Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#58436
:D A constituição Federal de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê em seu artigo 6°, o direito a saúde, como inerente a todo cidadão brasileiro. Conquanto, tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase na prática quando se observa o grande número de pessoas com a saúde mental prejudicada. Essa perspectiva só aumenta, já que o governo não cumpre de forma correta com esse direito essêncial da população.
Em uma primera análise, vale ressaltar que a ausência de deveres governamentais tem sido um fato importante que contribue para essa situação. Essa negligência faz com que as pessoas necessitadas piorem, pois não há assistência de psicólogos e psiquiátras em muitas cidades brasileiras, principalmente em áreas rurais. Essa conjuntura configura-se como uma violação do "contrato social" citado pelo filósofo contratualista John Locke, é como se a sociedade depositasse total confiança de seus cuidados nas mãos dos políticos e não tivessem retorno.
Ademais, é fundamental apontar a falta de políticas públicas como um fator impulsionador para o alto índice de problemas mentais. Devido a pouca pregação sobre esse tema, a maioria das pessoas, sendo o maior número analfabetas, têm essa causa como algo despresível e o consideram como vitimismo. É inadmisível que esse cenário continue a perdurar.
Depreende-se, portanto, que as soluções combatentes precisam ser tomadas. É imprescindível que o prefeito de cada cidade, por intermedio de campanhas, elabore projetos que visem a saúde psíquica dos habitantes, a fim de uma sociedade sã e de prenvenção de suicídio. Assim, teremos cidades mais organizadas, onde o governo cumpre seu compromisso de acordo com a tese do filósofo John Locke.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Promugada pela ONU em 1948, a declaraç&atil[…]

Sua redação não encaixa corre[…]

O filósofo francês Sartre defende que[…]

"Só pro meu prazer..."

Obrigada Ashiley , ficarei mais atenta quanto as […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM