• Avatar do usuário
#64000
Na série canadense “Anne With An E” estabelecida em 1908 é possível observar
diversas situações de discriminação racial enfrentadas pelo personagem Bash e entre
essas vale ressaltar a cena em que ele, por possuir pele escura é impedido de entrar
em um trem. Com efeito fora da trama ficcional a sociedade contemporânea convive
com um cenário semelhante ao exposto pela produção cinematográfica visto que o
racismo ainda é um obstáculo presente no Brasil em pleno século XXI representando
um regresso nacional. Entre os principais influenciadores da problemática destacam-se
o preconceito enraizado e a falta de diálogo sobre o tema.
É primordial abordar o arraigado preconceito como pivô da persistência de práticas
racistas na Terra de Vera Cruz. Em sua obra “Casa Grande e Senzala” o escritor
brasileiro Gilberto Freyre disserta acerca dos aspectos da vida colonial e evidencia um
ambiente de aversão dos colonizadores para com os negros. Entretanto nota-se que
apesar do processo colonizador ter ocorrido há séculos atrás esses pensamentos
preconceituosos e errôneos perduram até os dias atuais situação à qual impossibilita
um progresso nacional. De acordo com a “Teoria do Habitus” do sociólogo francês Pierre
Bourdieu a sociedade possui padrões que são naturalizados impostos e posteriormente
reproduzidos pelos cidadãos. Ao fazer uma analogia com a concepção sociológica
percebe-se a discriminação racial como resultado de uma cultura imposta pelo
contingente populacional e decorrente do contexto histórico escravista. Desse modo é
inadmissível o revés do país ainda conviver com problemas advindos do período
exposto por Freire: a Colonização.
Em decorrência disso constata-se a ausência de conversação sobre a temática como
fator contribuinte para a problemática. Na obra denominada “Temas Tabus” o filósofo
francês Michel Foucalt afirma que os indivíduos tendem a tornar tabu assuntos
desconfortáveis. Sob essa óptica é possível estabelecer uma relação entre a criação
filosófica e o hodierno contexto social uma vez que por ser considerado um tema
“polêmico” a população opta por não discutir sobre a distinção étnica e assim dificulta a
minimização do problema apresentado. Nessa perspectiva na “Teoria da Tábula Rasa”
o pensador inglês John Locke compara a mente humana com uma folha de papel em
branco a qual é preenchida com influências e experiências. Com isso verifica-se que o
diálogo é de suma importância para o desenvolvimento individual pois a partir dele existe a possibilidade de moldar as pessoas com noções menos intolerantes e assim construir um ambiente menos violento concernente às questões raciais. Dessa forma é incoerente o viés de em pleno século XXI o Brasil ainda permanecer refém de um sistema opressor devido à dificuldade abordada por Foucalt: a carência de debate.
Urge portanto a necessidade de medidas para a resolução dos impasses referentes ao
prejulgamento enraizado e à carência de discussão temática. As mídias televisivas –
como principais influenciadoras digitais – hão de sensibilizar a população acerca dos
prejuízos advindos da escravidão através de propagandas educativas com o fito de
desconstruir a aversão étnica como uma cultura da contemporaneidade. Ademais as
instituições de ensino devem como âmbitos responsáveis pela propagação do saber
promover debates de cunho educacional sobre as práticas racistas por meio de uma
parceria com as secretarias municipais de educação a fim de romper com a ideia desse
tema ser “proibido”. Sendo assim eventualidades como as vivenciadas por Bash serão menos corriqueiras e com isso o racismo passará a ser um problema menos frequente
no território brasileiro.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Desemprego. Falência. Fome. Estas palavras d[…]

Desemprego. Falência. Fome. Estas palavras d[…]

A constituição Federal de 1988,docum[…]

No Brasil, cerca de 14 (quatorze) milhões d[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM