• Avatar do usuário
#64071
A questão do trabalho infantil no Brasil tem origem desde o início da colonização do país e nunca foi dada a devida importância, tendo em vista que esse problema vem acontecendo há muito tempo e, além disso, o labor infantil vem se agravando nos últimos anos. Sobre esse infortúnio , convém analisarmos as principais causas, consequências e possível solução para esse impasse.

Inicialmente, podemos entender que a pobreza é uma das principais causas do trabalho infantil. Conforme os dados do IBGE em 2019, o Brasil tinha 38,3 milhão de crianças e adolescentes com idades entre 5 e 17 anos, das quais 1,8 milhão estavam em situação de trabalho. Modo de custosa solução também quando, defronte de tantos desgostos sociais, ameaças até mesmo para a sobrevivência, a sociedade em geral expõe o pensamento de que mais certo é a criança estar trabalhando do que ser sujeitada à agressão, ou a outras práticas ilícitas ou auto-destrutivas, mas, verdadeiramente, uma coisa não se opõe a outra: não é adequado para crianças e adolescentes estar trabalhando, assim como não é plausível que estejam incluídos na violência, ou expostos aos riscos contemporâneos.

Em consequência do trabalho infantil, pode-se mencionar o baixo rendimento e abandono escolar. Com base nos dados do G1, o Brasil possui 2.486.245 crianças e adolescentes de 4 e 17 anos fora da escola. “O número é preocupante, pois afeta principalmente as crianças mais vulneráveis” afirma Priscila Cruz. Logo, Isso vem a ser prejudicial para essas crianças e o estado não pode aceitar a postura que os pais e responsáveis têm de não colocá-las em uma escola.

Em vista dos argumentos apresentados, conclui-se que o trabalho infantil é um dos desafios mais enfrentados na realidade brasileira. Para haver mudanças, é importante que o Governo tome as devidas providências, as atitudes e as práticas devem ser alteradas, como : fazer com que responsáveis dessas crianças e adolescentes matriculem elas na escola e que não a abandonem antes de terminar a escolaridade básica. São necessárias campanhas de sensibilização e alerta para que as pessoas evitem o trabalho infantil no Brasil, acabando de uma vez por todas com o sofrimento dessas crianças e trazendo de volta a alegria e uma infância digna.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Desemprego. Falência. Fome. Estas palavras d[…]

Desemprego. Falência. Fome. Estas palavras d[…]

A constituição Federal de 1988,docum[…]

No Brasil, cerca de 14 (quatorze) milhões d[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM