• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#67342
No livro "Anne of Green Gables", da escritora canadense Lucy Maud, é retratado a vida de Anne, uma garota que, após um mal entendido na adoção vai morar com uma família na qual, em princípio, planejava acolher um garoto para ajudar com os trabalhos na fazenda. Fora da ficção, observa-se que, na atual situação brasileira, ainda prevalece uma divisão desproporcional e problemática na preferência dos adotados, visto que, muitas famílias adotam objetivando seus próprios interesses. Sendo Assim, fulcral ressaltar um padrão preferencial na seleção desses indivíduos como causa de prejuízos acerca de uma burocracia prolongada.

Nessa perpectiva, cabe abordar sobre as restrições em relação às crianças desejadas no que tange a adoção. Segundo o educador Paulo Freire, " a inclusão acontece quando se aprende com as diferenças e não com as igualdades". Porém, a sociedade se mostra distante do pensamento de Freire, visto que, a adoção ainda é um assunto propício a mitos e ilusões provocados pela ausência de conhecimento e pensamentos preconceituosos no que concerne as crianças mais velhas e aos jovens, assim, desencadeando a exclusão desses indivíduos por fomentarem crenças como: a dificuldade de se estabelecer vínculos e o medo pelo passado turbulento que muitos, nessa faixa etária, infelizmente, tiveram que enfrentar. Desta forma, famílias são estimuladas pelo senso comum, gerando a escolha padronizada dos mais novos e dificultando o sonho de adoção dos jovens e das crianças mais velhas.

Por conseguinte, nota-se que a demora no processo burocrático ainda é um desafio. De acordo com a Lei nº 8.069, o prazo máximo para conclusão da adoção são de cento e vinte dias, mediante a decisão da autoridade judiciária. Entretanto, na maioria das vezes, esse cenário acumula muito mais tempo para ser concluído, haja vista que não existe uma maneira automática de vincular famílias com adotados e a maioria dos adotantes possuem exigências e demonstram uma preferência limitada. Portanto, urge a necessidade de uma atualização política e mais flexibilidade de escolha.

Logo, cabe ao Governo Federal com o apoio da mídia, criar palestras educativas— por meio de cartilhas virtuais e curta-metragens, para famílias que possuem o desejo da adoção— ,assim, desmistificando as falsas crenças. Ademais, outra forma para mudar o paradigma da adoção seria através de promoções feitas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, visando uma nova cultura de adoção, que deve investir em ações educativas e informativas— ensinadas pelos profissionais que atuam nas área e direcionada para população em geral —. Pois, só assim será concluído o objetivo de diminuir tais desafios e estimular a adoção entre muitas outras famílias.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 185

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 185

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#67480
Ei, Emily!

legenda:
(substituição ou acréscimo)
palavra substituída
(estrutura)
erros/desnecessário
corrigido

INTRODUÇÃO /////
No livro "Anne of Green Gables", da escritora canadense Lucy Maud, é retratado a vida de Anne, uma garota que, após um mal entendido na adoção vai morar com uma família na qual, em princípio, planejava acolher um garoto para ajudar com os trabalhos na fazenda (contextualização). Fora da ficção, observa-se que, na atual situação brasileira, ainda prevalece uma divisão desproporcional e problemática na preferência dos adotados, visto que, muitas famílias adotam objetivando seus próprios interesses (tese) . Sendo Assim, fulcral ressaltar um padrão preferencial na seleção desses indivíduos como causa de prejuízos acerca de uma burocracia prolongada (encaminhamento).

OBSERVAÇÃO: ⚠//✔
estrutura
organização
tese
conectivos

DESENVOLVIMENTO /////
Nessa perspectiva, cabe abordar sobre as restrições em relação às crianças desejadas no que tange a à adoção (apresentação da ideia). Segundo o educador Paulo Freire, " a inclusão acontece quando se aprende com as diferenças e não com as igualdades". Porém, a sociedade se mostra distante do pensamento de Freire, visto que, a adoção ainda é um assunto propício a mitos e ilusões provocados pela ausência de conhecimento e pensamentos preconceituosos no que concerne as crianças mais velhas e aos jovens, assim, desencadeando a exclusão desses indivíduos por fomentarem crenças como: a dificuldade de se estabelecer vínculos e o medo pelo passado turbulento que muitos, nessa faixa etária, infelizmente, tiveram que enfrentar (encaminhamento da argumentação).. Desta forma, famílias são estimuladas pelo senso comum, gerando a escolha padronizada dos mais novos e dificultando o sonho de adoção dos jovens e das crianças mais velhas (fechamento).

Por conseguinte, nota-se que a demora no processo burocrático ainda é um desafio (apresentação da ideia). De acordo com a Lei nº 8.069, o prazo máximo para conclusão da adoção são de cento e vinte dias, mediante a decisão da autoridade judiciária. Entretanto, na maioria das vezes, esse cenário acumula muito mais tempo para ser concluído, haja vista que não existe uma maneira automática de vincular famílias com adotados e a maioria dos adotantes possuem exigências e demonstram uma preferência limitada (encaminhamento da ideia). Portanto, urge a necessidade de uma atualização política e mais flexibilidade de escolha (fechamento).

OBSERVAÇÃO: ⚠//✔

organização ✔
estrutura ✔
argumentação para defesa de um ponto de vista
conectivos

CONCLUSÃO /////
Logo, cabe ao Governo Federal com o apoio da mídia, criar palestras educativaspor meio de cartilhas virtuais e curta-metragens, para famílias que possuem o desejo da adoção — ,assim, desmistificando as falsas crenças. Ademais, outra forma para mudar o paradigma da adoção seria através de promoções feitas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, visando uma nova cultura de adoção, que deve investir em ações educativas e informativasensinadas pelos profissionais que atuam nas área e direcionada para população em geral —. Pois, só assim será concluído o objetivo de diminuir tais desafios e estimular a adoção entre muitas outras famílias.

agente
ação
modo/meio
finalidade
detalhamento

OBSERVAÇÃO: ⚠//✔

5 elementos
organização
proposta de intervenção

Bom, essa foi minha análise. Lembrando que não sou especialista, mas sei um pouquinho :?
Espero que te ajude, de coração!

Se precisar, já sabe! Abraço.
#67492
vitoriaca escreveu:Ei, Emily!

legenda:
(substituição ou acréscimo)
palavra substituída
(estrutura)
erros/desnecessário
corrigido

INTRODUÇÃO /////
No livro "Anne of Green Gables", da escritora canadense Lucy Maud, é retratado a vida de Anne, uma garota que, após um mal entendido na adoção vai morar com uma família na qual, em princípio, planejava acolher um garoto para ajudar com os trabalhos na fazenda (contextualização). Fora da ficção, observa-se que, na atual situação brasileira, ainda prevalece uma divisão desproporcional e problemática na preferência dos adotados, visto que, muitas famílias adotam objetivando seus próprios interesses (tese) . Sendo Assim, fulcral ressaltar um padrão preferencial na seleção desses indivíduos como causa de prejuízos acerca de uma burocracia prolongada (encaminhamento).

OBSERVAÇÃO: ⚠//✔
estrutura
organização
tese
conectivos

DESENVOLVIMENTO /////
Nessa perspectiva, cabe abordar sobre as restrições em relação às crianças desejadas no que tange a à adoção (apresentação da ideia). Segundo o educador Paulo Freire, " a inclusão acontece quando se aprende com as diferenças e não com as igualdades". Porém, a sociedade se mostra distante do pensamento de Freire, visto que, a adoção ainda é um assunto propício a mitos e ilusões provocados pela ausência de conhecimento e pensamentos preconceituosos no que concerne as crianças mais velhas e aos jovens, assim, desencadeando a exclusão desses indivíduos por fomentarem crenças como: a dificuldade de se estabelecer vínculos e o medo pelo passado turbulento que muitos, nessa faixa etária, infelizmente, tiveram que enfrentar (encaminhamento da argumentação).. Desta forma, famílias são estimuladas pelo senso comum, gerando a escolha padronizada dos mais novos e dificultando o sonho de adoção dos jovens e das crianças mais velhas (fechamento).

Por conseguinte, nota-se que a demora no processo burocrático ainda é um desafio (apresentação da ideia). De acordo com a Lei nº 8.069, o prazo máximo para conclusão da adoção são de cento e vinte dias, mediante a decisão da autoridade judiciária. Entretanto, na maioria das vezes, esse cenário acumula muito mais tempo para ser concluído, haja vista que não existe uma maneira automática de vincular famílias com adotados e a maioria dos adotantes possuem exigências e demonstram uma preferência limitada (encaminhamento da ideia). Portanto, urge a necessidade de uma atualização política e mais flexibilidade de escolha (fechamento).

OBSERVAÇÃO: ⚠//✔

organização ✔
estrutura ✔
argumentação para defesa de um ponto de vista
conectivos

CONCLUSÃO /////
Logo, cabe ao Governo Federal com o apoio da mídia, criar palestras educativaspor meio de cartilhas virtuais e curta-metragens, para famílias que possuem o desejo da adoção — ,assim, desmistificando as falsas crenças. Ademais, outra forma para mudar o paradigma da adoção seria através de promoções feitas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, visando uma nova cultura de adoção, que deve investir em ações educativas e informativasensinadas pelos profissionais que atuam nas área e direcionada para população em geral —. Pois, só assim será concluído o objetivo de diminuir tais desafios e estimular a adoção entre muitas outras famílias.

agente
ação
modo/meio
finalidade
detalhamento

OBSERVAÇÃO: ⚠//✔

5 elementos
organização
proposta de intervenção

Bom, essa foi minha análise. Lembrando que não sou especialista, mas sei um pouquinho :?
Espero que te ajude, de coração!

Se precisar, já sabe! Abraço.
Uau! Que correção bonita, obrigado pela ajuda Vivi.😳♡ percebi que errei algumas coisas, na próxima não fique com medo de tirar alguns pontos meu. 😊🤧
#68489
Olá, Emily. Tudo bem?

Notei a sua redação devido ao tema e à nota em destaque, então, dei uma lida e pontuei. A @vitoriaca fez uma ótima correção, mas acredito que existem alguns pontos melhoráveis e que precisam de atenção. Costumo não ser muito bonzinho com pontuações, mas saiba que, no ENEM, normalmente, as análises são bem mais enxutas e menos exigentes - então, tranquilo.

De qualquer forma, aqui estão alguns comentários - e justificativas - referentes à minha pontuação (880):
  • A respeito da C1: teoricamente, são retirados 40 pontos a partir de 2 desvios naturalmente diferentes; e foi o que aconteceu. Notei alguns erros de vírgula; de convenção de escrita; de crase. Além disso, evite utilizar a expressão "na maioria das vezes", pois ela necessita de uma legitimação. Você não pode afirmar que algo é maioritário sem, posteriormente, trazer algum dado ou referência que confirme essa posição. Nesses casos, substitua por "muitas vezes".
  • A respeito da sua argumentação (o que foi descontado na C3), note que, em seu desenvolvimento 2 - terceiro parágrafo -, você não legitimou o seu repertório com argumentos pertinentes, o que, ainda, tornou o seu posicionamento muito vago. Há uma "explicação" que tange à não automatização e preferência adotante, mas perceba que isso não é o suficiente para convencer o leitor. Por que, de fato, isso acontece? Quais são os reais motivos para tanta demora? Existem detalhes que precisam entrar em discussão.
  • A sua conclusão, ao meu ver, possui dois probleminhas. O primeiro está relacionado à generalidade do agente. Lembre-se: no ENEM, o agente da proposta de intervenção precisa ser específico - jamais genérico. Trazer o Governo Federal como responsável pela atuação cria diversas possibilidades de perfis atuantes, já que, como sabemos, o governo, em si, é composto por diversos setores, secretarias, ministérios e, ainda, gabinetes. Por isso, cuidado com a generalização. Ademais, note que a sua ação não foi bem desenvolvida. Você sugeriu a criação de palestras educativas, mas não mencionou, em momento algum, o conteúdo que será tratado. A ideia solta de "palestras educativas" é, também, algo muito genérico. A sua proposta necessita de autoria e especificação. Um conselho: ao invés de inserir um detalhamento formulado, busque explicar, detalhadamente, a sua ação ao leitor. Assim, não prejudicará nem um dos elementos citados. Beleza?
É isso! Ah, lembrando que a nota 880 é ótima! Você possui uma boa escrita, o que já facilita bastante a caminhada até o 1000. Continue praticando!

Um abraço! :D
#68503
eurodrigo escreveu:Olá, Emily. Tudo bem?

Notei a sua redação devido ao tema e à nota em destaque, então, dei uma lida e pontuei. A @vitoriaca fez uma ótima correção, mas acredito que existem alguns pontos melhoráveis e que precisam de atenção. Costumo não ser muito bonzinho com pontuações, mas saiba que, no ENEM, normalmente, as análises são bem mais enxutas e menos exigentes - então, tranquilo.

De qualquer forma, aqui estão alguns comentários - e justificativas - referentes à minha pontuação (880):
  • A respeito da C1: teoricamente, são retirados 40 pontos a partir de 2 desvios naturalmente diferentes; e foi o que aconteceu. Notei alguns erros de vírgula; de convenção de escrita; de crase. Além disso, evite utilizar a expressão "na maioria das vezes", pois ela necessita de uma legitimação. Você não pode afirmar que algo é maioritário sem, posteriormente, trazer algum dado ou referência que confirme essa posição. Nesses casos, substitua por "muitas vezes".
  • A respeito da sua argumentação (o que foi descontado na C3), note que, em seu desenvolvimento 2 - terceiro parágrafo -, você não legitimou o seu repertório com argumentos pertinentes, o que, ainda, tornou o seu posicionamento muito vago. Há uma "explicação" que tange à não automatização e preferência adotante, mas perceba que isso não é o suficiente para convencer o leitor. Por que, de fato, isso acontece? Quais são os reais motivos para tanta demora? Existem detalhes que precisam entrar em discussão.
  • A sua conclusão, ao meu ver, possui dois probleminhas. O primeiro está relacionado à generalidade do agente. Lembre-se: no ENEM, o agente da proposta de intervenção precisa ser específico - jamais genérico. Trazer o Governo Federal como responsável pela atuação cria diversas possibilidades de perfis atuantes, já que, como sabemos, o governo, em si, é composto por diversos setores, secretarias, ministérios e, ainda, gabinetes. Por isso, cuidado com a generalização. Ademais, note que a sua ação não foi bem desenvolvida. Você sugeriu a criação de palestras educativas, mas não mencionou, em momento algum, o conteúdo que será tratado. A ideia solta de "palestras educativas" é, também, algo muito genérico. A sua proposta necessita de autoria e especificação. Um conselho: ao invés de inserir um detalhamento formulado, busque explicar, detalhadamente, a sua ação ao leitor. Assim, não prejudicará nem um dos elementos citados. Beleza?
É isso! Ah, lembrando que a nota 880 é ótima! Você possui uma boa escrita, o que já facilita bastante a caminhada até o 1000. Continue praticando!

Um abraço! :D
oh!🤭👏 Muito obrigado pela sua análise e por ressaltar esses pontos importantes, pode deixar que terei mais atenção na proxima. Sua correção foi de muita ajuda, Valeu Sensei! 😀👍🏼
#68510
EmillyySilva escreveu:oh!🤭👏 Muito obrigado pela sua análise e por ressaltar esses pontos importantes, pode deixar que terei mais atenção na proxima. Sua correção foi de muita ajuda, Valeu Sensei! 😀👍🏼
"Sensei" já é demais, não? Haha!

Fico feliz saber que te ajudei de alguma forma. Sucesso! ;)

Muito se tem discutido, recentemente, acerca das d[…]

nycolas2005 , muito obrigada, fico feliz pela cor[…]

Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio &aacu[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM