Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#58177
Na obra "A República", do filósofo grego Platão, se é idealizado uma cidade isenta de balbúrdias e adversidades, na qual a sociedade trabalha em conjunto para poder superar todos as dificuldades que possam existir. Tendo em vista a nossa realidade atual, fica explícito o oposto dos ideais de Platão, uma vez que existem diversos problemas e desafios para se manter um sistema de saúde público estável no Brasil, sendo evidente a precarização gradativa do SUS (Sistema Único de Saúde).
Primeiramente, é importante mencionar a ineficiência do Estado, visto que no Art. 196 da Constituição Federal do Brasil, é citado que a saúde é o direito de todos e dever do Estado, cabendo ao mesmo fornecer medidas que garantem o bem-estar social, segundo o Contrato Social, proferido pelo filósofo John Locke, no qual não condiz com a realidade. Visto que 70% da população brasileira é dependente da saúde pública, tendo que enfrentar a escassez de equipamentos, a ausência de leitos, e a falta de profissionais da saúde, causando uma redução de pacientes, podendo acarretar até na morte dos mesmos.
Em seguida, tendo em vista o funcionamento do SUS, que é o maior sistema de saúde público gratuito, temos cinco princípios jurídicos; universalidade, integralidade, equidade, descentralização e participação social. O seu atendimento é realizado por meio de centros e postos de saúde, como também por hospitais públicos, porém, sua eficácia acaba decaindo mediante a seus inúmeros problemas de administração, tais como: Falta de receita para o setor, alto custo de aquisição e manutenção de equipamentos e medicamentos, crescimento populacional e aumento da expectativa de vida. Sem contar a distribuição irregular de profissionais, que é dada pela remuneração inferior a rede privada, que causam a falta de incentivos no seu trabalho, deixando a população à mercê do Estado.
Portanto, medidas são necessárias para resolver essa situação. Para isso, o Estado, juntamente com o Ministério da Saúde deve investir mais em equipamentos hospitalares, em medicações, e profissionais qualificados, com o intuito de promover a erradicação desse problema. Dessa maneira, as convicções do filósofo grego Platão serão atingidas.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

O conceito de saúde pública é[…]

No filme "O Poço",exibido pela Ne[…]

Ótima redação! Não vi […]

A constituição federal de 1988 ,docu[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM