• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#73037
No período grego antigo, a cidade de Esparta tornava obrigatória a inserção de sua população no esporte desde crianças, pois acreditavam que a prática poderia fortalecer as habilidades dos indivíduos para possíveis guerras futuras. Com essa abordagem, nota-se a importância que o esporte tem desde os primórdios da humanidade. Entretanto, ao observar o cenário escolar hodierno, a valorização do esporte é minoritária. Isso ocorre tanto pela educação técnica presente no país quanto pela incúria estatal.
Em primeiro plano, a educação tecnicista presente historicamente nos moldes da educação brasileira corrobora com a desvalorização do esporte nas instituições. Acerca disso, o pedagogo brasileiro Paulo Freire, em seu livro "pedagogia da autonomia" retrata que a grade curricular das escolas valorizam apenas a parte técnica das disciplinas e acabam excluindo outras práticas que ajudam do desenvolvimento cognitivo e emocional, como o esporte. Nessa perspectiva, os estudantes são guiados a desvalorizar a prática de atividades físicas e consequentemente, têm seu aprendizado afetado. Dessa maneira, faz-se mister a realização de uma reforma nos parâmetros educacionais do país.
Em segundo plano, a ineficiência estatal nas escolas, tornam-nas precárias no processo de educação dos estudantes. Prova disso é a falta de investimento na contratação de professores de educação física e a infraestrutura precária para a prática das atividades. Sob esse viés, o sociólogo polonês Zygmunt Bauman, considera instituições do tipo "zumbi" aquelas que existem na teoria, entretanto são inertes na prática, assim como o Ministério da Educação. Nessa conjuntura, o Ministério, como órgão ligado ao Estado, negligencia o investimento no esporte e na infraestrutura, assim, segregados os alunos do bom desenvolvimento mental e físico. Por conseguinte, é fulcral que o Ministério da Educação direcione mais atenção às escolas por meio de políticas públicas.
Em suma, são necessárias medidas exequíveis a fim de tornar explícita a valorização dos esportes nas escolas. Portanto, é de extrema importância que o Ministério da Educação, por meio de renda governamental, contrate pedagogos e professores de educação física para reformular a grade curricular das escolas no que tange a prática de esportes, assim, os estudantes poderão usufruir de um bom sistema educacional. Ademais, urge que o Poder Executivo, direcione renda para as secretarias de educação de cada estado brasileiro com o fito de realizar reformas na estrutura das instituições e contratar mais professores para auxiliar na prática de esportes. Sendo assim, a valorização do esporte vista em Esparta, será aplicada no desenvolvimento escolar dos estudantes brasileiros.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#73081
Oiii @rnjun, tudo bem??? Antes de começar a corrigir sua redação, eu gostaria de deixar claro que ainda estou no começo do meu processo de aprendizagem então, por favor, me perdoe se errar algo, ok? Sinta-se livre para contestar qualquer parte desta análise.

observações
comentários
possíveis erros
reescrita/correção
desnecessário


introdução

No período grego antigo, a cidade de Esparta tornava obrigatória a inserção de sua população no esporte desde crianças, pois acreditavam que a prática poderia fortalecer as habilidades dos indivíduos para possíveis guerras futuras. Com essa abordagem, nota-se a importância que o esporte tem desde os primórdios da humanidade. Entretanto, ao observar o cenário escolar hodierno, a valorização do esporte é minoritária. Isso ocorre tanto pela educação técnica presente no país quanto pela incúria estatal.

Introdução impecável, ótimo uso do repertório!


d1

Em primeiro plano, a educação tecnicista presente historicamente nos moldes da educação brasileira corrobora com a desvalorização do esporte nas instituições. Acerca disso, o pedagogo brasileiro Paulo Freire, em seu livro "pedagogia da autonomia" retrata que a grade curricular das escolas valorizam apenas a parte técnica das disciplinas e acabam excluindo outras práticas que ajudam do desenvolvimento cognitivo e emocional, como o esporte. Nessa perspectiva, os estudantes são guiados a desvalorizar a prática de atividades físicas e[,] consequentemente, têm seu aprendizado afetado. Dessa maneira, faz-se mister a realização de uma reforma nos parâmetros educacionais do país.


d2

Em segundo plano, a ineficiência estatal nas escolas, tornam-nas precárias no processo de educação dos estudantes. Prova disso é a falta de investimento na contratação de professores de educação física e a infraestrutura precária para a prática das atividades. Sob esse viés, o sociólogo polonês Zygmunt Bauman, considera instituições do tipo "zumbi" aquelas que existem na teoria, entretanto[,] são inertes na prática, assim como o Ministério da Educação. [vc conseguiu me arrancar uma risada genuína com essa patada no mec, obrigada kkkkk] Nessa conjuntura, o Ministério, como órgão ligado ao Estado, negligencia o investimento no esporte e na infraestrutura, assim, segregados [privando] os alunos do bom desenvolvimento mental e físico. Por conseguinte, é fulcral que o Ministério da Educação direcione mais atenção às escolas por meio de políticas públicas.

Argumentação incrível, muito bem!

conclusão

agente
ação
modo/meio
intuito
detalhamento

Em suma, são necessárias medidas exequíveis a fim de tornar explícita a valorização dos esportes nas escolas. Portanto, é de extrema importância que o Ministério da Educação, por meio de renda governamental, contrate pedagogos e professores de educação física para reformular a grade curricular das escolas no que tange a prática de esportes, assim, os estudantes poderão usufruir de um bom sistema educacional. Ademais, urge que o Poder Executivo, direcione renda para as secretarias de educação de cada estado brasileiro com o fito de realizar reformas na estrutura das instituições e contratar mais professores para auxiliar na prática de esportes. Sendo assim, a valorização do esporte[,] vista em Esparta será aplicada no desenvolvimento escolar dos estudantes brasileiros.

Proposta completa, apenas tente deixar o detalhamento um pouquinho mais explícito na próxima vez.

É isso! Parabéns pelo seu desempenho na redação, continue treinando e conte comigo para o que precisar <3
Saúde Pública no Brasil

OLÁ! Tudo bem? Espero que seu dia estej[…]

3m1ly aaah muito obrigada pela correç&ati[…]

Consumismo no Brasil

Eraldonunes eurodrigo Gi69 Anne24 Lol[…]

Jean Jaques Rosseau, filósofo iluminista, a[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM