Propostas já cobradas
  • Avatar do usuário
#2230
REDAÇÃO

Atenção: Conforme Edital do Concurso, Capítulo IX, itens:
“4. Será atribuída nota ZERO à Redação que:
  1. fugir à modalidade de texto solicitada e/ou ao tema proposto;
  2. apresentar textos sob forma não articulada verbalmente (apenas com desenhos, números e palavras soltas ou em
    versos) ou qualquer fragmento de texto escrito fora do local apropriado;
  3. for assinada fora do local apropriado;
  4. apresentar qualquer sinal que, de alguma forma, possibilite a identificação do candidato;
  5. for escrita a lápis, em parte ou em sua totalidade;
  6. estiver em branco;
  7. apresentar letra ilegível e/ou incompreensível.

5. A folha para rascunho no Caderno de Provas é de preenchimento facultativo. Em hipótese alguma o rascunho elaborado
pelo candidato será considerado na correção da Prova de Redação pela Banca Examinadora.
6. Na Prova de Redação, deverão ser rigorosamente observados os limites mínimo de 20 (vinte) linhas e máximo de 30
(trinta) linhas, sob pena de perda de pontos a serem atribuídos à Redação.
7. A Prova de Redação terá caráter eliminatório e classificatório e será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem),
considerando-se habilitado o candidato que nela obtiver nota igual ou superior a 50 (cinquenta) pontos.”


Instruções: NÃO é necessário colocar título na Prova de Redação.

Texto I

Conforme uma frase do poeta inglês Wordsworth, “o menino é o pai do homem”: nossa primeira raiz, a mais funda,
vem do garoto alegre ou maltratado em casa; da menina que se sentia amada ou brutalizada; até o fim guerreamos com
aquelas arcaicas realidades ou fantasmas, e guerrear é parte do destino humano. Somos filhos das crianças que fomos.
Nosso comportamento adulto é assim marcado, mas não fatalmente determinado.
(Adaptado de: LUFT, Lya. Disponível em: http://www.veja.abril.com.br)

Texto II

As pesquisas sobre o desenvolvimento infantil deram um passo fenomenal, recentemente, ancoradas em um
princípio: se é verdade que o cérebro de um adulto se forma na primeiríssima infância, se é verdade que o menino é o pai
do homem, saber o que se passa com um bebê é crucial. Já se descobriu que durante os primeiros anos de vida, o
cérebro é extremamente sensível a novas experiências − para o bem e para o mal. Situações negativas podem causar
alterações químicas e elétricas, prejudicando a arquitetura cerebral.
(Adaptado de: Revista Veja, 14/01/15)

Considerando o que se afirma nos Textos I e II, desenvolva um texto dissertativo-argumentativo a respeito do tema:

O menino é o pai do homem: o peso da infância na vida adulta.

Download baixar folha de rascunho prova:
#20728
Tomando como referência o ditado popular “Tal pai, tal filho”; muitas vezes atribuído a determinada atitude de um individuo, a qual é comparada a de seu genitor; podemos observar que o ambiente familiar influência no desenvolvimento do individuo. No entanto, no que diz respeito ao desenvolvimento infantil, devemos tomar alguns cuidados tendo como base a reflexão desse ditado.
Muitos estudiosos afirmam que as pessoas e o ambiente em que vivemos influenciam nosso modo de agir. Contudo, diante dessa afirmação é triste constatar que a violência familiar influência no desenvolvimento infantil de forma negativa. Segundo pesquisas, situações negativas podem causar alterações químicas e elétricas, prejudicando a arquitetura cerebral. Não podemos deixar essa fatalidade determinar o comportamento de nossas crianças.
Portanto, se quisermos um futuro melhor para o nosso país, é necessário garantir um desenvolvimento de qualidade para nossas crianças. Para isso, primeiramente, é dever da família estar atenta nas atitudes e nos comportamentos que tomam diante das crianças. Já o Estado tem que estar pronto para agir, principalmente em situações mais graves, e detectar possíveis suspeitas de abuso e agressão, mantendo sempre um olhar atento no comportamento de cada criança para que assim que houver um caso suspeito o Estado já tome as devidas precauções e intervenções. A escola é o principal local onde o Estado pode estar implantando esse tipo de medidas.
Através de certas atitudes podemos caminhar para um futuro melhor; e lembrem-se: “O menino é pai do homem!”
#53493
Uma criança é como um quadro em branco, onde cada um que entra em contato, pode rabiscar. Isto quer dizer que o meio em que um novo ser humano vive moldará sua personalidade e isto definirá suas ações no futuro. A superproteção dos pais, ou até o abuso de alguém influenciará esse novo indivíduo e deixará marcas boas ou ruins.
Pais que protegem os filhos além do necessário podem causar comportamentos inadequados nos jovens, pois eles terão a convicção que por mais errados que estejam, seus pais os apoiarão custe o que custar, tirando dos pequenos o senso de limite. Por outo lado a superproteção pode causar um forte desejo de liberdade, o que pode ser perigoso quando este desejo for exagerado.
Do contrário, se os pais forem mais libertinos com relação a educação dos filhos, a perda do senso de limite também poderá ser acarretada, mas também poderá induzir um forte senso de independência. A maneira como cada criança reagirá é o que irá definir sua personalidade e por conseguinte, influenciará sua vida adulta.
Portanto fica claro que o adulto leva consigo o que passou quando criança, e é preciso saber dosar o que é escrito quando o quadro está em branco tendo em mente que tudo que é exagerado pode fazer mal. Os adulto, por outro lado, poderão escolher como reagirão aos seus estímulos externos, podendo escolher ser alguém melhor que ontem.

Durante está crise da pandemia, agrava-se c[…]

Na literatura cinematográfica “Ela da[…]

No filme o menino do pijama listrado, é ret[…]

O combate as epidemias no Brasil

A crescente virtude de epidemias no Brasil est&aac[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM