Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#61365
O Brasil ainda vivencia problemas socioambientais, como o descarte incorreto do lixo. Desde a república Oligárquica no século XX, o destino dos resíduos sólidos não era adequado e não havia projetos de lei que proibissem tal evento, dando início ao movimento urbanístico. Diante da gravidade, urge a mobilização conjunta entre o estado e a sociedade para seu efetivo combate.
O século XVIII foi marcado pela Revolução Industrial, ao mesmo tempo, pelo surgimento de problemas ambientais, comprometendo o destino final dos resíduos produzidos ao longo dos séculos. O fetiche da mercadoria definido por Karl Marx é o principal motor para o consumo exacerbado, ocasionando o acúmulo de detritos nas grandes metropolitanas. Tal evento emerge a presença de metano e chorume, responsáveis pelo aquecimento global e pela contaminação dos lençóis freáticos.
Ademais, devido a ineficiência da Lei Nacional dos Resíduos Sólidos de 2014, o fim indevido para esse meio continuará persistindo no Brasil, pois o Ministério do Meio Ambiente estima que ainda 70% dos lixões à céu aberto continuam atuantes no país. Além disso, devido à ausência de investimentos para os aterros sanitários, por parte do poder público, a liberação de compostos tóxicos e a contaminação da água continuarão sendo vivenciados no atual cenário brasileiro.
Portanto, novas medidas devem ser tomadas para a resolução dessa problemática. Diante disso, o Poder Judiciário deve abrir uma emenda específica em conjunto com a Receita Federal, para que amplie os investimentos financeiros na criação de novos aterros sanitários na esfera nacional, destinando uma parcela dos tributos colhidos ao longo dos anos, às empresas estatais de compostagem e ao tratamento dos lixos recicláveis, por meio da destilação fracionada e da floculação. Para Rousseau, "a educação é responsável por formar a vontade do indivíduo, transformando-o em cidadão". Dessa maneira, o MEC vai colocar nas escolas, palestras ministradas pelos professores, para que discutam acerca do consumo desenfreado diante das ações e das responsabilidades antrópicas. Nesse viés, será possível ao menos, garantir a permanência da harmonia e do futuro da nação, defendido por Rousseau, em prol da Ordem e o Progresso estampado em nossa bandeira
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

alguém, por favor, pode corrigir ?

Alguém pode corrigir?

A constituição histórica e cu[…]

Na série " as telefonistas ", em […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM