• Avatar do usuário
#66891
No livro "Modern Utopia" de H. G. Wells, é encontrada uma sociedade que não possui problemas sociais e guerras. No entanto, percebe-se que a obra ficou na literatura, tendo em vista a presença da falta de empatia nas relações sociais no Brasil, que são corroborados pela pouca discussão sobre a temática e pelo crescimento do número de crimes de ódio, encarcerados em uma grande bolha sociocultural.
Em primeiro lugar, é fulcral destacar que, em função da escassa abordagem do assunto, os indivíduos tendem a não falar sobre o tema e, assim, acarretando em uma sociedade com poucas pessoas empáticas. De acordo com o sociólogo Émile Durkheim, o indivíduo é construído através de experiências e apredizados até a fases adulta. Nesse sentido, se uma pessoa cresce aprendendo que temas relacionados à empatia são algo irrelevante, ela também propagará isso. Paralelamente, essa seria a principal característica da modernidade líquida para o sociólogo Zygmunt Bauman: relações instáveis movidas pelo individualismo de seus interesses e, assim, permanecendo na problemática.
Por conseguinte, presencia-se inúmeros casos de crimes de ódio e intolerância na coletividade, motivados pela intolerância em indivíduos que não suportam conviver com o diferente, sobretudo pela falta de empatia na sociedade contemporânea. No filme "Coringa", dirigido por Todd Phillips, encontra-se uma sociedade apática, quando, na obra, ela é tratada como justificativa para os crimes de ódio cometidos pelo protagonista Arthur Fleck, "O Coringa", como forma de repúdio a essa sociedade. Dessarte, é possível afirmar que uma pessoa bem instruída socialmente e empaticamente será um cidadão mais consciente e, assim, evitará essa problemática.
Portanto, é mister que o Estado tome provindências para amenizar o cenário atual. A fim de conscientizar a população brasileira a respeito do problema, urge que o Ministério de Educação e Cultura (MEC) crie, por intermédio de verbas estatais, discussões e incentivos à empatia no ambiente escolar que busquem uma discussão efetiva acerca do tema e de sua importância na coletividade, sugerindo ao interlocutor criar o hábito de praticar a empatia, por exemplo, o trabalho voluntário. Dessa forma, será possível aproximar-se cada vez mais da realidade descrita na obra "Modern Utopia" de H. G. Wells e, assim, estourar a bolha sociocultural, na qual a realidade está inserida.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

De acordo com a Primeira Lei de Newton, um corpo e[…]

Doação do coração

A série médica americana "Grey'[…]

Carinho sanguíneo

A série médica americana "Grey'[…]

Índio no Brasil

Hoje,na sociedade brasileira, as políticas […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM