• Avatar do usuário
#76413
A Constituição Federal de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê em seu artigo 6, o direito à educação como inerente a todo cidadão brasileiro. Conquanto tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase quando se observa os impactos da evasão escolar no Brasil, dificultando, deste modo, a universalização deste direito social tão importante. Diante disso, faz-se imperiosa a análise dos fatores que favorecem esse quadro.
Em uma primeira análise, deve-se ressaltar a ausência de mediadas governamentais para combater os impactos da evasão escolar no Brasil. Nesse sentido, a manutenção da desigualdade, já que a maioria das pessoas que abandonam as escolas são de classes mais baixas, uma vez que muitas pessoas abandonam o ambiente escolar por falta de identificação com os conteúdos ensinados em sala de aula e que por isso julgam que não vale apena estudar. Essa conjuntura, segundo os pensamentos do filósofo iluminista Immunuel Kant, afirma que "o homem é o que a educação faz dele", uma vez que através da educação o indivíduo tem maiores oportunidades de crescer na asserção da escala social no país e de conseguir melhores oportunidades de empregos no futuro.
Ademais, é fundamental ressaltar o abandono escolar devido ao trabalho, a medida que a maioria dos alunos larga a escola para se dedicar efetivamente ao trabalho, o mesmo pode ser infantil e até escravo. Segunda a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio - PENAD de 2015 afirma que, mais de 86 mil alunos, entre 15 e 17 anos, estão fora das escolas, isso representa 17, 6% dos alunos, esses números são relevantes e mostram como a educação no país passa por um grande processo de evasão. Diante de tal exposto, a evasão escolar vem tomando grandes dimensões na sociedade. Logo, é inadmissível que esse cenário continue a perdurar.
Depreende-se, portanto, a necessidade de se combater esses obstáculos. Os cantores Carlinhos Braw e Lexa gravaram uma música incentivando a permanência dos estudantes na escola durante o período de pandemia do (COVID-19). Por isso é imprescindível que o Ministério da Educação(MEC) - órgão responsável por organizar o sistema educacional do país, além de definir as políticas e diretrizes educacionais - crie propagandas de incentivo como esta para que as crianças, jovens e adultos permaneçam nas escolas. Outrossim, é dever do mesmo criar oferta de cursos, gratuitos, de capacitação e qualificação profissional para o mercado de trabalho, para que os alunos terminem os estudos preparados para o mercado de trabalho.
Assim, torna-se-á possível a construção de uma sociedade permeada pela efetivação dos elementos elencados na Magna Carta.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Athesui maiconpgtu anaclaradll jheromagn[…]

O artigo 6º da constituição fed[…]

O romance "Lolita " de 1955,escrito pelo[…]

Limites do humor

Atualmente, o tema limitës do humor é […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM