• Avatar do usuário
#82800
Na produção mexicana “Chaves”, é retratado a história de Chaves, um garoto de rua na qual não era visto como cidadão pois não havia uma família para registra-lo. Fora da ficção, na contemporaneidade brasileira , tal realidade é vivenciada pela humanidade, na invisibilidade à falta ao acesso do registro civil. Inegavelmente, pode-se dizer que esse cenário é origem inconteste da escassez social a procura da documentação pessoal. Assim, contribuem para aprofundar essa problemática a negligência governamental e a desvalorização humana.

Em primeiro plano, cabe ressaltar a negligência por parte do Governo, juntamente com a falta de procura pela documentação, resultam na exclusão à escassez do registro civil. Essa situação ocorre devido a inércia de apoio governamental perante a situação, na ausência ao tornarem esses cidadões capazes de terem uma cidadania digna. Diante disso, se a sociedade continuar com tanta invisibilidade social, é de certa forma que em um futuro próximo o acesso a serem cidadões, será alvo de piada.

Outrossim, é importante perceber a desvalorização humanitária, somando à ausência pela procura da documentação, alicerçam na forma invisível vista do cidadão sem registro. Isso acontece devido o desvalorizamento na qual a própria sociedade impõe a si mesmo, ao não correrem atrás dos seus direitos, algo na qual haverá de mudar. Esse raciocínio está em sintonia com o pensamento do político sul-africano Nelson Mandela, para quem “Uma das mudanças mais difíceis não é mudar a sociedade, mas cada um mudar por si”.

Portanto, é visível, as dificuldades perante a invisibilidade na falta de acesso à documentação pessoal. Visando esse problema, o Governo Federal com auxílio dos ministérios, crie uma campanha, para efetuar os registros dos ausentes da documentação. E de forma prestativa, a sociedade com ajuda da mídia, forneçam panfletos e divulgações de incentivo aos mesmos. Sendo assim, formando uma sociedade a fim de serem cidadões dignos de uma cidadania respeitada por todos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Mylike , Jotaveh , marimoon , larissa0205 , […]

A invisibilidade dos "cidadãos"

A invisibilidade decorrente da falta de registro c[…]

Para começar sua redação, &ea[…]

Certo, muito obrigada!! Por nada!

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM