Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#39241
Um dos grandes problemas enfrentados pelo futebol brasileiro além da corrupção, desorganização e questões financeiras, sem dúvidas é a violência entre as torcidas organizadas. Ao longo da história tivemos diversos episódios de brigas violentas entre  torcedores de times rivais , como a famosa Guerra do Pacaembu em 1995 protagonizada pelas torcidas de São Paulo e Palmeiras logo após um jogo entre os dois times, houve uma morte e 102 feridos, sendo 22 deles policiais.

  E como já não bastasse brigas entre rivais, já ocorreram também diversos atritos entre torcedores do mesmo time - geralmente entre membros de Torcidas Organizadas rivais, como vimos em um caso mais recente entre as principais Torcidas Organizadas do Cruzeiro Esporte Clube, Máfia Azul e Pavilhão, que se enfrentaram nas arquibancadas do estádio do Mineirão após a derrota do Cruzeiro frente ao Palmeiras, que culminou com o descenso do clube mineiro para a Segunda Divisão Nacional. Nestes casos entre Organizadas do mesmo clube geralmente a rivalidade e as brigas ocorrem por conta de desavenças políticas.

   Infelizmente a solução para o fim ou pelo menos a diminuição da violência no futebol brasileiro é complexa visto que no nosso país há uma forte cultura com relação à violência na sociedade em geral, mas podemos tentar ao menos pressionar entidades como a CBF e também o Governo Federal e Estaduais - (afinal este é um mal que afeta toda a sociedade) para criarem leis um pouco mais rígidas contra estes arruaceiros que em suas brigas nas ruas destroem patrimônios públicos e ameaçam as vidas de pessoas comuns que tiveram a infelicidade de passar no local durante a confusão e também em alguns casos punirem os clubes donos de seus próprios estádios por não investirem o suficiente na segurança de seus torcedores normais ao não reforçarem o policiamento e a instalação de câmeras de segurança nas dependências de seus estádios . Segundo o Ministério do Esporte, apenas 3% dos processos de violência no esporte acabam em condenação, a impunidade no Brasil é algo drástico, radical, que acaba estimulando novos delitos por falta de punição. Então é importante visar um olhar mais específico para as autoridades brasileiras.

Essas ações a médio e longo prazo já podem ajudar a flexibilizar os casos de violência e mortes por futebol no nosso país.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Dúvida!

Se você tiver feito o título de eleit[…]

Em 1978 foi criado o primeiro curso EAD, na cidade[…]

CORREÇÃO (X) Em razão do c[…]

O artigo 5°, da Constituição Fed[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM