Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#53433
“Janeiro Branco” é uma campanha pública realizada anualmente com o intuito de conscientizar toda a sociedade sobre a importância do cuidado com a saúde mental. Essa ação é amplamente divulgada por autoridades sanitárias e órgãos governamentais do Brasil, a exemplo dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) existentes pelo país. Não obstante, a estigmatização historicamente associada aos transtornos mentais prejudica tanto a busca de apoio psicológico quanto a reabilitação e reinserção dos indivíduos no corpo social.

Em primeira análise, vale salientar o fator do preconceito como obstáculo à busca de auxílio psicológico. Na maioria das vezes, o indivíduo tem receio de procurar ajuda profissional em razão da estereotipação social atribuída às vítimas de transtornos mentais. Unido a isso, a precariedade do sistema público de saúde faz crescer o número de casos graves de enfermidades psíquicas. Nesse sentido, como pontua o médico Dráuzio Varella, o sistema de saúde que prioriza a cura após a doença em detrimento da prevenção acarreta inúmeros prejuízos.

Ademais, deve-se destacar a importância da vida social na recuperação da saúde mental. Sob esse prisma, o sociólogo francês Émile Durkheim conseguiu identificar a relação entre casos de problemas psíquicos e a falta de integração do indivíduo na sociedade. Tal pensamento foi corroborado por inúmeros especialistas da área da Psicologia, o que propiciou uma reforma no sistema psiquiátrico, favorecendo a humanização ao invés da punição. Apesar disso, a herança cultural do preconceito permanece latente, dificultando a reabilitação dos pacientes e a inserção no corpo social.

Urge, portanto, que o Governo Federal desenvolva ações de incentivo ao acesso e à prática do cuidado mental por meio da presença constante de profissionais especializados em locais estratégicos, como escolas e universidades, com a finalidade de agir preventivamente bem como propiciar uma maior conscientização coletiva sobre o tema.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#53448
“Janeiro Branco” é uma campanha pública realizada anualmente com o intuito de conscientizar toda a sociedade sobre a importância do cuidado com a saúde mental. Essa ação é amplamente divulgada por autoridades sanitárias e órgãos governamentais do Brasil, a exemplo dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) existentes pelo país. Não obstante, a estigmatização historicamente associada aos transtornos mentais prejudica tanto a busca de apoio psicológico quanto a reabilitação e reinserção dos indivíduos no corpo social.
Boa introdução. Contextualizou , apresentou o tema e a tese!

Em primeira análise, vale salientar o fator do preconceito como obstáculo à busca de auxílio psicológico. Na maioria das vezes, o indivíduo tem receio de procurar ajuda profissional em razão da estereotipação social atribuída às vítimas de transtornos mentais. Unido a isso, a precariedade do sistema público de saúde faz crescer o número de casos graves de enfermidades psíquicas. Nesse sentido, como pontua o médico Dráuzio Varella, o sistema de saúde que prioriza a cura após a doença em detrimento da prevenção acarreta inúmeros prejuízos.
Bom desenvolvimento!

Ademais, deve-se destacar a importância da vida social na recuperação da saúde mental. Sob esse prisma, o sociólogo francês Émile Durkheim conseguiu identificar a relação entre casos de problemas psíquicos e a falta de integração do indivíduo na sociedade. Tal pensamento foi corroborado por inúmeros especialistas da área da Psicologia, o que propiciou uma reforma no sistema psiquiátrico, favorecendo a humanização ao invés da punição. Apesar disso, a herança cultural do preconceito permanece latente, dificultando a reabilitação dos pacientes e a inserção no corpo social.
Bom desenvolvimento!

Urge, portanto, que o Governo Federal Agente desenvolva ações de incentivo ao acesso e à prática do cuidado mental Ação vírgula por meio da presença constante de profissionais especializados em locais estratégicos,como escolas e universidades Meio , com a finalidade de agir preventivamente bem como propiciar uma maior conscientização coletiva sobre o tema. Finalidade

Faltou o detalhamento da proposta ! Se teve não está explícito!

Bom texto! Bela produção! Só se atente a proposta ok!

Parabéns, duanalin ! Não é[…]

(primeiramente, obrigada por dedicar seu tempo cor[…]

Espero que Corrijam minha dissertaçã[…]

A série de televisão "os 13 por[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM