Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#47615
TEMA: OCUPAÇÃO URBANA DESORDENADA NO BRASIL



No livro ‘’O Cortiço’’, de Aluísio Azevedo, é retratado o início da urbanização brasileira no século XX. Demonstrando os impactos inovadores desse processo, em contraste com o surgimento dos primeiros entraves citadinos. Dessa maneira, à medida que tal transformação do espaço possibilitou o desenvolvimento econômico e industrial do país, as consequências sociais dessa ocupação tardia e desequilibrada perduraram na atualidade. Nesse sentido, a negligência elaborativa é a principal causa das adversidades habitacionais e de locomobilidade resultantes desse panoramadg problemático.

Em primeira análise, cabe pontuar que a ausência de um planejamento eficaz comprometeu a dinâmica urbana nacional. De acordo com o geógrafo Milton Santos, há uma dicotomia locacional dentro das próprias cidades, em razão do tratamento não equânime oferecido pelo Estado as diferentes conjunturas presentes nesses ambientes. À vista disso, essa lógica foi fomentada a partir do acelerado e imoderado preenchimento dessas regiões, no qual os centros não estavam preparados estruturalmente para a alta taxa de imigração interna e externa, dado que o acesso à moradia digna, ao saneamento e à segurança propostos no artigo 6° da Constituição Federal de 1988 não garantido universalmente por meio de uma ordenação prévia. Com efeito, ocorreu a marginalização espacial da população menos favorecida inserida nesse contexto, direcionando-a para áreas insalubres e sem serviços básicos, enquanto a atenção governamental é marjoratoriamente orientada ao bem estar da classe média alta. Perante isso, entende-se o porquê da grande distinção social ocupacional no Brasil.

Em segunda análise, vale ressaltar, ainda que o não asseguramento residencial e a mobilidade deficitária são aspectos decorrentes da desordem sistemática das cidades. Dessa forma, segundo a filósofa alemã Hannah Arendt, o lugar público é determinante da plena democracia e integralidade do indivíduo. Contudo, denota-se que tal circunstância não é executada, uma vez que a existência de aglomerados subnormais, déficit domiciliar, ruas que não permitem a movimentação de pessoas com limitação física e transportes incapazes de atender produtivamente o corpo social são obstáculos que tornam o sujeito minimizado em um âmbito que deveria lhe proporcionar soberania e totalidade. Sendo assim, a origem dessa situação advém da irregular administração primária do processo de urbanização, bem como narrado na obra de Azevedo anteriormente citada, em que o controle da qualidade do espaço para o cidadão foi posto em último plano em relação a progressão comercial e fabril. Por conseguinte, apreende-se os transtornos consequentes dessa falha gerencial.

Em suma, é mister que medidas sejam tomadas para reverter os empecilhos acerca da habitação da urbe. Desse modo, urge que o Ministério das Cidades invista em projetos de reconfiguração das capitais e territórios não rurais, formulados, especificamente, por urbanistas e arquitetos, através do subsídio Federal e privado, a fim de que essas zonas sejam otimizadas e os problemas superados, cumprimento, portanto, a indicação da Carta Magna.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#47649
Contextualização
Apresentação do tema
Tese
Tópico Frasal
Dados
Argumentação
Arrematação da Tese
Arrematação de tese na conclusão
Elementos da proposta de intervenção
Frase de efeito
Termos coesivos
Comentários

No livro ‘’O Cortiço’’, de Aluísio Azevedo, é retratado o início da urbanização brasileira no século XX. Demonstrando os impactos inovadores desse processo, em contraste com o surgimento dos primeiros entraves citadinos. Dessa maneira, à medida que tal transformação do espaço possibilitou o desenvolvimento econômico e industrial do país, as consequências sociais dessa ocupação tardia e desequilibrada perduraram na atualidade. Nesse sentido, a negligência elaborativa é a principal causa das adversidades habitacionais e de locomobilidade resultantes desse panoramadg ( panorama)problemático.( Boa! Contextualiza, apresenta o tema e a tese!)

Em primeira análise, cabe pontuar que a ausência de um planejamento eficaz comprometeu a dinâmica urbana nacional. De acordo com o geógrafo Milton Santos, há uma dicotomia locacional dentro das próprias cidades, em razão do tratamento não equânime oferecido pelo Estado as diferentes conjunturas presentes nesses ambientes. À vista disso, essa lógica foi fomentada a partir do acelerado e imoderado preenchimento dessas regiões, no qual os centros não estavam preparados estruturalmente para a alta taxa de imigração interna e externa, dado que o acesso à moradia digna, ao saneamento e à segurança propostos no artigo 6° da Constituição Federal de 1988 não garantido universalmente por meio de uma ordenação prévia. Com efeito, ocorreu a marginalização espacial da população menos favorecida inserida nesse contexto, direcionando-a para áreas insalubres e sem serviços básicos, enquanto a atenção governamental é marjoratoriamente orientada ao bem estar da classe média alta. Perante isso, entende-se o porquê da grande distinção social ocupacional no Brasil.( Nesse desevolvimento senti que sua argumentação foi expositiva apenas. Note que você apresentou fatos e mais fatos. Contou uma história , mas não argumentou sobre ela, não expressou opinião. Cuidado com isso!)


Em segunda análise, vale ressaltar, ainda que o não asseguramento residencial e a mobilidade deficitária são aspectos decorrentes da desordem sistemática das cidades. Dessa forma, segundo a filósofa alemã Hannah Arendt, o lugar público é determinante da plena democracia e integralidade do indivíduo. Contudo, denota-se que tal circunstância não é executada, uma vez que a existência de aglomerados subnormais, déficit domiciliar, ruas que não permitem a movimentação de pessoas com limitação física e transportes incapazes de atender produtivamente o corpo social são obstáculos que tornam o sujeito minimizado em um âmbito que deveria lhe proporcionar soberania e totalidade. Sendo assim, a origem dessa situação advém da irregular administração primária do processo de urbanização, bem como narrado na obra de Azevedo anteriormente citada, em que o controle da qualidade do espaço para o cidadão foi posto em último plano em relação a progressão comercial e fabril. Por conseguinte, apreende-se os transtornos consequentes dessa falha gerencial.(Nesse desenvolvimento sua argumentação está ok! Sem exposição. É necessário que seja assim, que fale das contradições que existem sobre a temática e correlacione com seu contexto!)

Em suma, é mister que medidas sejam tomadas para reverter os empecilhos acerca da habitação da urbe. Desse modo, urge que o Ministério das Cidades ( Agente)invista em projetos de reconfiguração das capitais e territórios não rurais, ( Ação)formulados, especificamente, por urbanistas e arquitetos, através do subsídio Federal e privado, ( Meio)a fim de que essas zonas sejam otimizadas e os problemas superados, cumprimento, portanto, a indicação da Carta Magna.( Finalidade)( Conclusão incompleta! Faltou detalhamento da proposta!)

VocÊ disserta bem, mas cuidado com a argumentação expositiva e a proposta de intervençõa.
No mais eh só !
#47650
9201 Cuidado com o tamanho do seu texto. Se couber na folha tudo bem, mas lembre-se não pode passar as 30 linhas no papel!
#47673
@GlendaMorais, Mas o detalhamento não é quela parte ''formulados, especificamente, por urbanistas e arquitetos,''? isso não conta como detalhamento?

Realmente, no desenvolvimento 1 minha argumentação não foi forte :// Vou tentar melhorar na próxima.

Consegui escrever em 30 linhas, fiz os desenvolvimentos grandes e a conclusão em 4 linhas. (Sempre escrevo no papel e depois passo para o word, daí parece maior mesmo)
#47677
bylaabs escreveu:@GlendaMorais, Mas o detalhamento não é quela parte ''formulados, especificamente, por urbanistas e arquitetos,''? isso não conta como detalhamento?

Realmente, no desenvolvimento 1 minha argumentação não foi forte :// Vou tentar melhorar na próxima.

Consegui escrever em 30 linhas, fiz os desenvolvimentos grandes e a conclusão em 4 linhas. (Sempre escrevo no papel e depois passo para o word, daí parece maior mesmo)
Sua letra deve se em miniatura mas tudo bem kk kkk! Em relação ao detalhamento , você poderia ter trabalhado mais mesmo !
“ invista em projetos de reconfiguração das capitais e territórios não rurais, formulados, especificamente, por urbanistas e arquitetos, “ para mim tudo isso pareceu realmente a ação! O detalhamento seria como esses projetos agiriam! Eles seria formulados de que maneira ? Como as capitais se reconfigurarão ? Com paisagismo! Com restruturação ? Infraestutura? Se você perceber o” por urbanistas e arquitetos eu poderia até dizer que seria o meio! Eh o mesmo que eu dizer: formulados, especificamente ( a partir , por meio, por , por intermédio, devido à ação de) urbanistas e arquiteto!

Espero ter ajudado!
#47678
bylaabs escreveu:@GlendaMorais, Achei que ''investir em projetos de reconfiguração'' era a ação :/
Mais eu coloquei como ação minha flor!
“ invista em projetos de reconfiguração das capitais e territórios não rurais, ( Ação)”

Aonde achar a minha redação corrigid[…]

Onde escrevo minha redação?

Evasão Escolar

De acordo com o filósofo Aristóteles[…]

Brasil deprimido

O Brasil é o país que tem mais pesso[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM