Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por Costa2020
#44647
O artigo sexto da Constituição Federal de 1988,preserva vários direitos básicos a todo os cidadãos. Entretanto, a alienação parental no Brasil é um problema atual. Desde a Declaração Universal dos Direitos Humanos, essa vicissitude é uma realidade. Do mesmo modo, na contemporaneidade, as dificuldades persistem pela campanha de desqualificação conduta gentor, ou seja,o acompanhamento psicológico de pais.
Em primeira análise, é válido destacar a importância da alienação parental, por exemplo, a depressão sofrimento de culpa.Assim, esses fatores problemáticos : o desenvolvimento mental e o transtorno psicológico atuam em movimento contínuo e favorecem a formação de um entrave social de dimensões grandes que necessitam de políticas públicas para solucioná -la.
Nesse perspetiva,o Aristóteles na teoria do livro Crítico e Ética.Por conta disso, é preciso compreender a questão da alienação parental no Brasil, entre os quais emergem grandes exemplos, a depressão infantil e ansiedade em decorrência da relação entre o Conselho tutelar e assistência comunitária, ou seja,o responsável tem estigma a estrutura familiar.
Portanto, o Ministério da Justiça deve criar a lei da alienação parental, por meio de campanhas educativas, midiáticas e diálogo familiar. Nesse sentido, o intuito de tal efeito deve tomar ser medidas junto a comunidade carente para a criança ter acesso ao conselho tutelar e, posteriormente, haverá a erradicação a solução desse problema. Ademais, a ação social que é iniciada no presente, é capaz de modificar o futuro de toda sociedade brasileira.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#44663
Costa2020 escreveu:O artigo sexto da Constituição Federal de 1988,preserva vários direitos básicos a todo os cidadãos. Entretanto, a alienação parental no Brasil é um problema atual. Desde a Declaração Universal dos Direitos Humanos, essa vicissitude é uma realidade. Do mesmo modo, na contemporaneidade, as dificuldades persistem pela campanha de desqualificação conduta gentor, ou seja,o acompanhamento psicológico de pais.
Em primeira análise, é válido destacar a importância da alienação parental, por exemplo, a depressão sofrimento de culpa.Assim, esses fatores problemáticos : o desenvolvimento mental e o transtorno psicológico atuam em movimento contínuo e favorecem a formação de um entrave social de dimensões grandes que necessitam de políticas públicas para solucioná -la.
Nesse perspetiva,o Aristóteles na teoria do livro Crítico e Ética.Por conta disso, é preciso compreender a questão da alienação parental no Brasil, entre os quais emergem grandes exemplos, a depressão infantil e ansiedade em decorrência da relação entre o Conselho tutelar e assistência comunitária, ou seja,o responsável tem estigma a estrutura familiar.
Portanto, o Ministério da Justiça deve criar a lei da alienação parental, por meio de campanhas educativas, midiáticas e diálogo familiar. Nesse sentido, o intuito de tal efeito deve tomar ser medidas junto a comunidade carente para a criança ter acesso ao conselho tutelar e, posteriormente, haverá a erradicação a solução desse problema. Ademais, a ação social que é iniciada no presente, é capaz de modificar o futuro de toda sociedade brasileira.
#44710
Costa2020 escreveu:O artigo sexto da Constituição Federal de 1988,preserva vários direitos básicos a todo os cidadãos. Entretanto, a alienação parental no Brasil é um problema atual. Desde a Declaração Universal dos Direitos Humanos, essa vicissitude é uma realidade. Do mesmo modo, na contemporaneidade, as dificuldades persistem pela campanha de desqualificação conduta gentor, ou seja,o acompanhamento psicológico de pais.
Em primeira análise, é válido destacar a importância da alienação parental, por exemplo, a depressão sofrimento de culpa.Assim, esses fatores problemáticos : o desenvolvimento mental e o transtorno psicológico atuam em movimento contínuo e favorecem a formação de um entrave social de dimensões grandes que necessitam de políticas públicas para solucioná -la.
Nesse perspetiva,o Aristóteles na teoria do livro Crítico e Ética.Por conta disso, é preciso compreender a questão da alienação parental no Brasil, entre os quais emergem grandes exemplos, a depressão infantil e ansiedade em decorrência da relação entre o Conselho tutelar e assistência comunitária, ou seja,o responsável tem estigma a estrutura familiar.
Portanto, o Ministério da Justiça deve criar a lei da alienação parental, por meio de campanhas educativas, midiáticas e diálogo familiar. Nesse sentido, o intuito de tal efeito deve tomar ser medidas junto a comunidade carente para a criança ter acesso ao conselho tutelar e, posteriormente, haverá a erradicação a solução desse problema. Ademais, a ação social que é iniciada no presente, é capaz de modificar o futuro de toda sociedade brasileira.
Obesidade infantil

Hoje em dia o que mais mata a populaç&atild[…]

Desde a idade média, diziam que deveriam co[…]

Em março de 2019, em uma pesquisa publicada[…]

Por nada! Eu te entendo. Às vezes é […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM