Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por CaueLima
#46246
Muitos sabem que cada pessoa tem o seu jeito de falar e de escrever do modo como é aprendido e é passado ao longo dos tempos e isso muitas vezes faz as pessoas não gostarem e acharem inapropriada o modo de a pessoa falar, porém, temos isso passado para nós e não podemos tirar de nós, a língua e quando pessoas tentam fazer isso acaba gerando um tipo de problema chamado preconceito linguístico. O preconceito linguístico nada mais é do que um valor negativo para a forma de falar das pessoas que dominam o mesmo idioma.
Nosso país apresenta um espaço territorial cheio de pessoas que falam diferente de nós ocupada por povos de várias culturas, como os índios e imigrantes vindos de vários países europeus, a exemplo da França, e afro descendentes. Há também a grande diversidade social, cultural e regional que favorecem para as muitas diferentes línguas existentes no país. O problema é que a maioria quer ter apenas uma única língua ideal e isso é incorreto, não podemos tirar das pessoas o que elas ganharam, ou seja, arrancar o bem da raiz de uma árvore. Nosso padrão é composto por duas características, um padrão e um não padrão. O Português padrão é e muito importante, pois é nele que é voltada a normatividade da língua escrita, já a língua não padrão diz respeito a pessoas das classes sociais mais empobrecidas da sociedade que, normalmente, não completaram os anos da Educação Básica ou tiveram acesso a uma precária educação formal.
Acho que muitas pessoas acham que só existe apenas uma língua, um modo de falar, mas não é assim, nós temos uma grande diversidade de línguas existentes em nosso pais, os índios são um grande exemplo disso, eles por muitas vezes se escondem pelo simples fato de ter medo de como as outras pessoas vão os ver, de que maneira eles irão entenderem que ninguém é igual ao outro, todos somos diferentes, mas iguais ao mesmo tempo.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 80

Você atingiu aproximadamente 40% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio insuficiente da modalidade escrita formal da língua portuguesa, com muitos desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita. Seu texto apresenta estrutura sintática com certa organização, porém com muitos desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual, que comprometem a compreensão das ideias.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 80

Você atingiu aproximadamente 40% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema recorrendo à cópia de trechos dos textos motivadores ou apresenta domínio insuficiente do texto dissertativo-argumentativo, não atendendo à estrutura com proposição, argumentação e conclusão, ou seja, com essa pontuação, ou o tema da redação é desenvolvido a partir de considerações próximas ao senso comum ou muito próximas do que foi proposto nos textos motivadores, sem progressividade, ou ainda o texto apresenta domínio precário do tipo textual exigido, com poucas características de uma dissertação, ainda que se reconheça o tema proposto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 80

Você atingiu aproximadamente 40% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas desorganizados ou contraditórios e limitados aos argumentos dos textos motivadores apresentados na proposta de redação.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 80

Você atingiu aproximadamente 40% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante apresenta repertório limitado de recursos coesivos e articula as partes do texto de forma insuficiente, com muitas inadequações, o que compromete a organização das ideias.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 0

Você não atingiu os critérios definidos na Competência 5. O participante não apresenta proposta de intervenção ou apresenta proposta não relacionada ao tema ou ao assunto.

Por Kekdkdkd
#46584
@CaueLima,

Muitos sabem (evitar usar essa expressão) que cada pessoa tem o seu jeito de falar e de escrever do modo como é aprendido e é passado ao longo dos tempos e isso muitas vezes faz as pessoas não gostarem e acharem inapropriada o modo de a pessoa falar, porém, temos isso passado para nós e não podemos tirar de nós ( não usar a 1° pessoa do plural, deve ser impessoal), a língua e quando pessoas tentam fazer isso acaba gerando um tipo de problema chamado preconceito linguístico. O preconceito linguístico nada mais é do que um valor negativo para a forma de falar das pessoas que dominam o mesmo idioma.

A introdução deve ser um resumo do que será apresentado em diante, você prolongou o assunto e não apresentou as duas teses.
Teve muitos erros ortográficos e fez uso de algumas palavras informais.


Nosso país apresenta um espaço territorial cheio de pessoas que falam diferente de nós ocupada por povos de várias culturas, como os índios e imigrantes vindos de vários países europeus, a exemplo da França, e afro descendentes. Há também a grande diversidade social, cultural e regional que favorecem para as muitas diferentes línguas existentes no país. O problema é que a maioria quer ter apenas uma única língua ideal e isso é incorreto, não podemos tirar das pessoas o que elas ganharam, ou seja, arrancar o bem da raiz de uma árvore. Nosso padrão é composto por duas características, um padrão e um não padrão. O Português padrão é e muito importante, pois é nele que é voltada a normatividade da língua escrita, já a língua não padrão diz respeito a pessoas das classes sociais mais empobrecidas da sociedade que, normalmente, não completaram os anos da Educação Básica ou tiveram acesso a uma precária educação formal.
Acho que muitas pessoas acham que só existe apenas uma língua, um modo de falar, mas não é assim, nós temos uma grande diversidade de línguas existentes em nosso pais, os índios são um grande exemplo disso, eles por muitas vezes se escondem pelo simples fato de ter medo de como as outras pessoas vão os ver, de que maneira eles irão entenderem que ninguém é igual ao outro, todos somos diferentes, mas iguais ao mesmo tempo.


Faltou a conclusão
No desenvolvimento 1 e 2, você não argumentou bem , apresentou informações fracas
Você tem que estudar a estrutura da Introdução, desenvolvimento e conclusão. Dá uma estudada em coesão,ortografia e utilizar 3° pessoa do singular ou plural para escrever sua redação, de modo formal.

Na série brasileira "Coisa mais linda&[…]

https://projetoredacaonota1000.com.br/member/Larig[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM