• Avatar do usuário
#81773
No poema "Vou-me embora 'pra' Parságada" de Manuel Bandeira, vê-se o eu lírico anunciando a sua ida para um lugar melhor, fugindo, assim, das adversidades e conflitos do mundo que o cerca. Contudo, essa fuga da realidade não se limita à poesia, já que muitos indivíduos tem adotado tal postura semelhante em vez de tentar superar o tráfico de drogas, no que viola o direito à segurança brasileira. Com efeito, para que o problema seja desconstruído, há de se análisar a negligência governamental, bem como a dependência química.
Em primeiro plano, percebe-se que o narcotráfico é fruto da omissão do governo. A esse respeito, de acordo com o filósofo Thomas Hobbes, o Estado deve garantir os direitos básicos de todos os cidadãos. No entanto, vê-se uma ruptura do "Contrato social" defendido pelo contratualista, uma vez que o poder público não tem protegido as fronteiras brasileiras de maneira correta, com policiamento adequado, no qual permite a circulação de substâncias ilícitas que promove a insegurança social. Logo, enquanto a negligência da governança for a regra, a solução do tráfico de drogas será excessão, principalmente nas áreas periféricas do país.
Outrossim, nota-se que, no Brasil, o vício de entorpecentes tende a influenciar no mercado ilegal de drogas. Segundo Émile Durkheim -sociólogo francês-, o fato social exerce sobre o indivíduo um poder de coerção geral e exterior, modificando as formas de pensar, agir e sentir. Seguindo essa linha de pensamento, observa-se que o uso de substâncias químicas acarreta na dependência, como é notificado na Cracolândia, visto que muitos usuários daquela região não conseguem conter suas compulsões, por não terem um suporte na estrutura familiar. Desse modo, é preciso que esse grupo social receba ajuda para sair desta realidade.
Torna-se evidente, portanto, que o tráfico de drogas no Brasil, deve ser combatido. Para superar essa problemática, cabe ao Governo Federal- Responsável pelos interesses da administração Federal em território nacional-, o dever de assegurar uma escolta armada, por meio de operações de buscas e vigilâncias recorrentes, a fim de não permitir através das fronteiras o passe livre de: entorpecentes ilícitos. Ademais, é papel do Ministério da Saúde, oferecer a recuperação do bem-estar social, por intermédio de indicações a grupos de apoio e inscrições em centros de reabilitações, com o fito de solucionar a dependência química, haja vista que o brasileiro tenha uma melhor qualidade de vida.

[*]Espero que alguém possa avaliar seriamente, abraços :)
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#81774
No poema "Vou-me embora 'pra' Pasárgada" de Manuel Bandeira, vê-se o eu lírico anunciando a sua ida para um lugar melhor, fugindo, assim, das adversidades e conflitos do mundo que o cerca. Contudo, essa fuga da realidade não se limita à poesia, já que muitos indivíduos tem adotado tal postura semelhante em vez de tentar superar o tráfico de drogas, no que viola o direito à segurança brasileira. Com efeito, para que o problema seja desconstruído, há de se análisar a negligência governamental, bem como a dependência química.
Em primeiro plano, percebe-se que o narcotráfico é fruto da omissão do governo. A esse respeito, de acordo com o filósofo Thomas Hobbes, o Estado deve garantir os direitos básicos de todos os cidadãos. No entanto, vê-se uma ruptura do "Contrato social" defendido pelo contratualista, uma vez que o poder público não tem protegido as fronteiras brasileiras de maneira correta, com policiamento adequado, no qual permite a circulação de substâncias ilícitas que promove a insegurança social. Logo, enquanto a negligência da governança for a regra, a solução do tráfico de drogas será excessão, principalmente nas áreas periféricas do país.
Outrossim, nota-se que, no Brasil, o vício de entorpecentes tende a influenciar no mercado ilegal de drogas. Segundo Émile Durkheim -sociólogo francês-, o fato social exerce sobre o indivíduo um poder de coerção geral e exterior, modificando as formas de pensar, agir e sentir. Seguindo essa linha de pensamento, observa-se que o uso de substâncias químicas acarreta na dependência, como é notificado na Cracolândia, visto que muitos usuários daquela região não conseguem conter suas compulsões, por não terem um suporte na estrutura familiar. Desse modo, é preciso que esse grupo social receba ajuda para sair desta realidade.
Torna-se evidente, portanto, que o tráfico de drogas no Brasil, deve ser combatido. Para superar essa problemática, cabe ao Governo Federal- Responsável pelos interesses da administração Federal em território nacional-, o dever de assegurar uma escolta armada, por meio de operações de buscas e vigilâncias recorrentes, a fim de não permitir através das fronteiras o passe livre de: entorpecentes ilícitos. Ademais, é papel do Ministério da Saúde, oferecer a recuperação do bem-estar social, por intermédio de indicações a grupos de apoio e inscrições em centros de reabilitações, com o fito de solucionar a dependência química, haja vista que o brasileiro tenha uma melhor qualidade de vida.

[*]Espero que alguém possa avaliar seriamente, abraços :)

"O mais escandaloso dos escândalos &eac[…]

Redação ENEM 2021

Na obra utopia do escritor inglês Thomas Mor[…]

"O mais escandaloso dos escândalos &eac[…]

A despeito de todo progresso científico e h[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM