Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#60842
Desde a chegada da Aids no Brasil em 1983, os estudos quanto a transfusão de sangue foram evoluindo em conjunto com os tratamentos dessa doença. Da mesma maneira, o número de cidadãos que assumiram sua real orientação sexual cresceu acompanhado pelo preconceito sofrido pelos mesmos, tais fatos se relacionam, uma vez que, milhares de litros de sangue não sao aceitos devido a uma suposta discriminação. Destarte, percebendo os males que essa problemática acarreta, cabe explicitar os motivos da exclusão de homossexuais na doação e os efeitos sociais causados.
A priorí, para conter os avanços das infecções sexualmente transmissíveis, os órgãos de saúde do Brasil impuseram regras para os doadores em potencial cumprirem, entre elas, está o a que um homossexual deverá passar por volta de um ano sem ter relações homoafetivas, com a justificativa de que essa prática tem grandes chances de transmissao de HIV. Porém, e algo bastante controverso, uma vez que heterossexuais não sao imunes aos efeitos do vírus e dependendo do seu estilo de vida são mais suscetíveis a sua propagação. Tais fatos são representados por dados do ministério da saúde, que apontaram um crescimento gradativo do número de heterossexuais infectados com o passar dos anos.
Por consequência, o país deixa de receber vários litros de sangue, deixando assim de salvar milhões de vítimas necessitadas, o que demonstra que negar doadores em potencial por conta da orientação sexual revela uma deficiência nas políticas sobre esse tema e um certo grau de preconceito.
Portanto, para a resolução dessa problemática discriminatória, cabe ao Poder Legislativo, órgão responsavel pela formulação de leis no país, em conjunto com o Ministério da Saúde, corpo responsável pela coleta de sangue e contenção viral, a manutenção da leis de coleta, de maneira que, essa seja focada no estilo de vida do indivíduo ao invés da orientação sexual, a fim de conter certos preconceitos por falta de informação, assim mantendo o estoque sanguíneo sempre disponível para os necessitados
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A pandemia de negacionismo no mundo

Sob a perspectiva histórica, é fato[…]

Em uma sociedade onde ler se tornou tedioso, utili[…]

• O Aumento dá violência contra […]

Akirakun18 , Andree Desculpa te incomodar,mas […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM