• Avatar do usuário
#82207
No filme brasileira "Até que a Sorte nos Separe", é retratada a vida e as dificuldades de uma família que, alguns anos após ganharem na loteria, entram em falência devido ao gasto excessivo e desnecessário do dinheiro. Analogamente, fora dessa realidade distópica, existe uma semelhança com diversos brasileiros, que por não saberem usar seu próprio dinheiro, acabam se endividando. Nessa perspectiva, o que tange à questão da importância da educação financeira no Brasil, percebe-se a configuração de um grave problema em virtude da negligência governamental e do consumismo.
Sob esse viés, é crucial pontuar que o descaso do governo prorroga a resolução da problemática. Nesse sentido, o Pacto Social, escrito pelo contratualista John Rawls, evidencia que é dever do Estado garantir os direitos dos cidadãos. Todavia, nota-se a quebra desse contrato em relação a educação financeira que não é ensinada ao corpo social e, por consequência, uma parte da população é marginalizada. Posto isso, é evidente que pela falta de investimentos esse problema permanece, haja vista a inexistência de meios de ensino para lidar com finanças. Tal conjuntura é comprovada na medida em que 79% dos brasileiros estão sem pagar as contas em dia e diante dessa situação se endividam. Logo, faz-se oportuno reverter esse quadro.
Ademais, destaca-se que o consumismo é uma das razões pelos quais o problema persiste. Diante disso, para o sociólogo polonês Zygmund Bauman, na obra “Modernidade Líquida”, o consumismo de hoje, não diz mais respeito à satisfação de necessidades e sim a identificação ou auto-segurança quanto à “adequação”. Dessa forma, essa necessidade de se adequar ao que é novo, faz com que surja a vontade de comprar compulsivamente, levando a não pensar nas consequências financeiras. Partindo desse pressuposto, é fundamental salientar a outro fator que motiva o consumismo, que é a manipulação dos influenciadores digitais, na qual através de publicações ou recomendações de certos produtos, as pessoas são levadas a adquirir sem necessidade e comprarem excessivamente. Dessa maneira, é inadmissível que esse cenário continue a perdurar.
Infere-se, portanto, a urgência de medidas para incentivar a educação financeira no Brasil. Destarte, o Governo Federal, órgão responsável por administrar o povo e os interesses públicos, com o apoio do MEC, por meio de verbas governamentais destinadas às pastas, deve implementar a disciplina Educação Financeira na grade curricular de todas as escolas desde do fundamental até o ensino médio, além de fazer posts nas redes sociais incentivando a população a comprarem conscientemente. Essa ação será realizada para que todos os brasileiros tenham noção de finanças a partir da infância, como também para ensinar a econimizar. Assim, a história relatada em Round 6 permanecerá na ficção.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

Redação ENEM 2021

chicao KarllaViit EuDavila Eumesmaoxi Ped[…]

Olá, alguém poderia corrigir? 😊 @An[…]

Na novela Avenida Brasil, é visto um exempl[…]

Você poderia dar uma nota para minha reda&cc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM