Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#43121
De acordo com o Art. 11,340 DA Lei Maria da Penha, violência doméstica e familiar é “qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe causa morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico” Tais medidas foram muito importantes no combate a violência, porém, ela não surtiu todos os efeitos esperados, infelizmente, é possível notar o agravamento dentro do cenário brasileiro, com registros de altos índices de violência diante da pandemia de Coronavírus.

É importante ressaltar, em primeiro plano que no Brasil, a cada um minuto, mais de 65 mulheres sofrem algum tipo de violência, seja ela física ou psicológica, em que a agressão é praticada na maioria das vezes, pelas mãos dos companheiros, ex-namorados ou familiares próximos. Á medida que leva o agressor a pratica desse ato, tem relação com o uso de bebidas alcoólicas, ciúmes, desempregos, problemas financeiros, familiares e a desobediência da mulher; segundo a pesquisa da Instituição “Patrícia Galvão”.

Cabe mencionar, em segundo plano a Organização Mundial da Saúde, tem apontado a casa como um dos ambientes mais seguros em tempos de pandemia do COVID-19, para conter o avanço do vírus. Entretanto para muitas mulheres, ficar em casa certamente não é o sinónimo de estar protegido. Com isso, a permanência em tempo integral com o agressor, reduz as possibilidades da mulher realizar uma denúncia, seja na delegacia ou chamadas virtuais, já que muitos policiais e assistentes estão afastados, e outros com horários reduzidos em esquema de plantão.

Portanto, é necessário maior intervenção do Estado e Ministério Da Educação no combate a violência contra a mulher. As redes sociais e mídias podem ser boas aliadas nessa causa, com campanhas de conscientização e denúncia, e zelar pela aplicações severas das leis de proteção da mulher, garantindo segurança ás vítimas que procuram as delegacias. Dessa forma com essas ações empreendidas, é possível amenizar esse cenário avassalador contra as mulheres.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

GlendaMorais pode corrigir minha redaç&at[…]

Fake News

Compreendido!!! Obrigado :lol:

CORREÇÃO (X) Há cerca de 90[…]

Fake News

periódico “A mentira”, lan&cced[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM