• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#51719
Na obra "Utopia" do escritor Thomas More, é retratada uma sociedade livre de problemas e conflitos sociais, no qual caracteriza um corpo social perfeito. No entanto, o que se observa atualmente é o oposto do que o autor prega, visto que conflitos emergem em torno da preservação dos espaços públicos, as quais dificultam os planos de More. Diante dessa perspectiva entende -se que a falta de educação patrimonial, bem como o egoísmo e individualismo, apresenta-se como entraves na resolução do problema.

Primeiramente, é importante expor que a ausência de educação patrimonial é um dos fatores causais da problemática. Ademais, na Constituição Federal de 1988, é assegurado que o Estado deve promover a preservação do patrimônio público. Entretanto, essa responsabilidade deve ser dividida com a sociedade civil, pois infelizmente não adianta investimentos em obras públicas, se a população não tem conhecimento de seus deveres, o que acarretará em gastos nos cofres públicos, que poderia ser revertidos para outros fins. Sendo assim, a educação é a base para a resolução do problema.

Outrossim, o egoísmo interpessoal é outro fator que deve ser abordado. Com isso, segundo o sociólogo Zygmunt Bauman, ele descreve a sociedade como egoísta e individualista. Assim, a partir do pensamento de Bauman observa-se que a administração pública tem se empenhado na conservação de espaços públicos e limpeza dos centros urbanos, no qual contempla os princípios da eficiência, legalidade e moralidade. Contudo, a população espera somente pela atitude dos governantes e esquece suas responsabilidades, a exemplo disso é o vandalismo e o descarte de lixo em lugares desapropriados. Por conseguinte, fica evidente que a falta de empatia interpessoal, causa impactos sociais, ambientais e culturais nas cidades.

Portanto, é necessário a reformulação de medidas governamentais urgente. Dessarte, com o intuito de mitigar o problema é imprescindível, que o Ministério da Educação implemente a disciplina de educação patrimonial na educação básica, além disso as grandes mídias devem incentivar a preservação do patrimônio público.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#53750
Na obra "Utopia" do escritor Thomas More, é retratada uma sociedade livre de problemas e conflitos sociais, no qual caracteriza um corpo social perfeito. No entanto, o que se observa atualmente é o oposto do que o autor prega, visto que conflitos emergem em torno da preservação dos espaços públicos, as quais dificultam os planos de More. Diante dessa perspectiva, [vírgula] entende-se que a falta de educação patrimonial, bem como o egoísmo e individualismo, apresenta-se como entraves na resolução do problema.

[vi em um aula que esse conectivo não é recomendado, troque por "em uma primeira análise" > Primeiramente, é importante expor que a ausência de educação patrimonial é um dos fatores causais da problemática. Ademais, na Constituição Federal de 1988, é assegurado que o Estado deve promover a preservação do patrimônio público. Entretanto, essa responsabilidade deve ser dividida com a sociedade civil, pois infelizmente não adianta investimentos em obras públicas, se a população não tem conhecimento de seus deveres, o que acarretará em gastos nos cofres públicos, que poderia ser revertido para outros fins. Sendo assim, a educação é a base para a resolução do problema.

Outrossim, o egoísmo interpessoal é outro fator que deve ser abordado. [pode escolher um dos conectivos > Com isso, segundo o sociólogo Zygmunt Bauman, ele descreve < desnecessário] a sociedade como egoísta e individualista. Assim, a partir do pensamento de Bauman observa-se que a administração pública tem se empenhado na conservação de espaços públicos e limpeza dos centros urbanos, no qual contempla os princípios da eficiência, legalidade e moralidade. Contudo, a população espera somente pela atitude dos governantes e esquece suas responsabilidades, a exemplo disso é o vandalismo e o descarte de lixo em lugares desapropriados. Por conseguinte, fica evidente que a falta de empatia interpessoal, causa impactos sociais, ambientais e culturais nas cidades.

Portanto, é necessário a reformulação de medidas governamentais urgente. Dessarte, com o intuito de mitigar o problema é imprescindível, que o Ministério da Educação implemente a disciplina de educação patrimonial na educação básica, além disso as grandes mídias devem incentivar a preservação do patrimônio público.
* Fez uma conclusão muito objetiva, poderia detalhar mais as ações que sugeriu

Espero ter ajudado! :D

Aqui está a minha análise da sua r[…]

Ficou espetacular! :) Muito obrigado!!

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM