Página 1 de 1

Valorização do esporte no desenvolvimento escolar

Enviado: 18 Jul 2021 19:43
por Dhamarys
O filme “Coach Carter, treino para a vida” aborda a realidade vivida por estudantes atletas de um time de basquete norte-americano. Durante o desencadeamento da estória, os atletas começam a ter um baixo rendimento escolar, até que o novo treinador, Carter, faz com que os jovens sobressaiam tanto na quadra quanto nos estudos. De maneira análoga ao filme, muitos cidadãos brasileiros sofrem com a questão da valorização do esporte no desenvolvimento escolar no hodierno. Tal realidade se deve, majoritariamente, à negligência educacional e à passividade governamental.

Sob esse viés, é lícito postular a negligência educacional como influenciadora para perpetuação da desvalorização do esporte para o desenvolvimento escolar no Brasil. Nessa perspectiva, a citação do ex-presidente norte-americano Benjamin Franklin: “Investir em conhecimento rende sempre os melhores juros”, mostra um impasse presente no âmbito educacional brasileiro, haja vista que muitos indivíduos não receberam uma educação com investimentos que revelasse a notoriedade da prática de esportes para o crescimento acadêmico. Logo, pela falta de conhecimento sobre a importância do esporte para o desenvolvimento escolar, as pessoas não praticam exercícios físicos e, consequentemente, não apresentam um bom desenvolvimento na escola.

Outrossim, é imperativo pontuar a passividade dos governantes como fator impulsionador para baixa valorização do esporte no âmbito estudantil no país. Nesse sentido, conforme a Constituição Federal, promulgada em 1988, é direito de todos o acesso à educação e cultura. No entanto, o ínfimo investimento governamental voltado para o aprimoramento das infraestruturas das escolas públicas brasileiras, evidencia uma deturpação no ideal da Constituição, visto que os estudantes não têm o desenvolvimento escolar de qualidade, porque, por muitas vezes, eles não conseguem praticar esportes na escola. Com isso, pela desvalorização por parte do próprio governo, muitos indivíduos não conhecem os benefícios do esporte.

Portanto, urge que medidas sejam tomadas para fomentar a valorização do esporte no desenvolvimento escolar no Brasil. Sendo assim, sugere-se que o Ministério da Educação, cuja função é garantir o conhecimento a todos, juntamente ao Ministério da Cidadania, incorpore na BNCC (Base Nacional Comum Curricular) a obrigatoriedade da prática de esportes desde o Ensino Infantil ao Médio. Essa ação precisa unir as demais áreas de conhecimento, como linguagens, ciências humanas, exatas e natureza, à educação física, por meio de uma distribuição de pontos específica, para estimular o estudante a praticar exercícios físicos e ser beneficiado no esporte e no ambiente acadêmico. Em seguida, é imprescindível investimentos voltados para melhorias das quadras e espaços de prática de esporte nas escolas públicas brasileiras, de modo a deixar o espaço mais equipado e atrativo para os alunos. Dessa forma, espera-se que os alunos brasileiros sobressaiam na quadra e nos estudos assim como os estudantes atletas do filme “Coach Carter, treino para a vida”.