• Avatar do usuário
#92586
A Declaração Universal dos direitos humanos, de 1948, defende a manutenção do respeito entre os povos de uma mesma nação. No entanto, no cenário brasileiro atual, observa-se justamente o contrário, quanto a questão do divórcio precoce entre às cônjuges. Nesse contexto, percebe-se a configuração de um grave problema de contornos específicos em virtude a falta de conhecimento e da lenta mudança na mentalidade social.

Em primeiro plano, é preciso atentar para a falta de conhecimento presente na questão. Nesse sentido, o filósofo Schopenhauer defende que os limites do campo de visão de uma pessoa determinam seu entendimento a respeito do mundo. Isso justifica outra causa do problema: se as pessoas não têm acesso á informação séria sobre divórcios, sua visão será limitada, o que dificulta a erradicação do problema.

Desse modo, a sociedade possui certa dificuldade em entender que o amor construído nos casamentos antigos era, muitas vezes, falso. Tendo isso em mente, pode-se citar o trecho da música Wrecking Ball da cantora Miley Cryus "Não posso viver uma mentira, fugindo pela minha vida". Á vista disso, é notório que antigamente, as mulheres viviam como submissas, presas em um relacionamento tóxico que não podiam se livrar e eram obrigadas a continuarem casadas mesmo se sofressem maus-tratos, dado que se separassem-se seriam vistas como desonradas e sem valor. Entretanto, na sociedade contemporânea, as esposas passaram a se posicionar e não aceitar relacionamentos que apenas atrasam suas vidas.

Torna-se imperativo, então, desenvolver medidas que ajam sobre o problema. Com solução, é preciso que as escolas, em parceria com a prefeitura, promovam um espaço para rodas de conversa e debates sobre divórcios no ambiente escolar. Tais eventos podem ocorrer no período extraclasse, contando com a presença dos professores e convidados especialistas no assunto. Além disso, tais eventos não devem se limitar aos alunos, mas ser abertos à comunidade, de modo que mais pessoas compreendam questões relativas a essas separações precoces dos casais e que se tornem cidadãos mais atuantes na busca de resoluções. Em suma, é preciso que se aja sobre o problema, como defendeu Simone de Bevouir, "Cada um de nós é responsável por tudo e por todos os seres humanos".
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 173

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 187

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 187

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 187

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

0
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
1 Respostas 
86 Exibições
por Katsmoking
Que liberdade nos resta no século XXI?
por TaisSantosM    - In: Outros temas
2 Respostas 
203 Exibições
por TaisSantosM
Que liberdade nos resta no século XXI?
por TiagoSantos    - In: Outros temas
1 Respostas 
142 Exibições
por TiagoSantos
Que liberdade nos resta no século XXI?
por TiagoNICE    - In: Outros temas
9 Respostas 
598 Exibições
por TiagoNICE
12 Respostas 
684 Exibições
por LiedsonLB
Sumiço de pessoas: Por quê?
por VictorManoel    - In: Outros temas
0 Respostas 
121 Exibições
por VictorManoel
2 Respostas 
428 Exibições
por anacar12340
0 Respostas 
180 Exibições
por Aliceeis
0 Respostas 
1221 Exibições
por Aliceeis
6 Respostas 
357 Exibições
por Bebete

Na Escócia, país da Grã-Breta[…]

A água é uma questão que vem […]

Os desafios para a atenuação dos efe[…]

1 bez

bom dia, R. li seu texto e minhas observaç[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM