• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#79138
Quando os padres de Portugal chamados jesuítas chegaram ao Brasil em 1549, o caráter da crença crista foi marcado por toda uma sequência de aculturação contra os nativos. Em consequência de todos esses acontecimentos, atualmente há uma grande dificuldade no quesito liberdade religiosa, tendo então, alguns obstáculos para que o povo tenha segurança em cultuar sua religião, como a intolerância religiosa e os acontecimentos na história do Brasil.
Em primeiro lugar, é importante saber que a Lei n.º 7.716, art. 1.º diz o seguinte: “Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.”, entende-se, então, que a intolerância religiosa é crime. Dentre inúmeros motivos para dificultar a liberdade de religião, a intolerância é o que mais tem destaque, já que, conforme o site Brasil de Fato, 56% das denúncias de intolerância aumentaram, em contrapartida, elas estimulam que outras pessoas também denunciem essa descriminação.
Em segundo lugar, como foi visto anteriormente, o Brasil tem um histórico difícil com relação à religião. Antigamente, no início de sua história, padres jesuítas chegaram ao território em busca de catequizar os nativos encontrados aqui, mas não era nada pacífico, pois esses padres subornavam e enganavam os nativos, como: no teatro os jesuítas colocavam a língua tupi para representar o mal. Sendo assim, desde aquela época, há uma aversão contra a religião por fazerem tão mal a pessoas inocentes.
Em suma, existem diversos desafios enfrentados por aqueles que seguem uma religião, como o preconceito religioso, que afeta a segurança dos que creem e é ilegal, e os fatores na história do Brasil, com a chegada dos jesuítas e o processo de aculturação. Diante disso, o Ministério da Mulher e dos Direitos Humanos deve incitar às igrejas/centros de todas as religiões a criarem programas de conhecimento, de modo a mostrar que todo o estereótipo colocado sobre suas doutrinas é falso e que as práticas hediondas ficaram no passado. Assim, espera-se que, em alguns anos, os desafios para assegurar a liberdade religiosa no Brasil sejam mais fáceis de lidar.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#79145
@BrendaNeves, nota-se, que na sua introdução, você cita a intolerância religiosa e os acontecimentos na história do Brasil, como os principais causadores do entrave no qual, você volta a retomar nos seus desenvolvimento preenchendo dessa forma todas lacunas argumentativo, perfeito

NO entanto não achei, muito pertinente o seus agentes, pois o ministério da mulher fica um pouco distante de religião além de os direitos humanos ser muito amplo, podendo está dificultando o seus pontos na competência 5,
MAIS, EM PRIMEIRO LUGAR PARABÉNS BRENDA, ACHEI UMA OTIMA REDAÇÃO SENDO MUITO BEM DESENVOLVIDO OS SEUS ARGUMENTOS

Ao mencionar a frase "Temos de nos tornar na […]

Em 2019 a grave doença, Covid-19 se alastro[…]

"Chega de fui-fiu"

"Estão vestidas para matar", aque[…]

Geralmente, quando se comete um crime considerado […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM