Avatar do usuário
Por edsonsjr
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#116335
A violência contra a mulher não é um problema que emerge na pandemia. Na verdade, é um
antigo problema no Brasil e no mundo. A título de ilustração, segundo a Organização das Nações
Unidas, só no ano de 2019, 17,8% das mulheres, em todo o mundo, sofreram violência física ou
sexual. Ou seja, aproximadamente 1 em cada 5 mulheres foi violentada por alguém do seu
vínculo afetivo só no ano passado. Em paralelo, no Brasil, no ano de 2018, mais de 500 mulheres
foram agredidas por hora, sendo que 76% dos agressores eram conhecidos da vítima, podendo
ser um companheiro, ex-companheiro ou vizinho. Dentre as múltiplas manifestações que a
violência contra a mulher pode tomar, certamente a violência doméstica é uma de suas facetas
mais cruéis e mais presentes na vida social.
Com a adoção das medidas de distanciamento social, preconizadas pela Organização Mundial da
Saúde, temos as mulheres sendo obrigadas a conviverem com seus agressores 24 horas por dia,
7 dias na semana. E sim, estar em casa com seu companheiro pode ser o local mais perigoso
para uma mulher. Desta maneira, intuitivamente, já se esperava aumento de casos de violência
doméstica, porque o isolamento leva ao aumento do tempo de exposição da mulher com seu
agressor.
Disso, decorrem pelo menos duas implicações que nos ajudam a entender a situação: uma delas
é o aumento da tensão e do estresse, que pode levar as pessoas a ficarem mais irritadas e
agressivas. Por exemplo, em estudo feito pela UERJ mostra que os casos de estresse cresceram
80% desde o início da pandemia. Com o aumento do estresse, situações de violência dentro do
lar passam a ser mais frequentes ou acontecem pela primeira vez. Além da saúde emocional,
fatores econômicos são também fundamentais para compreendermos o crescimento da violência
doméstica no Brasil.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
70 Exibições
por eduardagomez
1 Respostas 
111 Exibições
por Zenebra
10 Respostas 
593 Exibições
por Mylike
0 Respostas 
54 Exibições
por Meson
1 Respostas 
89 Exibições
por Zenebra
Violência doméstica contra crianças
por KauanKel18    - In: Outros temas
4 Respostas 
594 Exibições
por GeovanaAnt
Violência doméstica contra crianças no Brasil
por nauaC    - In: Outros temas
2 Respostas 
70 Exibições
por nauaC
1 Respostas 
114 Exibições
por Zenebra
1 Respostas 
76 Exibições
por Zenebra
1 Respostas 
60 Exibições
por Zenebra
Ataques cibernéticos

No mundo atual em que vivemos , basicamente tudo s[…]

Segundo a história da idade medieval as mul[…]

Segundo o Ex-Presidente da República do Chi[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM