Avatar do usuário
Por Augustabzr
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#110151
De acordo com a UNAIDS, houve um aumento de 3% nos casos de jovens com AIDS entre 2010 e 2016 no Brasil, enquanto a taxa entre jovens no restante do mundo sofreu uma queda de 11% durante esse período. Através dos últimos anos, a AIDS tem se tornado uma adversidade cada vez mais comum entre a população jovem brasileira. Esse fator se deve, principalmente, a banalização da doença e a falta de instrução sexual dentro da sociedade.

Observando o cenário atual, é inegável a existência de uma banalização da AIDS e suas consequências, proporcionada precisamente pelo governo. De acordo com a ABRASCO (Associação Brasileira de Saúde Coletiva), houve uma quebra gigantesca nas campanhas de prevenção contra a AIDS durante a pandemia, incluindo a limitação da distribuição de camisinhas e medicamentos. É incompreensível que o Brasil, país reconhecido pelo pioneirismo na luta contra a AIDS, decaia de forma descomunal por negligência e irresponsabilidade do governo. Dito isso, a banalização da AIDS esclarece o grande descaso da população jovem a cerca dessa doença.

Ademais, a falta de instrução sexual auxilia no aumento de casos entre os jovens, visto que desconhecem os métodos contraceptivos e não se preocupam com a prevenção da doença. Segundo um estudo divulgado pela SBU, 38% dos jovens entre 12 e 18 anos não sabem utilizar o preservativo. A falta de acesso a educação sexual proporcionada pelo governo expõe os jovens a diversos riscos e mazelas, sobretudo a AIDS. Deste modo, é alarmante o descaso da educação sexual entre a parcela jovem da sociedade.

Portanto, diante tais situações apresentadas, se faz necessário que o governo retome sua responsabilidade sobre a luta contra a AIDS, por interferência direta nas questões de saúde pública. Tal medida deve ser realizada a partir do emplemento de propagandas e incentivos ao tratamento, com o objetivo de influênciar os jovens a se instruírem sobre a doença. Ademais, o governo deve incentivar a instrução sexual em instituições de ensino e programas educacionais, a fim de capacitar a população mais jovem a se prevenir de doenças sexualmente transmitiveis como a AIDS. Dessa forma, haverá uma diminuição gradativa no crescimento de AIDS entre os jovens no Brasil.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
1 Respostas 
141 Exibições
por JOAO155
1 Respostas 
137 Exibições
por Leoo6144
2 Respostas 
161 Exibições
por Leoo6144
0 Respostas 
59 Exibições
por Guipazsk
0 Respostas 
173 Exibições
por Sthefanysbm
0 Respostas 
169 Exibições
por Sthefanysbm
1 Respostas 
73 Exibições
por Nayanne
4 Respostas 
292 Exibições
por KelveSilva
0 Respostas 
61 Exibições
por CAMIllycs
0 Respostas 
208 Exibições
por Thamires444

Segundo o pensador Paulo freire "se a edu[…]

O Brasil encontra-se no terceiro estágio de[…]

COMPLIANCE BANCARIO

De acordo com a lei 12.846, da Constituiç&a[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM