• Avatar do usuário
#83223
Por gentileza, poderiam corrigir?
@Mylike , @Heraldo , @EuDavila , @Tomazz , @Jotaveh , @vava , @sousamariana , @GMTrindade , @Jotaveh , @yuzkios , @Layane , @mariamaciel , @Anne24 , @camilak , @lidiammleo , @Pedrinhocar , @Anna1 , @marimoon


Segundo a filósofa estadunidense Judith Butler, as vidas são precárias e invisibilidade dos cidadãos com a ausência de registro civil maximiza a precariedade da vida, fator que não permite que o indivíduo goze de uma realidade digna, acarretando em problemas sociais e econômicos tanto para o Estado quanto para a pessoa. Diante disso, é necessário avaliar as consequências dessa problemática no Brasil.

A priori, documentos como identidade e certidão de nascimento são de suma importância para promover uma vida de qualidade. A Constituição Federal de 1988 garante o direito à cidadania a fim de assegurar que todos possuam dignidade, entretanto, longe da teoria isso não se concretiza. O número de pessoas que não possuem documentos adequados cresce a cada dia, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2015 somente na região sudeste, aproximadamente 1,15 milhão de pessoas não apresentavam registro de nascimento, tal fato inviabiliza o individuo a realizar diversas atividades como frequentar escola, ter acesso à saúde, participar de benefícios governamentais, entre outros. Dessa forma, a falta de tais recursos impossibilita uma vida digna para os afetados, de maneira que acarreta em diversos obstáculos para alcançar esse ideal.

Ademais, a deficiência de políticas públicas eficazes gera uma série de problemas econômicos, sociais e educacionais. O escritor e jornalista uruguaio Eduardo Galeano afirma que para modificar a sociedade é preciso conhecê-la. De forma análoga com o cenário brasileiro, a invisibilidade dos cidadãos sem documentos não torna possível o Estado conhecer a realidade desses indivíduos, dificultando na ação de projetos que minimizem a precariedade da vida. Ante o exposto, além de atingir de forma direta na organização estatal, os cidadãos “invisíveis” são impedidos de participar da sociedade, seja por falta de acesso ao ambiente escolar ou ao trabalho, o que consequentemente afeta financeiramente na vida dessas pessoas que não possuem meios de garantia à renda e muitas vezes não são completamente alfabetizados. Logo, a criação de medidas para atenuar esse problema é indispensável.
Por conseguinte, é de extrema importância ações para anular a invisibilidade e garantir o acesso à cidadania no Brasil. O Estado juntamente com o Ministério da Cidadania deve implementar programas para regularizar a situação dessas pessoas e criar campanhas para dar visibilidade para essa problemática. Ao desejo que, dessa forma, a realidade seja modificada, os direitos assegurados e a precariedade da vida minimizada.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora, de forma mediana, pouco consistente, proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto.

O quadro “O Grito”, elaborado por Edva[…]

Eryka , Arnaildo ProfaJoelma Profajojo Pro[…]

Não é de hoje que o capitalismo inte[…]

Muito Obrigado

A Constituição Federal de 1988 prev&[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM