• Avatar do usuário
#67682
Violência é todo e qualquer ato que intimida alguém, seja por uso da força física ou pelo uso de frases que causem algum dano emocional. Atualmente, ainda é muito presente a prática de atos violentos contras idosos, principalmente por serem deixados, muitas vezes, à margem da sociedade. Dessa forma, fatores como a inaptidão do convívio com as adversidades do envelhecimento e a displicência governamental afetam, de maneira negativa, o combate para esses atos ilícitos.
Certamente, o crescimento da população idosa no Brasil e no mundo mostra que as pessoas não estão aptas para lidar com as diversas situações típicas do envelhecimento. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), relatório publicado na revista Lancet Global Health, um em cada seis idosos sofre alguma violência em todo o planeta. Conforme o dado apresentado, é inquestionável o quanto algumas pessoas ainda são incapazes de manter uma convivência com as pessoas da terceira idade sem utilizar algum ato de crueldade. Portanto, a violência contra a população arcaica é cada vez mais relevante e deve ser observada com mais prudência.
Além disso, a falta de uma maior fiscalização e de uma assistência governamental ocasiona em uma intensificação no número de casos de violência contra o idoso. Segundo Thomas Hobbes, em seu contrato social, o Estado deve garantir o bem-estar social dos indivíduos, entretanto, diante da situação atual, é possível observar a negligência governamental, já que o Estado ainda não oferece um suporte eficiente e fiscalizado para atenuar essa situação. Logo, é preciso que o governo valorize mais os anciões para que possam viver com comodidade.
Portanto, medidas precisam ser tomadas para combater essas atitudes ilícitas à população idosa. Para isso, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) devem fazer um levantamento de dados para obter o número de idosos de cada localidade, de modo que os médicos e os agentes comunitários de saúde realizem visitas frequentes, uma em cada dois meses, à esses anciões com o intuito de analisar as condições físicas e mentais, além disso, atentar as explicações não plausíveis, se caso encontrem algum comportamento irregular, acionem o Conselho Tutelar para que possa tomar a providência. Assim, os idosos evitarão passar por essa hostilidade e crueldade ocasionando em um melhor bem-estar.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#67683
Biancashng escreveu:Violência é todo e qualquer ato que intimida alguém, seja por uso da força física ou pelo uso de frases que causem algum dano emocional. Atualmente, ainda é muito presente a prática de atos violentos contras idosos, principalmente por serem deixados, muitas vezes, à margem da sociedade. Dessa forma, fatores como a inaptidão do convívio com as adversidades do envelhecimento e a displicência governamental afetam, de maneira negativa, o combate para esses atos ilícitos.
Certamente, o crescimento da população idosa no Brasil e no mundo mostra que as pessoas não estão aptas para lidar com as diversas situações típicas do envelhecimento. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), relatório publicado na revista Lancet Global Health, um em cada seis idosos sofre alguma violência em todo o planeta. Conforme o dado apresentado, é inquestionável o quanto algumas pessoas ainda são incapazes de manter uma convivência com as pessoas da terceira idade sem utilizar algum ato de crueldade. Portanto, a violência contra a população arcaica é cada vez mais relevante e deve ser observada com mais prudência.
Além disso, a falta de uma maior fiscalização e de uma assistência governamental ocasiona em uma intensificação no número de casos de violência contra o idoso. Segundo Thomas Hobbes, em seu contrato social, o Estado deve garantir o bem-estar social dos indivíduos, entretanto, diante da situação atual, é possível observar a negligência governamental, já que o Estado ainda não oferece um suporte eficiente e fiscalizado para atenuar essa situação. Logo, é preciso que o governo valorize mais os anciões para que possam viver com comodidade.
Portanto, medidas precisam ser tomadas para combater essas atitudes ilícitas à população idosa. Para isso, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) devem fazer um levantamento de dados para obter o número de idosos de cada localidade, de modo que os médicos e os agentes comunitários de saúde realizem visitas frequentes, uma em cada dois meses, à esses anciões com o intuito de analisar as condições físicas e mentais, além disso, atentar as explicações não plausíveis, se caso encontrem algum comportamento irregular, acionem o Conselho Tutelar para que possa tomar a providência. Assim, os idosos evitarão passar por essa hostilidade e crueldade ocasionando em um melhor bem-estar.
@Biancashng, @Biancashng, @Francis @Biancashng, @Andree
Doação do coração

A série médica americana "Grey'[…]

Carinho sanguíneo

A série médica americana "Grey'[…]

Índio no Brasil

Hoje,na sociedade brasileira, as políticas […]

Emily Silva muito obrigada😃! Quando disse que […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM