Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#55632
Transmitida pela primeira vez em 2011, a novela Fina Estampa teve como uma de suas personagens a cozinheira Celeste, que viveu o drama de ter sido agredida muitas vezes por seu marido. Fora das telas, mesmo depois de dez anos desde a transmissão da novela, a realidade do país ainda não difere da aludida, uma vez que, no Brasil, a persistência da violência contra a mulher é um problema que precisa ser resolvido. Dessa forma, faz-se necessário que medidas sejam tomadas devido não só à lentidão do sistema punitivo, mas também à objetificação da mulher.
Deve-se destacar, de início, a lentidão do sistema punitivo com um dos complicadores do problema. Nesse sentido, segundo Rousseau, na obra "Contrato Social", cabe ao Estado viabilizar ações que garantam o bem-estar da população. No entanto, nota-se, no Brasil, que a violência contra as mulheres rompe com as defesas do filósofo iluminista, uma vez que é potencializada pela falta de receio dos agressores em relação a punição que deveriam receber. Com isso, os casos de violência continuam a acontecer e as mulheres se tornam cada vez mais inseguras para denunciar quem as agride.
Outro complicador para a violência contra a mulher é o processo de objetificação da imagem da mesma, propagado pela mídia. Esse fator pode ser comprovado na propaganda da cerveja Itaipava, por exemplo, que usa a imagem de uma modelo considerada atraente, para divulgar seu produto, consumido na propaganda por um público masculino. Essa objetificação difama a imagem feminina e contribui para o cultivo do pensamento de que ela pode ser tratada de qualquer maneira.
Assim sendo, é evidente que a violência contra a mulher precisa ser extinta. Portanto o Poder Legislativo deve ampliar a pena de punição para os agressores, por meio de ajustes no Código Penal. Nesse sentido, o intuito da iniciativa é promover a segurança das mulheres e fazer com que os agressores "pensem duas vezes" antes de violentá-las. Além disso, a mídia, a fim de descontruir a imagem da mulher como um objeto, deve usar seu poder de propagação para promover campanhas que enfatizem a igualdade de direitos e deveres entre os gêneros. Somente assim, essa questão será minimizada no país.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#55713
Na sociedade contemporânea, é verídico e comprovado a pertinência da violência em que as mulheres são acometidas. Observa-se, por isso, que é errado, devido, não só a falta de denúncias por parte das vítimas, mas também das pessoas que presenciam ou ver no cotidiano de uma relação essa situação deprimimente.
Sobre esse viés, é válido destacar que a maioria das mulheres agredidas por seus maridos, não denunciam esse ato repudioso feito pelos mesmos. Com isso, essa opressão acaba guardada para si, seja por medo ou por falta de coragem. Todavia, essa maneira de comportamento posicionado pelas vítimas não ajuda em nada, mas sim, coopera para o ato da agressão cada vez mais; seja a mesma verbal ou física.
Ademais, é importante ressaltar também que a maioria das pessoas ao se depararem com casos como esses acabam ignorando e não denuciando a prática do agressor em questão. Tal escolha, de fato, não só prejudica a quem estar agredindo, mas a quem estar meio que sendo cúmplice de um ato desumano e inadmissível. Desse modo, tornando ainda mais pertinentes situações como essa.
Infere-se, portanto, que medidas são necessárias para solucionar o problema em questão. O governo deverá criar um projeto de lei que terá como nome " Violência Não", por meio de verbas governamentais, esse projeto será com o intuito de exterminar não só a violência contra a mulher, porém, contra todo tipo de violência acometido por um determinado individo. Além disso, o MEC (Ministério da Educação e Cultura), deverá em parceria com o governo inserir palestras tanto nas escolas como nas mídias sociais, logo, enfatizando sobre o assunto em questão e de como denunciar ao presenciarem uma situação semelhante a violência, por meio de denúncias que serão anônimas. Feito isso, espera-se que ato de agressão as mulheres acabe. E assim, com essas intervenções a resolução do problema e não a persistência da violência contra a mulher. GALERINHA AVALIEM ESSA REDAÇÃO PARA MIM, NO MAIS É ISSO, DESDE JÁ MEU MUITO OBRIGADO, E SE PUDEREM ME DICAM DICAS DE COMO EU POSSO MELHOR UM ABRAÇO ❤️
#56068
jherodrigues escreveu:@Lailton, posta sua redação na aba direitinho, você comentou na redação de outra pessoa.

posting.php?mode=post&f=5
@Lailton, você pode postar sua redação no link que a Jhe enviou, por favor? Assim fica mais fácil para eu fazer uma correção detalhada.

É notório observar e comparar o cont[…]

Quem nunca escreveu ou falou errado? O preconceit[…]

2020 e seus desafios!

No ano de 2020 mais de 100 países relatara[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM