• Avatar do usuário
#83871
Analisando o novo cenário tecnológico onde os equipamentos eletrônicos realizam o trabalho que antes era realizado por seres humanos, de forma automatizada, iniciou um debate sobre as bombas de autosserviço, já usada nos Estados Unidos desde o ano de 1950, que reduziu o preço do combustível, entretanto, essa nova medida iria desempregar muitos frentistas do território brasileiro.

Tendo em vista que os empresários visam reduzir os custos com mão de obra em uma tentativa de diminuir o preço da gasolina, o deputado Vinicius enviou uma projeto de lei à Câmara dos Deputados sugerindo a permissão da automação desse serviço, para reduzir os custos trabalhistas gerados pela profissão de frentista, onde o cliente mesmo iria manusear a bomba e realizar o pagamento em uma maquininha de cartão. Segundo a revista Folha de São Paulo, essa medida faria com que fosse obtido uma economia de 30% no valor final da gasolina para o consumidor.
Por outro lado, a medida aumentaria o quadro de criminalidade no País, pois no Brasil esse modelo de negócio não é muito comum, onde o próprio cliente realiza o pagamento sem a supervisão de um funcionário, o que poderia ocorrer de algumas pessoas saírem sem pagar o combustível.
Por fim, vale lembrar também que a profissão de frentista é protegida por lei e que possui um sindicato para a defesa dos direitos desses trabalhadores e observando o quadro de pandemia mundial que está acontecendo, essa mudança não seria benéfica para o governo, já que faria com que o índice de desemprego aumentasse drasticamente e com isso também o número de pessoas que iriam precisar utilizar o auxílio emergencial disponibilizado pelo Ministério da Economia a pessoas desempregadas e de baixa renda. Um levantamento feito pelo jornal Globo News destacou que isso faria com que mais de 500 mil trabalhadores perdessem o emprego.

Sendo assim a melhor alternativa identificada nesta situação é reduzir o valor dos tributos, dessa forma todos os envolvidos seriam atingidos, desde os fornecedores, empresários, até o consumidor no preço final.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Boa tarde, Mylike! Passando para agradecer sua co[…]

Em nenhum momento a datar nossa colonizaç&a[…]

Saneamento básico

🗣🗣🗣🗣🗣🗣

Combate ao desmatamento ambiental

Nos meados dos séculos XVI e XIX, no per&ia[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM