• Avatar do usuário
#83099
No filme "Nós", a personagem Adelaide descobre que vive em um mundo duplicado por cópias de pessoas reais. Em certo recorte da trama, seu reflexo troca de lugar com ela no mundo real e agora, em um novo recinto, Adelaide percebe que os "duplicatas" não possuem ações próprias, vagando de acordo com o que seus retratos originais fazem. De uma forma mais fantasiosa, Peele, o criador da obra, nos apresenta a manifestação física de como a conscientização é o primeiro passo para a solução de estorvos sociais, mas no que tange à nossa realidade, nota-se uma falta de questionamento contundente em relação a questão do registro civil e a garantia de acesso à cidadania por parte das esferas políticas e midiáticas, que vai de encontro aos princípios de Peele e mostra a falta de importância dada ao problema. Diante disso, torna-se urgente analisar o quadro.
Em primeiro lugar, é notório que as pessoas, por conta da ausência de textos informativos na mídia, desconhecem o real significado de ser cidadão. José Saramago diz que a pior cegueira é a mental, que faz com que não reconheçamos o problema que temos à frente. Além de a cegueira a ir contra a percepção moral da qual Peele fala, o excerto de Saramago evidencia justamente o oposto do que vemos na atualidade, pois ser cidadão é poder ter seus direitos e deveres garantidos na sociedade, mas se o indivíduo atual não tem consciência disso, passará décadas sem usurfruir dos direitos que possui como participante de um grupo coletivo. Dessa forma, o ser alienado torna-se alguém sem valor e reconhecimento para o Estado como também fica sem receber proteção do mesmo. Segundo Locke, teórico contratualista, a sociedade, por medo da invasão e perda de seus direitos, fez um contrato social onde agora o Estado garante ao indivíduo cidadão a propriedade privada, mas uma vez que o indivíduo não tenha ideia do quão importante é o registro civil, no mundo atual ele não terá a proteção garantida e concedida pelo Estado.
Por conseguinte, presencia-se no Brasil um enorme descontrole de índices sociais devido à ausência de registro civis. Em "Alegoria da Caverna", Platão concerne o mundo como dividido em sensível e intelegível. Segundo o mesmo, o intelegível é composto pelo conhecimento verdadeiro e, indo de encontro às ideias de Saramago, alcançamos o intelegível na medida que nos desfazemos da cegueira moral existente e buscamos uma solução para os problemas que antes não enxergamos. Entretanto, a ideia conflita com a realidade do caso, pois a falta de estímulos sociais, por parte do Estado, no que diz respeito ao registro civil, reflete justamente na ausência de projetos que visem divulgar a importância da cidadania no âmbito social agravando, inclusive, problemas relacionados à invisibilidade social dos indivíduos para o Estado e nossas instituições. A inexistência do registro acaba refletindo nos índices populacionais e esses, consequentemente, passam à trazer números irreais, acarretando no descontrole do Estado sobre o índice. A situação é comprovadamente crítica, uma vez que o IBGE, em 2015, divulgou dados onde mostram que há cerca de 2,6 milhões de pessoas sem registro civil. Fechando os olhos, é impossível mitigar o problema.
Portanto, é mister que o Estado tome providências para amenizar a invisibilidade civil da nação. Para conscientização da nação, urge que o Congresso Nacional em conjuntura com as instituições midiáticas criem, por meio de verbas, campanhas nas redes sociais que detalhem os problemas relacionados à alienação social do conceito de cidadania e o desleixo político dos índices e advirtam os internautas a respeito do alto risco em permitir o avanço da problemática sugerindo, às instituições, promover o ensino da cidadania no Brasil e o ajuste dos índices sociais. Assim, à começar da conscientização, como a vista em Adelaide no Thriller de 2019, reconheceremos o problema e contorná-lo-emos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

A constituição federal de 1988, prev[…]

Invisibilidade e registro civil

A despeito de todo progresso científico e h[…]

A despeito de todo progresso científico e h[…]

O caso da xenófoba no brasil

A xenofobia é um problema não so loc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM