Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#55542
A Constituição Federal de 1988, prevê em seu artigo 6° o direto à segurança inerente a todo cidadão brasileiro. Nesse sentido a população se mostra cada vez mais distante dessa realidade prometida pela norma constitucional, haja vista que as taxas de criminalidade vem crescendo cada dia mais. Dessa forma, a tecnologia vem pra tentar amenizar essas taxas, mas por não receber investimentos do governo e pelo preço não ser acessível para todos os cidadãos, não tem se tornado tão eficaz.

Antes de tudo, é notório a ausência de investimentos governamentais para o desenvolvimento tecnológico na segurança. Segundo o pensador Thomas Hobbes, o Estado é responsável por garantir o bem estar da população, entretanto, isso não ocorre no Brasil. Devido à falta de atuação das autoridades, tecnologias que se mostrariam eficazes não são desenvolvidas ou nem mesmo projetadas por não haver nenhum verba para cobrir tais custos. Esse cenário dificulta o exércicio de uma segurança melhor e mais eficiente.

Ademais, é evidente a aplicação da tecnologia em serviços de segurança no dia a dia, como câmeras, alarmes, cercas elétricas, sensores de movimentos entre outros, mas esses dispositivos possuem um preço alto que não são acessíveis para toda população. De acordo com Steve Jobs, a tecnologia tem a capacidade de mover o mundo, mas, se grande parte do mundo não estiver desfrutando dessa tecnologia ela consequentemente não poderá mudá-lo. Portanto, a democratização dessa tecnologia é essencial para garantir que a população se aproxime cada vez mais da realidade imposta pela constituição de 1988.

Em vista dos fatos abordados, faz-se necessárias medidas para tornar a tecnologia mais eficaz em relação a segurança. Cabe ao Ministério da Justiça e Segurança pública em parceria com empresas de tecnologias investirem em uma segurança tecnológica de qualidade e acessível para todos, por meio de sistemas de segurança mais eficazes e com maior inteligência artificial, como câmeras que filmam com melhores resoluções e também por intermédio de políticas de descontos na compra desses sistemas de acordo com a renda, a fim de incluir toda a sociedade em um mundo mais seguro. Desse forma, os cidadãos brasileiros verão o direito garantido na Constituição como uma realidade mais próxima.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Devido ao avanço da Covid-19 no começ[…]

O adolescente A maioria dos cidadãos brasil[…]

Grupos whatsapp e telegram

Pessoal vcs que querem entrar no grupo do whats eu[…]

ALIMENTAÇÃO Conforme o fil&oacut[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM