Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#53022
A Crise de 1929 – período marcado por uma profunda depressão – afetou a economia global e, consequentemente, a saúde mental dos indivíduos da época. Na contemporaneidade, embora os tratamentos psiquiátricos tenham ganhado um maior destaque na sociedade, o estigma associado às doenças mentais ainda é um contratempo em diversos países, como o Brasil. Sendo assim, desafios, como a ignorância das pessoas e a falta de informação, precisam ser suprimidos para a construção de uma sociedade mais próspera.
Diante desse cenário, segundo Georg Simmel, as pessoas estão expostas a estímulos capazes de afastar as emoções cotidianas e acelerar o ritmo das atividades ao redor. Nessa perspectiva, as mudanças constantes e as relações cada vez mais superficiais, afetam o bem-estar da população e aumentam a ocorrência de enfermidades mentais, uma vez que, infelizmente, a saúde intelectual ainda é colocada em segundo plano pelos brasileiros. Desse modo, a ignorância das pessoas em relação às doenças mentais, como a depressão e a ansiedade, gera malefícios para elas próprias, dificultando a identificação e o tratamento de transtornos sérios, e, também, impondo um retrocesso no desenvolvimento da nação.
Além disso, de acordo com Platão, importante filósofo grego, o bem-estar do indivíduo tem tamanha importância que ultrapassa a própria existência. Nesse contexto, democratizar informações é necessário para que a saúde mental seja prioridade na vida das pessoas, já que, nos piores casos, os transtornos leves podem piorar e até levar a morte ao enfermo. Ademais, para além do bem-estar, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a falta de cuidado com a mente pode afetar também o mundo do trabalho, a economia e as relações interpessoais, por causa da incompreensão em relação a algo tão recorrente na sociedade. Dessa maneira, o acesso à conhecimentos pode salvar vidas e combater a ignorância das pessoas perante às doenças mentais.
Portanto, é evidente que a saúde mental deve ser priorizada e tratada ser priorizada na vida das pessoas para a construção de uma nação desenvolvida e informada. Cabe, desse modo, ao Estado, por meio da associação com a mídia, promover campanhas publicitárias, no meio televisivo de acesso nacional, sobre os malefícios de negligenciar os transtornos e ser ignorante, além de mostrar a importância de cuidar da mente diariamente, a fim de que, diferente do que aconteceu em 1929, as pessoas não sejam vítimas de doenças mentais e o Brasil progrida de forma saudável.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 198

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 193

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 191

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#53166
A Crise de 1929 – período marcado por uma profunda depressão – afetou a economia global e, consequentemente, a saúde mental dos indivíduos da época. Na contemporaneidade, embora os tratamentos psiquiátricos tenham ganhado um maior destaque na sociedade, o estigma associado às doenças mentais ainda é um contratempo em diversos países, como o Brasil. Sendo assim, desafios, como a ignorância das pessoas e a falta de informação, precisam ser suprimidos para a construção de uma sociedade mais próspera.
Boa introdução. Contextualiza, apresenta o tema e a tese!

Diante desse cenário, segundo Georg Simmel, as pessoas estão expostas a estímulos capazes de afastar as emoções cotidianas e acelerar o ritmo das atividades ao redor. Nessa perspectiva, as mudanças constantes e as relações cada vez mais superficiais, afetam o bem-estar da população e aumentam a ocorrência de enfermidades mentais, uma vez que, infelizmente, a saúde intelectual ainda é colocada em segundo plano pelos brasileiros. Desse modo, a ignorância das pessoas em relação às doenças mentais, como a depressão e a ansiedade, gera malefícios para elas próprias, dificultando a identificação e o tratamento de transtornos sérios, e, também, impondo um retrocesso no desenvolvimento da nação.

Bom desenvolvimento . Argumentou bem.

Além disso, de acordo com Platão, importante filósofo grego, o bem-estar do indivíduo tem tamanha importância que ultrapassa a própria existência. Nesse contexto, democratizar informações é necessário para que a saúde mental seja prioridade na vida das pessoas, já que, nos piores casos, os transtornos leves podem piorar e até levar a morte ao enfermo. Ademais, para além do bem-estar, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a falta de cuidado com a mente pode afetar também o mundo do trabalho, a economia e as relações interpessoais, por causa da incompreensão em relação a algo tão recorrente na sociedade. Dessa maneira, o acesso à conhecimentos pode salvar vidas e combater a ignorância das pessoas perante às doenças mentais.
Excelente desenvolvimento!

Portanto, é evidente que a saúde mental deve ser priorizada e tratada ser priorizada (repetiu o ser priorizada)na vida das pessoas para a construção de uma nação desenvolvida e informada. Cabe, desse modo, ao Estado, agente por meio da associação com a mídia meio, promover campanhas publicitárias ação , no meio televisivo de acesso nacional, sobre os malefícios de negligenciar os transtornos e ser ignorante, além de mostrar a importância de cuidar da mente diariamente, detalhamento a fim de que, diferente do que aconteceu em 1929, as pessoas não sejam vítimas de doenças mentais e o Brasil progrida de forma saudável.finalidade

Conclusão completa!

Nada a comentar , apenas que achei seu texto incrível. Se for a redação do Enem, com certeza fechou! Parabéns de verdade! Quase nunca leio um texto tão bom!!!☝️😌🌸🌸🥰
#53222
Jvt15 escreveu:@vittorzao @EduardoHh @anaagomide
A Crise de 1929 – período marcado por uma profunda depressão – afetou a economia global e, consequentemente, a saúde mental dos indivíduos da época. a oração separada pelos travessões está ambígua: que tipo de depressão? Alguém que não saiba do ocorrido poderia associar à depressão o clássico transtorno emocional e, além disso, o leitor ciente do ocorrido saberá que a relação da referência não está precisa como deveria ser. Na contemporaneidade, embora os tratamentos psiquiátricos tenham ganhado um maior destaque na sociedade, o estigma associado às doenças mentais ainda é um contratempo em diversos países, como o Brasil. Sendo assim, desafios, como a ignorância das pessoas e a falta de informação, precisam ser suprimidos para a construção de uma sociedade mais próspera.

Diante desse cenário, segundo Georg Simmel, as pessoas estão expostas a estímulos capazes de afastar as emoções cotidianas e acelerar o ritmo das atividades ao redor. Nessa perspectiva, as mudanças constantes e as relações cada vez mais superficiais, afetam o bem-estar da população e aumentam a ocorrência de enfermidades mentais, uma vez que, infelizmente, a saúde intelectual ainda é colocada em segundo plano pelos brasileiros. Desse modo, a ignorância das pessoas em relação às doenças mentais, como a depressão e a ansiedade, gera malefícios para elas próprias, dificultando a identificação e o tratamento de transtornos sérios, e, também, impondo um retrocesso no desenvolvimento da nação.
Ótimo desenvolvimento, no entanto o advérbio usado denota juízo de valor.

Além disso, de acordo com Platão, importante filósofo grego, o bem-estar do indivíduo tem tamanha importância que ultrapassa a própria existência. Nesse contexto, democratizar informações ficaria melhor contextualizado se você explicitasse quais tipos de informações é necessário para que a saúde mental seja prioridade na vida das pessoas, já que, nos piores casos, os transtornos leves podem piorar e até levar a morte ao enfermo. Ademais, para além do bem-estar, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a falta de cuidado com a mente pode afetar também o mundo do trabalho, a economia e as relações interpessoais, por causa da incompreensão em relação a algo tão recorrente na sociedade. Dessa maneira, o acesso à crase mal empregada por dois motivos, sendo o 1º a palavra posterior ser uma substantivo masculino e o 2º devido ao "à" nunca ficar no singular caso esteja anteposto a palavras no plural conhecimentos pode salvar vidas e combater a ignorância das pessoas perante às doenças mentais.

Portanto, é evidente que a saúde mental deve ser priorizada e tratada ser priorizada na vida das pessoas para a construção de uma nação desenvolvida e informada. Cabe, desse modo, ao Estado, por meio da associação com a mídia, promover campanhas publicitárias, no meio televisivo de acesso nacional, sobre os malefícios de negligenciar os transtornos e ser ignorante seja mais preciso: ignorante, no contexto trazido, é um termo abstrato, além de mostrar a importância de cuidar da mente diariamente, a fim de que, diferente do que aconteceu em 1929, as pessoas não sejam vítimas de doenças mentais e o Brasil progrida de forma saudável.

Como observei somente um erro gramatical (acentuação gráfica), 200 na C10;
A observação em relação ao 1º período de seu texto, ao meu ver, que é baseado nos critérios da tabela, não é suficiente para tirar pontos na C2;
A sua argumentação está ok, no entanto a vagueza contida no termo 'ignorante', na conclusão, somada à presença de juízo de valor no desenvolvimento e, em certo ponto, até aquele desvio (ambiguidade) que há na referência introdutória, fazem com que você fique com 160 na C3;
200 na C4, claro;
200 na C5.

No documentário "Slenderman: pesadelo […]

Criei esta atividade para tentar tornar o estudo d[…]

A Declaração Universal dos Direitos […]

Liberdade de expressão

só uma dúvida, você ta em qual[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM