Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#54196
Promulgada pela Organização das Nações Unidas, em 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos garante a todos os indivíduos o direito à saúde e ao bem-estar social. Essa máxima evoca reflexões acerca das pessoas que sofrem de doenças mentais no Brasil, as quais, devido ao estigma presente na sociedade, são impedidas de desfrutar de seu direito à saúde. Por meio dessa ótica, reconhecem-se as lacunas na formação do indivíduo como fator condicionante de consequências.
De início, cabe ressaltar que, devido ao desconhecimento do cidadão brasileiro, o preconceito é mantido. A esse respeito, o filósofo Arthur Schopenhauer afirma que os limites do campo de visão de uma pessoa determinam o entendimento do mundo que a cerca. À luz dessa ótica, pode-se afirmar que, como não é ofertada a educação com base no reconhecimento das doenças mentais como uma grave chaga social, os cidadãos permanecem com a visão estigmatizada sobre elas, taxando como, por exemplo, "frescura" as queixas da enfermidade mental.
Outrossim, a sociedade, desprovida do conhecimento, cultivou ao longo de sua história esse estigma que culmina no retardo do tratamento de doenças. Segundo o sociólogo Émile Durkheim, o fato social - normas culturais que transcendem os indivíduos - podem ser patológicos. Nessa lógica, tornou-se um fato social patológico uma idealização física, mental e emocional do ser humano, em que todos os que não se encaixam nesse prisma são excluídos. Dessa forma, ao marginalizar os problemas mentais, os indivíduos que as detém têm medo de serem julgados, dificultando o reconhecimento e o tratamento do problema.
Portanto, com o objetivo de reduzir o desconhecimento acerca das doenças mentais e desconstruir o estigma social à seu respeito, urge que o Ministério da Educação - agente formador do indivíduo - crie um plano de enfrentamento ao estigma associado às doenças mentais, por meio da implementação de palestras nas escolas de ensino básico ministradas por profissionais especializados em psiquiatria e psicologia. Destarte, poder-se-á garantir, aos doentes mentais, o direito à saúde conforme previsto pela ONU, em 1948.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 188

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 188

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 185

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#54302
Promulgada pela Organização das Nações Unidas, em 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos garante a todos os indivíduos o direito à saúde e ao bem-estar social. Essa máxima evoca reflexões acerca das pessoas que sofrem de doenças mentais no Brasil, as quais, devido ao estigma presente na sociedade, são impedidas de desfrutar de seu direito à saúde. Por meio dessa ótica, reconhecem-se as lacunas na formação do indivíduo como fator condicionante de consequências.

De início, cabe ressaltar que, devido ao desconhecimento do cidadão brasileiro, o preconceito é mantido. A esse respeito, o filósofo Arthur Schopenhauer afirma que os limites do campo de visão de uma pessoa determinam o entendimento do mundo que a cerca. À luz dessa ótica < evite repetir palavras], pode-se afirmar que, como não é ofertada a educação com base no reconhecimento das doenças mentais como uma grave chaga social, os cidadãos permanecem com a visão estigmatizada sobre elas, taxando como, por exemplo, "frescura" as queixas da enfermidade mental. [faltou arrematação]
* Cuidado em repetir palavras e padrões, igual fez no "que + vírgula"

Outrossim, a sociedade, desprovida do conhecimento, cultivou ao longo de sua história esse estigma que culmina no retardo do tratamento de doenças. Segundo o sociólogo Émile Durkheim, o fato social - normas culturais que transcendem os indivíduos - podem ser patológicos. Nessa lógica, tornou-se um fato social patológico, uma idealização física, mental e emocional do ser humano, em que todos os que não se encaixam nesse prisma são excluídos. Dessa forma, ao marginalizar os problemas mentais, os indivíduos que as detém têm medo de serem julgados, dificultando o reconhecimento e o tratamento do problema.
* Cuidado com o excesso de vírgulas

Portanto, com o objetivo de reduzir o desconhecimento acerca das doenças mentais e desconstruir o estigma social à seu respeito, urge que o Ministério da Educação - agente formador do indivíduo - crie um plano de enfrentamento ao estigma < evite repetir palavras] associado às doenças mentais, por meio da implementação de palestras nas escolas de ensino básico ministradas por profissionais especializados em psiquiatria e psicologia. Destarte, poder-se-á garantir, aos doentes mentais, o direito à saúde conforme previsto pela ONU, em 1948.
* Intervenção completa

Espero ter ajudado! :D
#55438
Olá, @vitoremanuel. Desculpa pelo atraso. Bom, eu não sou nenhum especialista em redação, Mas posso dar uma olhada.

Promulgada pela Organização das Nações Unidas, em 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos garante a todos os indivíduos o direito à saúde e ao bem-estar social. Essa máxima evoca reflexões acerca das pessoas que sofrem de doenças mentais no Brasil, as quais, devido ao estigma presente na sociedade, são impedidas de desfrutar de seu direito à saúde. Por meio dessa ótica, reconhecem-se as lacunas na formação do indivíduo como fator condicionante de consequências.

Tua introdução tá ótima. Tu conseguiu abordar os três pontos principais. Parabéns!

De início, cabe ressaltar que, devido ao desconhecimento falta de conhecimentodo cidadão brasileiro, o preconceito é mantido. A esse respeito, o filósofo Arthur Schopenhauer afirma que os limites do campo de visão de uma pessoa determinam o entendimento do mundo que a cerca. À luz dessa ótica, analogamente a esse pensamento/analogamentepode-se afirmar que, como não é ofertada a educação com base no reconhecimento das doenças mentais como uma grave chaga social, os cidadãoscorpo social permanecem com a visão estigmatizada sobre elas, taxando como, por exemplo, "frescura" as queixas da enfermidade mental.

argumentação tá boa, mas senti falta de uma conclusão do teu parágrafo.

Outrossim, a sociedade, desprovida do conhecimento, cultivou ao longo de sua história esse estigma que culmina no retardo do tratamento de doenças. Segundo o sociólogo Émile Durkheim, o fato social - normas culturais que transcendem os indivíduos - podem ser patológicos. Nessa lógica, tornou-se um fato social patológico uma idealização física, mental e emocional do ser humano, em que todos os que não se encaixam nesse prisma são excluídos. Dessa forma, ao marginalizar os problemas mentais, os indivíduos que as detém têm medo de serem julgados,essa frase pode ser refomormulada dificultando o reconhecimento e o tratamento do problema.

não tenho o que falar desse parágrafo. Cuidado com termos coloquiais.

Portanto, com o objetivo de reduzir o desconhecimento acerca das doenças mentais e desconstruir o estigma social à seu respeito, Frase efeitourge que o Ministério da Educação agente- agente formador do indivíduo - detalhamento do agente.crie um plano de enfrentamento ao estigma cuidado na repetição de estigmaassociado às doenças mentaistranstornos psicológicos ,modo por meio da implementação de palestras nas escolas de ensino básico meioministradas por profissionais especializados em psiquiatria e psicologia.Detalhamento FinalidadeDestarte, poder-se-á garantir, aos doentes mentais, o direito à saúde conforme previsto pela ONU, em 1948.retomada

proposta 200!

*Espero ter ajudado com minhas dicas. Tua redação tá muito boa. Só vem 900+

A ausência de empatia é notóri[…]

Bebidas alcoólicas fazem parte do grupo de […]

Analfabetismo Total e Funcional

De acordo com a Constituição Federal[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM