Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#57693
O período da Guerra Fria foi marcado pelo intenso embate tecnológico entre Estados Unidos e União Soviética, no período que durou do final da 2ª guerra mundial até a queda do país comunista. A partir dessa disputa, muitas missões de espionagem foram lançadas por ambos os países, que visavam o roubo de informações valiosas. Nos dias atuais, apesar de não haver uma guerra, a internet - local onde os brasileiros gastam 20% do seu tempo - tem se mostrado cada vez mais um local desprovido de privacidade.

Muitas pessoas se iludem acreditando que a internet é um local de anonimato total. Dentro dessa imensa rede de computadores, cada dispositivo possui uma "etiqueta identificadora" conhecida como IP, que tem a função de localizar onde, quem e quando alguém realizou determinada ação na internet. Consequentemente, é quase impossível se manter completamente escondido, ou apagar qualquer rastro de uma operação feita "online".

Além disso, o roubo de dados é um evento ainda mais comum quando se aborda o tema da invasão de privacidade. Os dois melhores exemplos, quando se tratando desse assunto estão relacionados ao governo Trump e ao ex-ministro da justiça, Sérgio Moro. No caso estadunidense, diversos usuários foram usados, e tiveram seus dados roubados para que uma consultora pudesse se aproveitar e usar tais dados para usufruir de benefícios eleitorais. Já no caso brasileiro, o juiz teve seus dados roubados e conversas vazadas, ilustrando que nem o alto escalão do governo está livre desse tipo de ameaça.

Logo, para separar aquilo que é público do privado dentro do ambiente da internet, cabe ao Ministério da Ciência e Tecnologia ministrar seminários e palestras sobre como a sociedade deve se portar e como se proteger de roubos dentro do ambiente virtual. Cabe também ao Poder Legislativo realizar sessões tendo como pauta a manutenção da privacidade dos indivíduos na internet, para que assim se possa construir um ambiente saudável, tornando o novo direito fundamental instituído pela ONU, de livre e igual acesso a todos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Promugada pela ONU em 1948, a declaraç&atil[…]

Sua redação não encaixa corre[…]

O filósofo francês Sartre defende que[…]

"Só pro meu prazer..."

Obrigada Ashiley , ficarei mais atenta quanto as […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM