Avatar do usuário
Por besourokafka
Quantidade de postagens Amigos
#128671
  Em "Utopia", obra literária de Thomas More, é retratada uma sociedade em que não há problemas sociais. Ao sair da ficção, pode-se observar que a realidade atual é oposta à utópica. Pois não há comprometimento social em relação à preservação dos espaços públicos. Nesse sentido, é necessário analisar as causas desse cenário distópico.
   Em primeira análise, a negligência social intensifica o revés. Haja vista o descaso das pessoas com a questão da preservação. Em vista disso, Hanna Arendt conceitua a banalização do mal como o processo de normalização de um problema social. Nesse sentido, a banalização acerca da preservação dos espaços públicos reflete o conceito de Arendt. Ao descartar detritos nas ruas, com o pensamento de "é só um papel", diversas pessoas descartam lixo nas ruas e rodovias, gerando, assim, uma quantidade absurda de detritos nos espaços públicos. Desse modo, a população precisa ser conscientizada sobre a questão da sustentabilidade.
   Em segunda análise, a omissão governamental contribui para o desgaste do espaço social. Visto que esse órgão é importante para a boa gestão dos espaços e a preservação dos mesmos. Nesse sentido, o filósofo Zygmunt Bauman declara que ao não gerir soluções e permanecer imparcial com as questões sociais, uma instituição pode ser considerada "zumbi". Conforme a citação, ao observar o descaso dos órgãos estatais, pode-se equipará-los à "instituições zumbis". Posto que o Estado não tem vigorado soluções para a preservação social. Logo, urge que medidas dos órgãos oficiais sejam instauradas.
   Portanto, a negligência por parte da sociedade e do governo devem ser resolvidas. Para tanto, o Estado deve implementar um projeto de preservação.
Essa ação deve ser feita por meio da criação de departamentos de pesquisa e gerenciamento, que conduzam verbas estatais para programas de conscientização à população, que, por meio de propagandas em redes de canal aberto acerca da importância de preservar o espaço social, cuidem do espaço público. Tornando, assim, a nação utópica como a obra de More.










@lais458 pode corrigir minha redação, Lais? :mrgreen:
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

Avatar do usuário
Por besourokafka
Quantidade de postagens Amigos
#128672
besourokafka escreveu: Em "Utopia", obra literária de Thomas More, é retratada uma sociedade em que não há problemas sociais. Ao sair da ficção, pode-se observar que a realidade atual é oposta à utópica. Pois não há comprometimento social em relação à preservação dos espaços públicos. Nesse sentido, é necessário analisar as causas desse cenário distópico.
Em primeira análise, a negligência social intensifica o revés. Haja vista o descaso das pessoas com a questão da preservação. Em vista disso, Hanna Arendt conceitua a banalização do mal como o processo de normalização de um problema social. Nesse sentido, a banalização acerca da preservação dos espaços públicos reflete o conceito de Arendt. Ao descartar detritos nas ruas, com o pensamento de "é só um papel", diversas pessoas descartam lixo nas ruas e rodovias, gerando, assim, uma quantidade absurda de detritos nos espaços públicos. Desse modo, a população precisa ser conscientizada sobre a questão da sustentabilidade.
Em segunda análise, a omissão governamental contribui para o desgaste do espaço social. Visto que esse órgão é importante para a boa gestão dos espaços e a preservação dos mesmos. Nesse sentido, o filósofo Zygmunt Bauman declara que ao não gerir soluções e permanecer imparcial com as questões sociais, uma instituição pode ser considerada "zumbi". Conforme a citação, ao observar o descaso dos órgãos estatais, pode-se equipará-los à "instituições zumbis". Posto que o Estado não tem vigorado soluções para a preservação social. Logo, urge que medidas dos órgãos oficiais sejam instauradas.
Portanto, a negligência por parte da sociedade e do governo devem ser resolvidas. Para tanto, o Estado deve implementar um projeto de preservação. Essa ação deve ser feita por meio da criação de departamentos de pesquisa e gerenciamento, que conduzam verbas estatais para programas de conscientização à população, que, por meio de propagandas em redes de canal aberto acerca da importância de preservar o espaço social, cuidem do espaço público. Tornando, assim, a nação utópica como a obra de More.










@lais458 pode corrigir minha redação, Lais? :mrgreen:
0
Avatar do usuário
Por lais458
Quantidade de postagens
#128756
@besourokafka

- Sua introdução apresenta bem o tema proposto, fazendo uma conexão com a obra "Utopia" de Thomas More. Porém, seria interessante desenvolver um pouco mais essa relação entre utopia e realidade distópica na sociedade atual.
- Na primeira análise, você aborda a negligência social em relação à preservação dos espaços públicos, citando Hanna Arendt e seu conceito de banalização do mal. É importante relacionar esse conceito diretamente ao problema em questão.
- Na segunda análise, você menciona a omissão governamental como fator contribuinte para o desgaste do espaço social. Aqui seria interessante exemplificar com casos concretos de falta de políticas públicas eficazes nesse sentido.
- Sua proposta de intervenção é adequada ao contexto apresentado no texto, sugerindo a criação de departamentos específicos para gerenciamento e conscientização da população sobre a importância da preservação dos espaços públicos.
- Seria válido detalhar um pouco mais como esses departamentos atuariam na prática e como as verbas estatais seriam direcionadas especificamente para essas iniciativas.
- A conclusão retoma os pontos discutidos no desenvolvimento e reforça a importância da implementação das medidas propostas pelo Estado.

Seu texto está bem estruturado quanto à organização das ideias em parágrafos distintos (introdução-desenvolvimento-conclusão). Além disso, sua escrita é clara e objetiva.

Em resumo:

- Reforce as relações entre os conceitos teóricos apresentados (como banalização do mal) com os problemas concretos relacionados à preservação dos espaços públicos;

- Utilize exemplos mais claros e contextualizados para ilustrar suas argumentações;

- Detalhe um pouco mais sua proposta de intervenção, explicando passo-a-passo como ela poderia ser implementada na prática.

Continue praticando! Você está no caminho certo ao buscar embasar seus argumentos em referências relevantes!
1
Avatar do usuário
Por besourokafka
Quantidade de postagens Amigos
#128760
lais458 escreveu:@besourokafka

- Sua introdução apresenta bem o tema proposto, fazendo uma conexão com a obra "Utopia" de Thomas More. Porém, seria interessante desenvolver um pouco mais essa relação entre utopia e realidade distópica na sociedade atual.
- Na primeira análise, você aborda a negligência social em relação à preservação dos espaços públicos, citando Hanna Arendt e seu conceito de banalização do mal. É importante relacionar esse conceito diretamente ao problema em questão.
- Na segunda análise, você menciona a omissão governamental como fator contribuinte para o desgaste do espaço social. Aqui seria interessante exemplificar com casos concretos de falta de políticas públicas eficazes nesse sentido.
- Sua proposta de intervenção é adequada ao contexto apresentado no texto, sugerindo a criação de departamentos específicos para gerenciamento e conscientização da população sobre a importância da preservação dos espaços públicos.
- Seria válido detalhar um pouco mais como esses departamentos atuariam na prática e como as verbas estatais seriam direcionadas especificamente para essas iniciativas.
- A conclusão retoma os pontos discutidos no desenvolvimento e reforça a importância da implementação das medidas propostas pelo Estado.

Seu texto está bem estruturado quanto à organização das ideias em parágrafos distintos (introdução-desenvolvimento-conclusão). Além disso, sua escrita é clara e objetiva.

Em resumo:

- Reforce as relações entre os conceitos teóricos apresentados (como banalização do mal) com os problemas concretos relacionados à preservação dos espaços públicos;

- Utilize exemplos mais claros e contextualizados para ilustrar suas argumentações;

- Detalhe um pouco mais sua proposta de intervenção, explicando passo-a-passo como ela poderia ser implementada na prática.

Continue praticando! Você está no caminho certo ao buscar embasar seus argumentos em referências relevantes!





Muito obrigada pela correção! :mrgreen:
1
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
438 Exibições
por rutedias
1 Respostas 
80 Exibições
por gleymyson
0 Respostas 
106 Exibições
por LauraK
1 Respostas 
25 Exibições
por kauanne12
3 Respostas 
232 Exibições
por Thalya17
0 Respostas 
118 Exibições
por joanasouza
0 Respostas 
49 Exibições
por mihaella
0 Respostas 
58 Exibições
por Davilly
1 Respostas 
136 Exibições
por Novit
0 Respostas 
124 Exibições
por Susana0715

Aldous Huxley defende: "Os fatos nã[…]

Segundo o Art.205 da Constituição Fe[…]

Zenebra vc poderia corrigir minha redaç&[…]

:D Olá, poderia de fazer um sugestã[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM