• Avatar do usuário
#83118
Policarpo Quaresma, protagonista de Lima Barreto, do clássico livro "O triste fim de Policarpo Quaresma", sempre teve como característica mais marcante um nacionalismo ufanista, acreditando em um Brasil utópico. No entanto, com os desafios enfrentados em garantir o acesso à cidadania, o país se torna longe do imaginado pelo sonhador personagem. Nessa lógica, nota-se a configuração de um grave problema de contornos específicos, em virtude da dificuldade financeira para emissão do registro civil e da falta de ações da sociedade para assegurar os direitos.

Em primeiro plano, a carência de dinheiro para pagar o registro é um fator que prejudica na garantia da cidadania, visto que sem a certidão de nascimento o indivíduo é considerado invisível na sociedade, a mesma é um dos documentos mais relevantes e é através dela que é possível emitir outras documentações. De acordo com uma pesquisa publicada pelo site "Estúdio.r7", cerca de 1 milhão de pessoas não têm registro de nascimento na região Sudeste do Brasil. Por analogia, é preciso que medidas sejam tomadas para resolução dessa barreira.

Além disso, a ausência de medidas da sociedade para assegurar os seus direitos dificulta na melhoria do acesso à documentação pessoal, dado que sem a própria ajuda dos indivíduos para tirar o registro civil é complicado o acesso igualitário da cidadania. Segundo o jornalista irlandês George Bernard Shaw "o progresso é impossível sem mudanças". Analogamente, reivindicações da sociedade para a garantia da cidadania são necessárias para solucionar o obstáculo.

Portanto, o Governo Federal, responsável pelos interesses da administração pública em todo território nacional, deve criar projetos e campanhas que visem a garantia do acesso à cidadania, através de palestras sobre o assunto e a disponibilização gratuita da emissão do registro civil, com o propósito de ajudar as pessoas que não podem pagar pela certidão de nascimento e garantir que nenhum indivíduo seja invisível para a sociedade. Dessa forma, o Brasil poderá superar este sério empecilho.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

"O mais escandaloso dos escândalos &eac[…]

Redação ENEM 2021

Na obra utopia do escritor inglês Thomas Mor[…]

"O mais escandaloso dos escândalos &eac[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM