Avatar do usuário
Por francis
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#11426
Izadora Peter Furtado, nota 1000, escreveu:

A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira é um problema muito presente. Isso deve ser enfrentado, uma vez que, diariamente, mulheres são vítimas dessa questão. Nesse sentido, dois aspectos fazem-se relevantes: o legado histórico cultural e o desrespeito às leis.

Segundo a História, a mulher sempre foi vista como inferior e submissa ao homem. Comprova-se isso pelo fato de elas poderem exercer direitos políticos, ingressarem no mercado de trabalho e escolherem suas próprias roupas muito tempo depois do gênero oposto. Esse cenário, juntamente aos inúmeros casos de violência contra as mulheres, corroboram a ideia de que elas são vítimas de um legado histórico-cultural. Nesse ínterim, a cultura machista prevaleceu ao longo dos anos a ponto de enraizar-se na sociedade contemporânea, mesmo que de forma implícita, à primeira vista.

Conforme previsto pela Constituição Brasileira, todos são iguais perante à lei, independente de cor, raça ou gênero, sendo a isonomia salarial, aquela que prevê mesmo salário para os que desempenham mesma função, também garantida por lei. No entanto, o que se observa em diversas partes do país, é a gritante diferença entre os salários de homens e mulheres, principalmente se estas foram negras. Esse fato causa extrema decepção e constrangimento a elas, as quais sentem-se inseguras e sem ter a quem recorrer. Desse modo, medidas fazem-se necessárias para solucionar a problemática.

Diante dos argumentos supracitados, é dever do Estado proteger as mulheres da violência, tanto física quanto moral, criando campanhas de combate à violência, além de impor leis mais rígidas e punições mais severas para aqueles que não as cumprem. Some-se a isso investimentos em educação, valorizando e capacitando os professores, no intuito de formar cidadãos mais comprometidos em garantir o bem-estar da sociedade como um todo.

Experimente corrigir uma redação para ver como você aprenderá MUITO mais...
0
Avatar do usuário
Por Degolinno
Quantidade de postagens
#82371
A PERSISTÊNCIA DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NA SOCIEDADE BRASILEIRA

De acordo com o sociólogo Pierre Bourdieu, “à violação dos Direitos Humanos, não está somente no embate físico, ela está -sobretudo- na perpetuação de preconceitos que atentam contra a dignidade humana. Este pensamento descreve na íntegra a situação que insiste em assolar as mulheres brasileiras, que hodiernamente são vítimas de violência. Esse quadro de persistência é fruto do despreparo das instituições de segurança pública e da cultura obsoleta, patriarcal e machista no Brasil.
Ao longo dos anos, a população foi criando vieses cognitivos, que foram aprisionando, desrespeitando e violentando as mulheres. Assim sendo, fez-se necessário a implementação da Lei Maria da Penha, que por sua vez, obteve um bom resultado na maneira de como as pessoas encaram a gravidade desse problema. Entretanto, o despreparo dos agentes de Segurança Pública, no quesito atendimento e apoio a vítima, ainda afugenta e dificulta e desencoraja as possíveis denúncias.
Outrossim, é válido salientar que, a culpabilização da vítima, oriunda do machismo e patriarcalismo, acaba por vitimar em dobro, aquela que outrora, já sofrera com a violência física, e posteriormente volta a sofrer com a violência moral, psicológica e emocional. Dessa maneira, tornou-se urgente, uma mudança de pensamento, como diz um trecho da música de Gabriel, O Pensador – “Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente. A gente muda o mundo na mudança da mente. E quando a mente muda a gente anda pra frente.”
Destarte, fica claro a necessidade de o Estado, por meio do Ministério da Justiça e Segurança Pública e Ministério da Mulher, criar procedimentos humanizados e treinar os agentes a receber essas vítimas de violência, como sendo vítimas, e não como suspeitas, popularizar as Delegacias de apoio as mulheres, fazer parcerias com ONG’s, para munir essas unidades de psicólogos e assistentes sociais, para amparar a denunciante, durante todo o processo até o encerramento. Ademais, é preciso que seja criadas campanhas efetivas e de peso social, com temas de reeducação cidadã, a fim de evidenciar que, assim como defendeu o sociólogo Francês, Émile Durkheim, a sociedade é comparada a um corpo biológico, onde todos somos um.
0
Avatar do usuário
Por suhoney
Quantidade de postagens
#91378
Toda violência e um ato que caminha contrario a lei dada pela constituição de 1988, onde homens e mulheres são considerados iguais perante a mesma. Contudo, apesar do que consta no papel, mulheres são maltratadas diariamente pelo que se vê nos noticiários. Mas mesmo com o crescente aumento de violência contra a mulher, não há nada necessário sendo feito.
No livro " é assim que acaba", de Colleen Hoover, Lily , a protagonista da historia, não percebe que esta em um relacionamento ruim com Ryle, deixando passar as pequenas ações abusivas demostrados logo no inicio do romance, principalmente em meio as discussões. E quando enfim nota, seu corpo já e uma constatação dolorosa. porem, mesmo após enxergar, Lily tarda em deixa-lo. Fora da ficção não e diferente, pois semelhante a ela, algumas vitimas não percebem os sinais ou se o fazem já estão envolvidas ( seja por medo ou ainda "por amor") para partirem e denuncia-lo, aguentando na esperança de um fim não trágico.
Ainda é valido ressaltar o descaso do governo em situações como essas, seja em expor o agressor ou em abrigar essas mulheres. Pois em muitas situações a justiça não se demonstra acolhedora as vitimas que pela falta da mesma, acabam deixando de denunciar.
Conclui-se então que é necessário que haja por meio de palestras em escolas e ambientes de trabalho que conscientizem sobre a violência contra a mulher, tanto a meninas como para meninos, para que o primeiro saiba reconhecer os sinais e o segundo saiba o quão errado é machuca-la e crescer de maneira mais humana. Também o investimento do governo na criação de Ongs para abrigar mulheres que foram e são vitimas, além de maior seriedade da justiça em servir. Caminhando então em busca de uma vida que respeite a constituição que iguala uns aos outros.
2
Avatar do usuário
Por gabidiniz05
Quantidade de postagens
#92497
No livro “É assim que acaba” de colleen hoover, é retratado o início de um relacionamento, que até então seria saudável. Ao longo da trama, a narrativa revela uma relação abusiva e violenta dos personagens. Fica clara a realidade retratada no livro que pode ser relacionada as questões da atualidade que apresentam barreiras, para a persistência da violência contra a mulher na sociedade. Então, deve-se traçar estratégias a partir da atuação nas causas do problema da violência física e o feminicídio no cenário brasileiro.
Em primeiro lugar, é importante destacar que a violência física contra a mulher aumentam todos os anos, e que sua principal motivação é o gênero, ou seja, é praticado pelo fato de serem mulheres. Segundo Rupi Kaur, “a representatividade é vital”. Nesse contexto, é importante uma representação mais ampla sobre a violência física, que na maior parte das vezes é praticada como ação coletiva, como em organizações criminosas.
Além disso, destaca-se o feminicídio, assassinato contra mulheres, que segue presente pela discriminação de gênero. A maior parte desses crimes é praticado por homens que vivem ou viveram com a vítima, sendo namorados ou maridos. Paralelo a isso, com a pandemia esses casos se agravaram, aumentando o índice de ocorrências de estupros e assassinatos gerados pela violência doméstica.
Portanto, com base no exposto, entende-se a urgência em combater a violência contra a mulher na sociedade. Logo, o estado precisa intervir com políticas que promovam a igualdade de gênero e sempre estar criando novas leis, de modo que criminalizem e proponham punições específicas e mais severas para quem pratica violência contra mulheres.
0
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
3 Respostas 
308 Exibições
por mxttwill
3 Respostas 
242 Exibições
por Bikatriz
0 Respostas 
124 Exibições
por Brugomex
0 Respostas 
129 Exibições
por VanessaKim
0 Respostas 
43 Exibições
por Juu
2 Respostas 
211 Exibições
por Hellenbk
1 Respostas 
116 Exibições
por dougz16
2 Respostas 
258 Exibições
por cilene12
0 Respostas 
82 Exibições
por Giovanna076
0 Respostas 
175 Exibições
por Ana099

Na obra "Utopia", do escritor in[…]

No que concerne a "O direto de ir e vir n[…]

luiz filipe laura loyse Carla ionara iara0

Na série "Euphoria" a per[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM