 170

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#50704
“O mais escandaloso dos escândalos é que nos habituamos a eles”, a afirmação atribuída à filósofa francesa Simone de Beauvoir, pode ser facilmente aplicada ao vicio da tecnologia, já que mais escandalosa do que a ocorrência dessa problemática é o fato da população se habituar a essa realidade. De fato, ela estava certa, pois o revés é pertinente nos dias de hoje, devido não só a negligência estatal, mas também a desigualdade social. Desse modo, evidencia-se a necessidade de serem tomadas atitudes pelas autoridades competentes para resolver essa questão do vicio da tecnologia no País.

[inverter a posição > É importante ressaltar, de início, a ausência de ações governamentais como promotora do problema. De acordo com Nicolau Maquiavel, no livro “O Príncipe”, para se manter no poder, os governantes devem operar em busca do bem universal. No entanto, percebe-se que, no território nacional, há a ocorrência de obstáculos que atrapalham o desenvolvimento do combate ao vicio da tecnologia, já que o Estado, mesmo sendo responsável por prover instruções aos seus cidadãos, não cumpre o seu devido papel. Desse modo, é inadmissível que tal situação se perpetue, pois traz consequências gravíssimas, como o aumento do vicio da tecnologia.

Ademais, é fulcral dar ênfase à questão da discrepância social como um dos fatores que corroboram a perpetuação da adversidade existente no Brasil. Conforme o filósofo Friedrich Nietzsche, a desigualdade dos direitos é a primeira condição para que haja direitos. Nesse contexto, os grupos mais vulneráveis socioeconomicamente sofrem por não terem capital suficiente para arcar com as despesas de remédios e tratamentos para combater o vicio da tecnologia. Sendo assim, é inaceitável que, em pleno século XXI, ainda exista desigualdade social que, além de submeter a população a condições desumanas, priva as pessoas do básico, a exemplo do combate ao vicio da tecnologia.

Depreende-se portanto, a urgência de novas medidas para reverter o impasse no Brasil. Para isso, a Globo deve criar um projeto que vise informar a população sobre os malefícios do vício a tecnologia. Isso deve ocorrer por meio de propagandas televisivas e de reportagens, com a participação de profissionais competentes e membros da comunidade, a fim de mobilizar a população e, essencialmente, os profissionais da saúde. Feito isso, o problema poderá gradativamente ser minimizado no País.
* Não identifiquei o detalhamento, o que seria ele você colocou o meio
* Não tenho o que falar da estrutura, creio que está tudo certinho
#50916
Olá! Desculpe pela demora. Aqui está sua correção. Se eu tiver avaliado algo erroneamente, pode me avisar ;)
* = Erros de ortografia e pontuação que corrigi ao longo da leitura.

Introdução

“O mais escandaloso dos escândalos é que nos habituamos a eles”. A afirmação, atribuída à filósofa francesa Simone de Beauvoir, pode ser facilmente aplicada ao vicio da tecnologia, já que mais escandalosa do que a ocorrência dessa problemática é o fato da população se habituar a essa realidade. De fato, ela estava certa, pois o revés é pertinente nos dias de hoje, devido não só a negligência estatal, mas também a desigualdade social. Desse modo, evidencia-se a necessidade de serem tomadas atitudes pelas autoridades competentes para resolver essa questão do vicio da tecnologia no país*.

Ótima introdução, parabéns!

Desenvolvimento I

É importante ressaltar, de início, a ausência de ações governamentais como promotora do problema. De acordo com Nicolau Maquiavel, no livro “O Príncipe”, para se manter no poder, os governantes devem operar em busca do bem universal. No entanto, percebe-se que, no território nacional, há a ocorrência de obstáculos que atrapalham* o desenvolvimento do combate ao vicio da tecnologia, já que o Estado, mesmo sendo responsável por prover instruções aos seus cidadãos, não cumpre o seu devido papel. Desse modo, é inadmissível que tal situação se perpetue, pois traz consequências gravíssimas, como o aumento do vicio da tecnologia.

Bom repertório sociocultural, articula bem o texto com estrutura organizada e uso de conectivos, além de possuir ótima argumentação. Não tenho nada a criticar aqui :)

Desenvolvimento II

Ademais, é fulcral dar ênfase à questão da discrepância social como um dos fatores que corroboram a perpetuação da adversidade existente no Brasil. Conforme Friedrich Nietzsche, a desigualdade dos direitos é a primeira condição para que haja direitos. Nesse contexto, os grupos mais vulneráveis socioeconomicamente sofrem por não terem capital suficiente para arcar com as despesas de remédios e tratamentos para combater o vício* da tecnologia. Sendo assim, é inaceitável que, em pleno século XXI, ainda exista desigualdade social que, além de submeter a população a condições desumanas, prive* as pessoas do básico, a exemplo do combate ao vício* da tecnologia.

Ótima argumentação e estrutura textual, só tome cuidado com alguns errinhos de ortografia e repetições (você escreveu 'vício da tecnologia' duas vezes no parágrafo).

Conclusão

Depreende-se,* portanto, da* urgência de novas medidas para reverter o impasse no Brasil. Para isso, a Rede* Globo deve criar um projeto que vise informar a população sobre os malefícios do vicio a tecnologia. Isso deve ocorrer por meio de propagandas televisivas e de reportagens, com a participação de profissionais competentes e membros da comunidade, a fim de mobilizar a população e, essencialmente, os profissionais da saúde. Feito isso, o problema poderá gradativamente ser minimizado no país*.

Ótima proposta de intervenção, só achei que ao invés da Globo você poderia ter colocado a mídia em geral (não que esteja errado, só uma dica!).

No geral, é isso. Parabéns pela ótima redação!

A saúde mental é fundamental para o […]

"NÃO BASTA APENAS VIVER, MAIS VIVER BE[…]

No que concerne o estigma associado às doen[…]

Falei sobre a saúde mental, não do[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM