Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#44307
Segundo a Constituição Federal de 1988, é direito de todo cidadão ter acesso a uma moradia digna de viver, sendo essa uma garantia do Estado. Entretanto, a realidade difere do que está escrito no papel, visto que milhares de brasileiros vivem em situação de rua. Essa deplorável realidade persiste devido não só à segregação socioespacial dos centros urbanos, mas também à incapacidade governamental de acolher as populações necessitadas. Nesse sentido, é fundamental a intervenção sobre esse grave problema.
A princípio, a forte segregação existente nos espaços urbanos contribui com as más condições dos desabrigados. No livro "Capitães da Areia", do escritor baiano Jorge Amado, retrata-se o difícil cenário vivido por um grupo de crianças em situação de rua, havendo uma constante luta pela sobrevivência. Nessa perspectiva, conforme a arte imita a vida, milhares de brasileiros desabrigados enfrentam condições precárias por serem marginalizados, recorrendo a trabalhos informais e, muitas vezes, ao crime, como ocorre no livro. Isso se origina da exclusão socioespacial dos centros urbanos, já que o aumento do custo de vida, atrelado à mercantilização da terra, não leva em consideração a população com poucas condições financeiras. Assim, percebe-se que os desabrigados são vítimas de um sistema desigual colaborador da realidade vista na ficção e no contexto real.
Além disso, a ineficácia de acolhimento por parte do governo impede a plenitude da garantia do direito à moradia. Apesar da existência de projetos que visam amenizar a situação, como o "Minha Casa Minha Vida", ainda é perceptível a continuidade do problema pelo país. De acordo com o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), em 2020, há mais de 200 mil pessoas em situação de rua no Brasil, as quais enfrentam cenários degradantes constantes, a exemplo do frio intenso, da exposição a assaltos e da carência alimentar. Nesse contexto, o descaso estatal é um grande contribuinte dessa problemática.
Portanto, nota-se que a condição da população em situação de rua no Brasil exige ações interventivas. Dessa forma, é necessário que os governos estaduais promovam medidas de integração desses grupos humanos, como maiores oportunidades de emprego e construção de imóveis mais acessíveis, por meio de incentivos fiscais às imobiliárias, no intuito de diminuir o impacto da segregação. Ademais, o Ministério do Desenvolvimento Social deve construir casas de acolhimento que forneçam recursos vitais aos sem-teto, como refeições e segurança. Com isso, o direito constitucional da moradia será mais bem garantido.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#44466
@Juancrs

Erros
Correção
Comentários
Os 5 elementos
Outras observações

Introdução

Segundo a Constituição Federal de 1988, é direito de todo cidadão ter acesso a uma moradia digna de viver, sendo essa uma garantia do Estado. Entretanto, a realidade difere do que está escrito no papel, visto que milhares de brasileiros vivem em situação de rua. Essa deplorável realidade persiste devido não só à segregação socioespacial dos centros urbanos, mas também à incapacidade governamental de acolher as populações necessitadas. Nesse sentido, é fundamental a intervenção sobre esse grave problema.
Boa introdução, não percebi problemas aparentes!

Desenvolvimento 1
A princípio, a forte segregação existente nos espaços urbanos contribui com as más condições dos desabrigados. No livro "Capitães da Areia", do escritor baiano Jorge Amado, retrata-se o difícil cenário vivido por um grupo de crianças em situação de rua, havendo uma constante luta pela sobrevivência. Nessa perspectiva, conforme a arte imita a vida, milhares de brasileiros desabrigados enfrentam condições precárias por serem marginalizados, recorrendo a trabalhos informais e, muitas vezes, ao crime, como ocorre no livro. Isso se origina da exclusão socioespacial dos centros urbanos, já que o aumento do custo de vida, atrelado à mercantilização da terra, não leva em consideração a população com poucas condições financeiras. Assim, percebe-se que os desabrigados são vítimas de um sistema desigual colaborador da realidade vista na ficção e no contexto real.
Muito bom, bem organizado, argumentativo, faz bom uso de conectivos!

Desenvolvimento 1
Além disso, a ineficácia de acolhimento por parte do governo impede a plenitude da garantia do direito à moradia. Apesar da existência de projetos que visam amenizar a situação, como o "Minha Casa Minha Vida", ainda é perceptível a continuidade do problema pelo país. De acordo com o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), em 2020, há mais de 200 mil pessoas em situação de rua no Brasil, as quais enfrentam cenários degradantes constantes, a exemplo do frio intenso, da exposição a assaltos e da carência alimentar. Nesse contexto, o descaso estatal é um grande contribuinte dessa problemática.
Nesse parágrafo faltou argumentar mais um pouco, ficou limitada e pouco aprofundada!

Conclusão
Portanto, nota-se que a condição da população em situação de rua no Brasil exige ações interventivas. Dessa forma, é necessário que os governos estaduais (agente) promovam medidas de integração desses grupos humanos (ação), como maiores oportunidades de emprego e construção de imóveis mais acessíveis (detalhamento), por meio de incentivos fiscais às imobiliárias (meio/modo), no intuito de diminuir o impacto da segregação (efeito/finalidade). Ademais, o Ministério do Desenvolvimento Social (agente) deve construir casas de acolhimento que forneçam recursos vitais aos sem-teto, como refeições e segurança (ação). Com isso, o direito constitucional da moradia será mais bem garantido (efeito/finalidade).
Sua proposta 1 está completa!

A meu ver, você peca na C3 devido a argumentação rasa no desenvolvimento 2. De resto, tudo ok! Parabéns, amei :D

Isabela00 Obrigado!!

A constituição de 1988 documento jur[…]

Falar de saúde é sério, imagi[…]

GlendaMorais corrige pra mim por favor.

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM