• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#81743
Na Magna Carta de 1988, assegura-se o direito fundamental do ser humano à saúde, em que o Estado deve prover condições necessárias a seu total exercício. No entanto, com a recente pandemia de COVID-19, o Sistema Único de Saúde sofreu com abruptas mudanças em sua logística e, por conseguinte, careceu de subsídios para o pleno atendimento de seu público, pela constante inatividade do Estado em propiciar reformas satisfatórias. Por outro lado, esta realidade foi de encontro a intensa parceria dessa instituição à pesquisas financiadas por universidades na busca por suprimentos ao combate do vírus.
Sob esse viés, ressalta-se que a súbita adaptação na estrutura de atendimento aos casos de coronavírus foi precária. Perante esta análise, conforme o Contrato Social – elaborado pelo filósofo inglês John Locke –, estaria em função do Estado dispor medidas que garantam o bem-estar coletivo. Todavia, a infraestrutura do SUS não permitia, de imediato, uma crescente expansão para acolher os enfermos, à vista da insuficiência de profissionais adequados – sem contar aqueles que tiveram a saúde mental extremamente prejudicada –, a forte demanda de insumos para o manejo correto de substâncias, como seringas e cilindros de oxigênio e a incapacidade dos órgãos competentes em auxiliar monetariamente.
Em contrapartida, o SUS, ainda que agravado, pôde, dentro de suas capacidades, fornecer à universidades certo apoio em análises laboratoriais acerca da biologia do vírus Sars-CoV-2, além de contar com o compartilhamento de recursos necessários. É notório a grande influência dessa rede hospitalar na disseminação da campanha de vacinação, a qual cumpriu com seu encargo social de ampliar a cobertura vacinal no Brasil. O CONASEMS (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde) agiu em consonância à potência de tal sistema na organização dos serviços antes listados e divulgou nas mídias digitais um programa que exibiu o excelente trabalho dos profissionais e da gestão no enfrentamento à doença.
Portanto, para uma maior valorização do SUS e difusão de suas habilidades, caberia ao Governo Federal publicar periódicos nas emissoras de televisão para enaltecer a atuação eficaz de tal entidade. Ademais, o Ministério da Saúde distribuiria contribuições financeiras na intenção de estender as atividades realizadas no sistema, podendo também instituir outras incumbências e, finalmente, atingir o mandamento institucional previsto na Constituição e o conforto comum justificado por Locke.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#81869
Parabéns!!!
Sugestões:virgulas e paralelismo;
Uso de períodos mais curtos, pontuação e, em seguinte, recursos conectivos;
Proposta de intervenção deve ser mais afirmativa. "cabe" "deve" "assiste" "distribuir"...;
Use repertórios mais variados e não se preda a um evento, período, tipo de alusão (filosóficos repetidos até que são plausíveis se bem relacionados ao tema)
:D :D :D :)
Está no caminho, veja, nessa reta final, redações nota 1000 dos Enems anteriores e dos colegas da plataforma que fizeram.
Espero ter ajudado de alguma forma, tenha uma ótima noite 😁😁😁😁😁😁!

A constituição federal de 1988, prev[…]

Invisibilidade e registro civil

A despeito de todo progresso científico e h[…]

A despeito de todo progresso científico e h[…]

O caso da xenófoba no brasil

A xenofobia é um problema não so loc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM