Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#56424
Na Antiguidade os hebreus tinham a perspectiva de que a mulher é propriedade dos homens. Tal visão foi difundida historicamente pelo Ocidente, inclusive no Brasil, um país construído tendo como um dos seus pilares o patriarcalismo. Hoje, isso continua disperso pelo imaginário dos brasileiros, causando violações contra as mulheres que o âmbito jurídico não consegue resolver.
Em primeiro lugar, pode ser citado como um elemento perpetuador da violação dos direitos femininos, a morosidade do jurídico brasileiro. O que evidência isso é o ínfimo percentual de 33,4% de processos julgados nos juizados e varas especializados em Violação Doméstica e Familiar contra a Mulher, dentre 332.216 processos chegados envolvendo a Lei Maria da Penha entre setembro 2006 e março de 2011. Assim sendo, a lentidão em resolver tais casos corrobora para a perpetuação da violência contra o sexo feminino.
Outro fator são as ideias difundidas pelo patriarcalismo no Brasil, modelo de família predominante aqui. Há um conceito denominado "masculinidade hegemônica" que explica que nas sociedades ocidentais o homem ideal é tido como aquele que deve impor sua superioridade sobre os tipos mais afeminados, se possível usando da violência. Assim, tais ideias na sociedade contemporânea vão de encontro à maior liberdade conquistada pelas mulheres, e, sem a possibilidade de domínio sobre elas como se dava antes, os homens podem ter reações agressivas.
Sendo assim, urgem mudanças educacionais na sociedade brasileiros. O Ministério da Educação deve inserir na educação, livros que conscientizem os menores desde cedo sobre o equivoco de se pensar que há um gênero superior, a fim da extinção de ideias desse tipo, dando espaço ao respeito e a justiça na mente e comportamento da população.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A constituição federal de 1988, docu[…]

Para a pensadora Hannah Arendt, "a essê[…]

"Eu não trabalhava, eu não sabi[…]

gostei muito da sua redação, s&oacut[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM