Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por dudaramos1
#44213
De acordo com a Constituição Federal de 1988 todos são iguais perante à lei e têm direito à igualdade, sem distinção de qualquer natureza. Entretanto, a questão da igualdade racial no Brasil, se faz distinta, tendo em vista que as pessoas de pele preta são inferiorizadas pelo meio social. Isso se deve ao preconceito enraizado na sociedade e a banalização da prática racista. Desse modo, são necessários caminhos para o combate dessas ações.

Em primeira instância, é importante salientar como o preconceito enraizado na sociedade corrobora para a evolução da problemática. Na série canadense "Anne with an e", Bash um homem negro, fugindo da escravidão, decide se mudar para Avonlea, uma comunidade onde se encontra apenas pessoas brancas, e por isso, é alvo de diversas formas de preconceito. Após a referida analogia, fica explícito como as pessoas de pele retinta são vistas por uma óptica preconceituosa e repleta de rótulos. Todavia, na contemporaneidade, os negros alcançaram o direito de denunciarem, caso sofram qualquer tipo de discriminação sofrida. Tal conquista foi um grande avanço para essa taxa da população, além de ser consequência de muitos anos de lutas e batalhas enfrentadas.

Ademais, a banalização da prática racista também é um grande impasse para a conquista da igualdade racial no Brasil. Em consoante à filósofa judia Hannah Arendt em sua teoria "banalidade do mal", o comportamento preconceituoso e xenófobo é realizado inconscientemente quando normalizado pelo grupo social. Dessa maneira, observa-se que a normalização desse ato tão nocivo estabelece que o inconsciente humano tem o poder de tornar a prática como neutra, e aceitar que pensamentos de uma maneira racista são aceitáveis, pois a forma mecânica de pensar já foi instaurada. Consequentemente, se auto policiar é essencial para a desconstrução desses pensamentos retrógrados e absurdos.

Portanto, entende-se diante do exposto, a real necessidade das escolas realizarem discussões e rodas de conversa acima da questão racial no Brasil, por intermédio de palestras, principalmente em instituições de ensino em que o bullying com crianças e jovens negros é recorrente, a fim de deixar explícito como o racismo é uma prática abominável e inadequada. Dessa forma, é possível garantir a igualdade prevista na Constituição Federal.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 170

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 170

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

Avatar do usuário
Por Ashiley
#44462
@dudaramos1

Erros
Correção
Comentários
Os 5 elementos
Outras observações

Introdução
De acordo com a Constituição Federal de 1988 todos são iguais perante à lei e têm direito à igualdade, sem distinção de qualquer natureza. Entretanto, a questão da igualdade racial no Brasil, se faz distinta, tendo em vista que as pessoas de pele preta escura são inferiorizadas pelo meio social. Isso se deve ao preconceito enraizado na sociedade e a banalização da prática racista. Desse modo, são necessários caminhos para o combate dessas ações.
Boa introdução, não vi problemas aparentes!

Desenvolvimento 1
Em primeira instância, é importante salientar como o preconceito enraizado na sociedade corrobora para a evolução da problemática. Na série canadense "Anne with an e", Bash um homem negro, fugindo da escravidão, decide se mudar para Avonlea, uma comunidade onde se encontra apenas pessoas brancas, e por isso, é alvo de diversas formas de preconceito. Após a referida analogia, fica explícito como as pessoas de pele retinta são vistas por uma óptica preconceituosa e repleta de rótulos. Todavia, na contemporaneidade, os negros alcançaram o direito de denunciarem, caso sofram qualquer tipo de discriminação sofrida (Redundância: caso sofram + sofrida, mas vi pelo seu comentário acima para ignorar :lol: ). Tal conquista foi um grande avanço para essa taxa da população, além de ser consequência de muitos anos de lutas e batalhas enfrentadas.
Bom desenvolvimento. Faz bom uso de conectivos, bem argumentativo e organizado !

Desenvolvimento 2
Ademais, a banalização da prática racista também é um grande impasse para a conquista da igualdade racial no Brasil. Em consoante à filósofa judia Hannah Arendt em sua teoria "banalidade do mal", o comportamento preconceituoso e xenófobo é realizado inconscientemente quando normalizado pelo grupo social. Dessa maneira, observa-se que a normalização desse ato tão nocivo estabelece que o inconsciente humano tem o poder de tornar a prática como neutra, e aceitar que pensamentos de uma maneira racista são aceitáveis (Aceitar que são aceitáveis? Use expressões diferentes para dizer isso), pois a forma mecânica de pensar já foi instaurada. Consequentemente, se auto policiar é essencial para a desconstrução desses pensamentos retrógrados e absurdos.
Bom desenvolvimento também, digo o mesmo do parágrafo anterior. Só se atente a observação feita!

Conclusão
Portanto, entende-se diante do exposto, a real necessidade das escolas (agente) realizarem discussões e rodas de conversa acima da questão racial no Brasil (ação), por intermédio de palestras (meio/modo), principalmente em instituições de ensino em que o bullying com crianças e jovens negros é recorrente (detalhamento), a fim de deixar explícito como o racismo é uma prática abominável e inadequada (efeito/finalidade). Dessa forma, é possível garantir a igualdade prevista na Constituição Federal.
Proposta completa!

A meu ver você peca na C1, devido desvios e na C3, em razão de trechos redundantes ou expressões que poderiam ser melhor elaboradas. Bons estudos!

No século XXI presenciamos o aumento das do[…]

De antemão, as doenças mentais est&a[…]

Glenda:Descordo totalmente ! A partir do momento […]

Pedro9 , Para mensionar é [menton]Nome[/m[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM