Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#50127
Segundo a Lei da Inércia, do cientista inglês Isaac Newton, a tendência dos corpos, quando nenhuma força é exercida sobre eles, é permanecer em seu estado natural. De maneira análoga, é possível perceber que questões relacionadas aos caminhos para resolver a questão do analfabetismo no Brasil permanecerão inalteradas, sem que ações sejam efetivadas sobre essa temática. Sendo assim, fica evidente um sério problema cujas causas partem não só da desigualdade socioeconômica, mas também ao preconceito existente com o analfabeto no País.
Sob essa perspectiva, convém analisar a disparidade social no território nacional. Nesse sentido, de acordo com o Índice de Gini, medida que classifica o grau de desigualdade em um país, o Brasil está entre as 10 nações mais desiguais do mundo. Nessa lógica, essa cruel disparidade força os estudantes de famílias carentes à evasão escolar, para que haja a contribuição com a renda do lar cada vez mais cedo. Dessa forma, uma parcela da sociedade brasileira é impedida a ter acesso à educação, o que resulta em uma formação de ensino incompleta, fato que, colabora para o agravamento do entrave social.
Ademais, é notória a percepção do preconceito para com os indivíduos imersos nesse meio. Segundo Mário Sérgio Cortella, grande filósofo contemporâneo, a nação brasileira é tão preconceituosa que usa o termo "analfabeto" como ofensa. Isso, que é um crime social, é indicado cruelmente ao próximo de modo a ser responsabilidade exclusiva dele. Desse modo, enquanto uma parte da população, que é privilegiada, for tão preconceituosa ao ponto de insultar o outro de tal maneira, que mais adultos, com condições de voltar a rede de ensino, irão hesitar tal ato por tamanha rejeição.
Infere-se, portanto, que é necessária a tomada de providência para a solução do problema. Sendo assim, o Governo deve investir em regiões mais desfavorecidas economicamente, a fim de proporcionar condições igualitárias de aprendizagem. Além disso, urge que o Ministério da Educação, por meio de amplo debate entre famílias, Estado e professores, introduza novos métodos eficazes de ensino, com o propósito de modificar a educação brasileira, diminuir o preconceito, e consequentemente, o analfabetismo no País. Feito isso, o Brasil poderá, gradativamente, mudar o quadro exposto pelo índice de Gini.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 193

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 193

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 193

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

Nos dias atuais é visível a falta de[…]

Com base nos dados da OMS de 2017, mais de 300 mil[…]

A falta de empatia é uma das causas mais pr[…]

A constituição federal de 1988, docu[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM