Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#50147
A constituição federal de 1988, o documento jurídico de maior importância do país, prediz em seu artigo 6º, o direito a saúde como essencial a todo cidadão brasileiro. Todavia, tal prerrogativa não tem se demonstrado com destaque na prática quando se observa o os obstáculos na doação de sangue no Brasil, dificultando, assim, a universalização deste importante direito social. Perante desta compreensão, faz-se imperiosa a análise das razões que favorecem este quadro.
Em uma primeira análise, deve-se salientar a carência de medidas governamentais para combater a falta de doadores de sangue. Neste sentido, o maior obstáculo para a doação de sangue no país é o descaso do Estado. Esta circunstância, de acordo com os ideais do filósofo John Locke, se enquadra como uma contravenção do “contrato social”, já que o Estado não cumpre sua função de assegurar que os cidadão usufruem de seus direitos indispensáveis, como a saúde, o que infelizmente é evidente no país.
Outrossim, é fundamental apontar a descriminação contra homossexuais como motivador desta falta de doadores no Brasil. Pois, muitos homossexuais estão dispostos a doar seu sangue mas são impedidos por lei. À vista de tal exposto se a lei contra a doação de homossexuais for derrubada, este sangue doado por eles ajudará milhares de pessoas necessitadas. Portanto, é inconcebível que este fato continue a perdurar.
Compreenda-se, portanto, a urgência de se combater esses obstáculos. Para tal, é fundamental que o Governo, por meio de uma ação, para aumentar o número de doadores de sangue, não somente incluir os homossexuais que estão sendo excluídos, mas também incentivar o aumento de doadores, a fim de acabar com a falta de sangue nos bancos. Consequentemente, se estabelecerá uma sociedade mais justa, onde o Estado efetua corretamente seu “contrato social”, tal como diz John Locke.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Na novela "O tempo não para", &ea[…]

A constituição federal de 1988 - Nor[…]

Você acha que eu posso chegar aos 800+ no E[…]

No filme "Wall-E" é retratado um […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM