Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por rafafm
#60551
A automedicação é um problema pertinente e, muitas vezes, ignorado na sociedade brasileira. É muito comum pessoas que usam medicamentos sem quaisquer recomendações ou prescrições médicas. As consequências do uso indevido de medicações variam, podendo até mesmo levar à óbito. Este problema vem se agravando nos últimos anos com o crescente número de fake news, gerado pela globalização e desinformação, que faz com que as pessoas acreditem em uma falsa ação dos remédios.

Nesse sentido, a Organização Mundial da Saúde (OMS) registrou que mais de 50% dos medicamentos receitados são vendidos sem prescrição médica, o que demonstra uma infração da lei por parte das farmácias e drogarias, que acabam contribuindo para o uso inadequado desses medicamentos. Outro agravante deste problema é a falta de acesso das classes mais baixas aos fármacos essenciais e, por isso, acabam recorrendo a métodos extraoficiais para conseguir os mesmos.

Ademais, mesmo que obtidos de forma legal, os medicamentos, se usados de maneira inadequada (como o uso excessivo) podem gerar graves problemas e complicações no tratamento de determinadas doenças. A estigmatização dos funcionários de saúde também está presente na sociedade brasileira, causado pela desinformação de parte da população. Isto também contribui para o agravamento da automedicação, pois gera um hábito de solucionar os problemas de saúde corriqueiros de forma caseira.

Diante dos argumentos apresentados, é necessário que o Ministério da Saúde intervira por meio de ações publicitárias nas redes sociais (Instagram, Twitter) para conscientizar a população sobre os riscos da automedicação, aumentar a fiscalização e rigidez das leis que regem as vendas de fármacos, além de melhorar a eficiência e a destinação das verbas públicas de saúde, e assim, alcançando a diminuição dos índices de automedicação.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula de forma mediana as partes do texto com inadequações ou alguns desvios e apresenta repertório pouco diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

Avatar do usuário
Por S4r4
#60565
• Muito cuidado com a repetição de palavras
• Gostei da sua introdução, mas recomendo começar com com alguma citação, ou referência (livros, filmes, direitos humanos, etc) antes de problematizar o tema, desse modo você contextualiza o tema facilmente.
• recomendo, também, buscar conhecimento de outras áreas para utilizar no seu texto, de forma que se encaixem no tema, para demonstrar que tem dominó sobre o assunto.
Dica: o desenvolvimento 2 é o parágrafo ideal para uma citação, que tal? Rs
• Na conclusão é necessário: Agente, Meio, Modo, Detalhamento e Finalidade para atingir a nota máxima.

•Não tá ruim, mas pode ficar melhor e quem sabe chegar a 1000 algum dia, o importante é não desistir 😁
Alfabetização

No filme "Como estrelas na terra" &eacut[…]

NathaliaLima , olá, boa-noite! irei corrig[…]

Anninha , olá, boa-noite! irei corrigir su[…]

A vocação para o mercado de trabalho[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM